Browsed by
Mês: dezembro 2011

Carta de despedida da filha ao Dr. Manreza

Carta de despedida da filha ao Dr. Manreza

O meu amigo neurocirurgião Luiz Alcides Manreza, mentor da lei sobre morte encefálica que permitiu a multiplicação dos transplantes no Brasil, passou a vida salvando vidas. Morreu sábado, aos 67 anos, de um enfarte fulminante, quando o avião já pousava no aeroporto de Miami, na véspera do Natal. Metade da família estava a bordo e a outra metade o esperava no aeroporto. Foi como se tivéssemos perdido alguém da nossa família. Mariana, minha filha mais velha, e Roberta, a caçula…

Leia Mais Leia Mais

2011: o ano em que a oposição sumiu

2011: o ano em que a oposição sumiu

Caros leitores, como ninguém é de ferro, viajo daqui a pouco para São Sebastião, onde vou tirar minha folga de final/começo de ano. Até a presidente Dilma e as excelências do Congresso Nacional já saíram de férias. Vamos ficar sem assunto para comentários políticos por alguns dias. Afinal, ninguém é de ferro. Retorno no final da semana que vem. Se algum fato novo acontecer e assim o justificar, voltarei a qualquer momento em edição extraordinária, como diziam os antigos noticiários…

Leia Mais Leia Mais

A volta de Jesus, 2011 anos depois

A volta de Jesus, 2011 anos depois

Conforme a ocasião, é melhor a gente passar a palavra para quem entende do assunto. Neste Natal de 2011, meu presente para os leitores do Balaio é um belo texto sobre “A volta de Jesus” escrito pelo meu velho amigo Frei Betto, escritor e frade dominicano, que transcrevo abaixo: A VOLTA DE JESUS Frei Betto   Sem chamar a atenção, Jesus voltou à Terra em dezembro de 2011. Veio na pessoa de um catador de material reciclável, morador de rua….

Leia Mais Leia Mais

Um dia como hoje: há vida sem conflito?

Um dia como hoje: há vida sem conflito?

Pode ser qualquer dia. Um dia como hoje, por exemplo. Na minha rua as pessoas andam apressadas para o trabalho de manhã e voltam apressadas para suas casas no final do dia. Mal olham para os lados, não se falam, seguem sua rotina. Cada um só mira seu destino numa corrida de obstáculos que parece nunca ter fim. Nas bancas de jornais e nos aparelhos de televisão ligados nos bares, nos telejornais ou nas telenovelas, o mundo está em permanente…

Leia Mais Leia Mais

Mello contra Calmon, perde a Justiça

Mello contra Calmon, perde a Justiça

Atualizado às 16h15 de 21.12 Peluso fala em “abuso de poder” Ao final da nota oficial divulgada na tarde desta quarta-feira para defender a decisão do seu colega Ricardo Lewandowski, que concedeu liminar contra investigação feita pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) no Tribunal de Justiça de São Paulo, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cezar Peluso, no melhor estilo “vocês não sabem com quem estão mexendo”, faz uma advertência: “Nos termos expressos da Constituição, a vida funcional do…

Leia Mais Leia Mais

O ano em que um livro desmascarou a imprensa

O ano em que um livro desmascarou a imprensa

  “Se a Gazeta Esportiva não deu, ninguém sabe o que aconteceu”. (Slogan de um antigo jornal de São Paulo, nos tempos pré-internet, que ainda inspira muitos jornalistas brasileiros). *** Daqui a cem anos, quando os historiadores do futuro contarem a história da velha mídia brasileira, certamente vão reservar um capítulo especial para o que aconteceu em 2011. Foi o ano em que um livro desmascarou o que ainda restava de importância e influência da chamada grande imprensa na formação…

Leia Mais Leia Mais