FHC é ausência mais notada na festa tucana

FHC é ausência mais notada na festa tucana

Por que FHC não foi à festa tucana?

Os marqueteiros bem que capricharam na organização da festa tucana, no ginásio do Ibirapuera, em que José Serra foi oficialmente lançado neste domingo para disputar pela quarta vez a prefeitura de São Paulo.

Ao custo de 250 mil reais, com direito a telão, bonecos do candidato, jingle baseado no hit Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha, tema de novela da Globo, e chuva de papel picado, o evento lembrou as superproduções das convenções americanas.

Na parte política, porém, Serra não teve o que comemorar. Além da disputa cada vez mais acirrada entre os aliados PSDB e o PSD pela vaga de vice, que serviu de pano de fundo do encontro, com direito a vaias ao prefeito Gilberto Kassab, a convenção foi marcada pela ausência das principais lideranças nacionais dos tucanos.

A ausência mais notada, mas escondida pela mídia amiga, foi  a do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ainda a principal estrela do partido, que alegou um compromisso de viagem anteriormente assumido.

Quando Marta Suplicy não foi ao lançamento da candidatura do petista Fernando Haddad, indicado por Lula, deixando a ex-prefeita contrariada com o partido, o assunto virou manchete dos jornais. Agora, a ausência de FHC passou batida, merecendo apenas um reles registro no noticiário, indicando como será “isenta” a cobertura das eleições paulistanas pela grande imprensa.

Também não apareceram na festa de Serra o presidente nacional do PSDB, Sergio Guerra, e o presidenciável Aécio Neves. A principal liderança nacional dos tucanos presente ao encontro acabou sendo o senador paranaense Álvaro Dias, que teve seu nome indicado para vice e, em seguida, foi rifado na chapa presidencial de Serra em 2010.

A novela do vice deve durar pelo menos até quarta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal vai decidir se o PSD de Kassab terá direito a participação maior no tempo de propaganda na televisão e no fundo partidário.

Se perder a ação, o novo partido formado por dissidentes do DEM e do PSDB, que já conta com a terceira maior bancada na Câmara dos Deputados, ficará do tamanho dos nanicos e perderá poder de barganha na formação da chapa de Serra.

Neste caso, a ala alckmista do PSDB, que não esquece as eleições de 2008, quando Serra apoiou Kassab e deixou o candidato tucano, hoje governador, fora do segundo turno, vai insistir na chapa puro-sangue. Caso ganhe no STF, Kassab quer colocar na vice seu ex-secretário Educação, Alexandre Schneider.

Seja quem for o vice, a estratégia da campanha de Serra já está definida, como ficou bem claro no seu discurso na convenção: transformar o limão numa limonada. Contra os três principais concorrentes, todos bem mais jovens — Celso Russomanno, Fernando Haddad e Gabriel Chalita — o candidato de 70 anos vai jogar a sua experiência de ex-prefeito, ex-governador e ex-ministro.

“Não estou aqui para brincar de governar. Não estou aqui para experimentar. Não estou aqui para tentar fazer. Estou aqui para levar São Paulo para frente”, atacou em seu discurso, no qual defendeu a continuidade da administração, apesar da alta rejeição do prefeito Gilberto Kassab.

O alvo principal também está escolhido e não poderia ser outro, a exemplo do que tem acontecido em todas as últimas eleições na capital paulista: o PT. Enquanto Serra falava das suas realizações e dos seus planos para São Paulo — “meu sonho é voltar a ser prefeito” —, as críticas mais duras ao candidato petista foram terceirizadas.

O governador Alckmin afirmou que “São Paulo não é terra para candidato do bolso do colete” e o senador Aloysio Nunes Ferreira mirou em Lula ao lembrar que o ex-presidente “impõe um candidato que passeia por aí como um urso amestrado levado pela coleira”.

Enfim, a campanha eleitoral começou em São Paulo.

25 thoughts on “FHC é ausência mais notada na festa tucana

  1. D´Urso amestrado, quis dizer.O jingle mais adequado para a nova campanha do Serra,seria “Bolinha de Papel,com interpretação de João Gilberto:”….mas só não quero que me faça de bolinha de papel
    Tiro você do emprego,
    Dou-lhe amor e sossego,
    Vou ao banco e tiro tudo pra você gastar…”. Convenhamos ,nesses tempos de barganha faz bem mais sentido e,por que não dizer ,mais transparência….

  2. Boa tarde Ricardo!
    Boa tarde amigos balaieiros!

    250 mil só pra essa festinha? Um quarto de milhão pra se desperdiçar. Tantas pomposidades e circunstancialidades nessas palhaçadas.
    E quanto ao FHC, pô Ricardo, tá sumindo todo mundo do PSDB? Outro post foi onde andaria Serra, agora FHC. Bem, mas esse segundo informa, já havia assumido um compromisso, também não exerce cargo público, desencarnou. Já Marta, é senadora, “confirmou” que iría, e não foi! Existem diferenças mesmo que sutis nesses dois exemplos.

    …250.000,00…meu Deus!!!!

    Robson de Oliveira

    http://ecoblog-blogeco.blogspot.com.br/

  3. “RICARDO me tira uma dúvida:tu estas realmente preocupado com a ausência do FHC e de outras figurinhas mais?”
    “Ou foi falta de assunto?”
    “Lembra – te da idade do FHC,hoje em dia *ele* não pode mais ficar *sasaricando como antigamente*,além do mais estamos no inverno”.
    “E os ossos dele como ficam?”
    “Se nos chegarmos na idade dele ficaremos igual ou pior que ele,quem *não* quer ficar velho morre dentro da barriga da mãe”.

  4. Saul Camboim, é muito provável que você tenha razão, já que os únicos que prestam no PSDB são exatamente o Fernando Henrique e o Aécio Neves. O resto, como dizia munha avó: ‘Pode matar que é bicho’. Ô partidozinho filho da mãe. Aliás, não há um partido hoje que preste, é tudo farinha do mesmo saco. Precisamos resgatar os partidos de extrema esquerda ultra radical no país.

  5. Mais grave que a ausência de FHC é a afirmação do senador ALuisio Nunes sobre ula e Haddad (” impõe um candidato que passeia por aí como um urso amestrado levado pela coleira”.) Haja falta de educação de um senador que só foi eleito graças a desistência de Quercia. Mas essa vulgaridade não surpreende. Quando das eleições presidenciais, vários expontes tucanos insistiam publicamente em chamar Dilma de poste e marionete. É só pesquisar

  6. Kotscho, mas tem uma grande diferença ai entre a ausência de Marta e Haddad. Ela foi humilhada, preterida, sem direito as prévias no PT e do lula, no caso do SErra ele venceu, e já era o nome credenciado a disputa pelo partido. Ao contrário do Hadedaço que continua parecendo um boneco no PT, onde só lula fala e faz (errado).

    Nesse caso kotscho a liderança falou mais alto, se Marta fosse a candidata lula tb poderia ficar de boa em SBC procurando o que fazer e sem se intrometer e ser autoritário no PT.

  7. Serra não defendeu o legado de FHC, governo do qual fez parte.

    Dilma, ao contrário, afagou o ex-presidente, falando do plano real.

    FHC lavou a alma, e como não precisará do Serra mais para nada, o defenestrou.

  8. FHC faz muito bem em não aparecer. Apesar de seus 80 e tantos anos ele ainda tem senso de ridículo. Mais uma vez no palanque com o Serra é dose pra leão. Essa eleição é sintomática ou seja, ou o povo de São Paulo mostra que quer mudanças votando num candidato que não represente tudo que já passou e não deu resultados, ou o povo de São Paulo mostra que está satisfeito com tudo que acontece na cidade. A grande questão é saber se o povo de São Paulo que quer mudanças aceita o candidato do PT ou prefere mudanças desde que não venham abençoadas pelo ex presidente Lula. Isso será demonstrado agora em Outubro e, possivelmente em Novembro no 2o turno. Dificil de prever.

  9. A mega-maracutaia das privatarias tucanas planejadas e executadas por Serra e Daniel Dantas enlamearam de vez os 8 anos do pífio desgoverno FHC. Ninguem mais aguenta Serra, um entreguista vendilhão da Pátria que não cumpre a palavra nem quando a registra em cartório em rede nacional de televisão. Há dois tipos de eleitores de Serra: os milhões de ingênuos que acreditam nas mentiras repetidas à exaustão pela imprensa sobre suas qualidades e meia dúzia de inúteis que compartilham com o tucano o mesmo caráter infame e desprezível. FHC deveria apoiar Haddad e redimir em parte sua biografia irremediavelmente manchada com a compra de votos pra aprovar emenda da própria reeleição. Talvez não tenha outra oportunidade de resgatar parte da imensa dívida que tem com o castigado e sofrido povo brasileiro. Boa noite a todos.

  10. Marta tem que entender que Lula quer conservar-la fora desses
    politicos … (Dê o nome mais feio que existe) para esses safados,
    mentiros, caluniadores, sem vergonha, cara de pau e tudo mais.
    Marta não merece debater com adversários imorais.

  11. Idalui, tive a felicidade de morar em BH na gestão de Patrus Ananias do PT e em São Paulo-Capital na de Marta Suplicy. Difícil dizer qual a mais extraordinária administração entre as duas. Claro que priorizaram os menos favorecidos e podem não ter agradado aos grã-finos da Savassi e Jardins. Morava em BH quando Erundina administrou São Paulo, mas sou testemunha da nefasta gestão de Eduardo Azeredo em BH, Maluf, Pitta, Serra, Kassab em São Paulo e sou expoliado pelos pedágios extorsivos de Alckmin. Se não fosse essa praga de gafanhotos tucanos já estaríamos no primeiro mundo há décadas. O Brasil é rico e abençoado, mas os demotucanos tiram dos pobres pra dar aos ricos. Mas essa farra demotucana está com os dias contados. Que assim seja. Amém !!!!!!!

  12. “o senador Aloysio Nunes Ferreira mirou em Lula ao lembrar que o ex-presidente “impõe um candidato que passeia por aí como um urso amestrado levado pela coleira”

    Senador Aloysio, perguntar não ofende: “Já pagou os R$ 300 mil que deve ao Paulo Preto?

  13. A falta do pior presidente que o país ja teve em uma convenção não vai fazer diferença. Ele tem os seus seguidores fanaticos, assim como o Maluf tem os seus, o Lula tem mas. Em resultados não ajuda.

  14. Caro Kotscho.
    Creio que FH imagina, e com razão, que a chapa MALU (Maluf Lula) seja imbatível em São Paulo. Pra nós, tanto faz como tanto fez, pois com Maluf na chapa vencedora, seja quem for este, o programa governamental será ultraconservador. Os Petista não são capazes de fazer tal distinção. Eles só se interessam pela vitória nas urnas e as garantias das boquinhas milionárias. O resto é blá blá blá…

  15. “C/EUDECIR”,fiquei com medo de ti e olha que nem te conheço.
    “Tu *não achas que é demais ressucitar aqui no BRASIL ou em qualquer país essa:EXTREMA ESQUERDA ULTRA RADICAL?*”.
    “Concordo plenamente contigo quanto aos nossos pseudos partidos,pois nos não temos partidos temos um amontuado de letrinhas, cada uma mais cretina e sem escrúpulos que a outra”.
    “Mas meu amigo virtual:MENOS….”

  16. Victor Hugo – 26/06/2012 – 11h31
    Luiz Carlos Velho, vira o disco da vitrolinha. Ninguem merece !!!!!!!
    O que ninguém merece é vc justificar tudo com o voto direto. O vale tudo, vale, quando as urnas consagram. Ou seja ,antes, vira o disco você que é estonteantemente e tediosamente repetitivo na sua catilinária pró PT.
    ”Pai, afasta de mim este cálice”
    Vai fazer campanha para o Maluf rapaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *