Imprensa, MP e Justiça: quem faz as denúncias?

Imprensa, MP e Justiça: quem faz as denúncias?

Com os malfeitos municipais (licitação do Controlar) e estaduais (contratos do Metrô) tomando nas últimas semanas o lugar dos casos federais que dominaram o noticiário durante todo o ano, deu para notar uma importante diferença na origem das denúncias.

No plano federal, quem toma a iniciativa das investigações, das denúncias e, às vezes, até dos julgamentos de ministros, é a imprensa, quer dizer, os principais veículos de comunicação do país, com interesses econômicos contrariados ou com medo do fantasma do “controle social da mídia”.

A Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça vão a reboque do clamor da imprensa e dos partidos de oposição, tomando providências em função do noticiário e da opinião publicada (não confundir com opinião pública).

Já em São Paulo, dá-se exatamente o contrário. Tanto no plano municipal como no estadual, quem investiga, denuncia e julga são os orgãos competentes e é a imprensa que vai a reboque dos fatos, limitando-se a registrar o resultado das investigações policiais e dos inquéritos do Ministério Público.

O denuncismo seletivo e o tratamento diferenciado, oferecido principalmente pelos jornalões paulistas, acaba se refletindo também nas revistas semanais e nos telejornais de maior audiência, que só costumam repercutir e amplificar as denúncias contra o governo federal.

É verdade que a “Folha” foi quem levantou a lebre do contrato das obras de um trecho da Linha 5 do Metrô, ao provar que os vencedores da concorrência já eram conhecidos seis meses antes. Depois disso, porém, ninguém mais foi atrás do assunto, até que a Justiça determinasse a suspensão das obras e o afastamento do presidente do Metrô, que já voltou ao cargo.

No caso do estranhíssimo contrato da Prefeitura com o Consórcio Controlar (das empreiteiras Camargo Correa e Serveng) para inspeção de veículos, assinado em 2007 por Gilberto Kassab, dez anos depois da licitação feita ainda nos tempos de Paulo Maluf, a imprensa só se interessou pelo assunto depois que o Ministério Público terminou suas investigações e a Justiça tomou providências, decretando o bloqueio dos bens do prefeito.

O destaque dado no noticiário às denúncias contra ministros, que já levaram à demissão de cinco deles, é desproporcional aos valores e à natureza dos ditos malfeitos, se comparados aos prejuízos causados aos cofres públicos pelo Metrô (em torno de R$ 300 milhões nos cálculos do Ministério Público) e pela Controlar (os promotores calcularam o valor da ação em R$ 1 bilhão).

Não se trata de mensurar a corrupção, mas de questionar o tratamento desproporcional dado pela grande imprensa a casos de igual gravidade no governo federal, no estadual e no municipal.

Só os donos da mídia e seus prepostos não estão se dando conta de que, com a internet, não dá mais para ter este tipo de comportamento sem que todo mundo perceba. É isso que explica a crescente perda de freguesia e de credibilidade da velha mídia.

 

 

 

35 thoughts on “Imprensa, MP e Justiça: quem faz as denúncias?

  1. Prezado Luis Carlos “Rlolando Lero” Velho, leia com atenção este post do nosso caríssimo Kotscho. Você vai ou não entender a diferença? Pelo menos uma vez na vida, se for postar algum comentário, por favor, o faça em cima do que Kotscho magistralmente colocou. Nossa paciência, agradece…

    “O denuncismo seletivo e o tratamento diferenciado, oferecido principalmente pelos jornalões paulistas, acaba se refletindo também nas revistas semanais e nos telejornais de maior audiência, que só costumam repercutir e amplificar as denúncias contra o governo federal”

  2. Ricardo,

    Tenho uma posiçã com relação a participação das midias sejam elas velhas ou novas, quando dão enfase a determinado assunto. Temos que tirar o chapéu e aplaudir sim o trabalho da VEJA por exemplo quando coloca em voga as falcatruas existentes. Ora, temos que notar que so consegue fazer falcatruas é quem esta no poder ou possui algum determinado por alguem do poder maior. Infelizmente, no desvendar das maracutais indiretamente sempre respinga em quem detem o poder no momento, no caso, o governo de Dilma, ou seja do PT.
    Ser deste ou daquele partido não é atestado de idoneidade. Nós que temos de amadurecer, deixar de lado o idealismo selvagem e assumir que o governo tem suas falhas sim, como qualquer governo e ser presidente não é assumir um papado a qual se intitula de infalível.
    O ministério publico tem por obrigação fazer o que vem fazendo e muitas vezes conseguem agir devido a uma denuncia da velha midia que só consegue denunciar porq

  3. Os barões do imprensalão são burros ou acreditam que “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Só que eles não se deram conta de que a água acabou há muito tempo, e eles só estão perdendo alguma credibilidade que ainda têm (se é que já não perderam toda ela).

  4. Perfeita análise.
    A impressão que dá é que MP, Justiça e imprensa fazem parte do partido da oposição ao governo federal.
    Tão somente.
    Inclusive a PGR, esta sempre atendendo a imprensa.
    Constatação que se espalha na internet.

  5. Ricardo,

    Quando o ministerio publico age, esta desempenhando o papeu que todos nós esperamos que ele cumpra. Muitas vezes o minist[ério público age a partir de uma denuncia feita pela imprensa, seja ela velha, decrépta, nova, imatura não importa, elas estão sendo um ionstrumento cpntidente contra as maracutaias.
    Orta, dizer que a imprensa velha dá mais amplitude as coisas do governo federal pois são contra ao governo Dilma, ou ao PT, é querer desviar o olhar para o fator maracutaia buscando subterfugios para justificar os erros cometidos seja na nomeação do (s) fulano (s) ou na ausência de controle mais eficaz por parte dos orgãos responsavis diretamente ligados a presidencia da república.
    Somente quem é contra busca os erros do elemento chave de sua discordia. Se for a favor, muitas coisas passartão pelas costas ´pois o foco será outro. Ser preocupam com formigas enquanto a manada de elefantes passam olhando o bumbum de quem não os vê.
    Temos muitas coisas boas acontecendo neste governo sim, continuidade do Lula a qual Dilma está ampliando. Mas, agora podemos ver como o mesmo Lula, heroico, lider do povo que mereceu comentarios de um jornalista paulista o comparando a Pe. Cicero Romão Batista, foi bastante complacente com determinadas coligações e seus participantes do goverrno que não negando o DNA dos politicos nacionais, meteram a mão na bolsa da viuva, deixando a bomba estourar agora, quase um ano de Dilma no poder.
    Swerá que um posto politico compensa qualquer vista grossa a erros de asseclas?
    Não, claro que não e a imprensa está aí, cumpriundo o seu papel denunciando, metendo a boca no trombone.
    “há!! Mas so colocam amplitude quando é algo que mire o governo federal”. Sim, porque a grande mosca sempre foi e sempre será quem ocupa o Planalto. Será que ainda temos de viver com a negação de fatos mostrados na imprensa só por que ela é contra o governo?
    Algo realmente de muito estranho acontece com relação a diminuição da imprença em divulgar os fatos dos Metrô São Paulo e do Detran paulista. Pode ser um protecionismo bairrista, afinal, São paulo é a perfeição dos estados e não pdem perder a pose? Existirá maracutais na relação velha imprensa e os senhores feudais paulistas? Tudo pode ser. O que não pode e pararem de coçlocarem a boca no trombone. Até agora, pelo que sei, todas as denuncias sobre os ministros caidos foram verídicas e o governo cumpriu exemplarmente seu papel.nSe fosse uma mentira deslavada, seria outro quinhentos réis. Mas o fato é q

  6. Parabéns, Kotscho, pela abordagem. As premissas das mídias corporativas na querra de posições, enquanto aparelhos privados de hegemonia da classe dominantes, é de esconder, justificar, dissimular para continuar o domínio. Tal teoria é classica dos marxianos (Luckas, Marcuse, Gramsci, etc.).
    Os jagunços encastelados nas editorias e os seus beija-mãos com ou sem diploma das grandes corporações da imprensa, TV e Rádio, assumem a identidade de JORNALISTA BÊBADO (isto é, embriagado pelo teor do social-liberalismo.

  7. Novamente a imprensa nojenta cai em cima de Negromonte, apenas citando que ele está sendo acusado de corrupção, mas sem especificar que tipo de corrupção. No blog (ou site) de Luis Nassif, um dos jornalistas de maior credibilidadade, na minha opinião, está explicado com detalhes o que realmente aconteceu para que Negromonte esteja sendo acusado de corrupção, o que na verdade não tem absolutamente nada de errado, de acordo com o blog. Nassif me parece tão imparcial e equilibrado, ao ponto do leitor nem perceber de que lado ele está politicamente.
    Mudando de assunto, o seu texto de hoje, Kotscho, mais parece uma mea culpa, haja vista que você vinha agindo igualzinho a toda a imprensa que critica, já que também faz parte dela. Tenho sempre em mente o título “Lupi na linha de tiro” e as ilações de que toda esquina tinha conhecimento dos malfeitos de Lupi, dando a entender que até Dilma sabia.

  8. Temos que aplaudir sim a revista Veja, Folha, Estadão e outros orgãos da imprensa que denunciam a corrupção no país, seja ela federal, estadual ou municipal. Em São Paulo a justiça foi logo decretando bloqueio dos bens do prefeito e a demissão do secretario de transporte. Ja no governo federal os ministros só sairam por não aguentar a pressão da impresa. O governo não tomou nenhuma meddida punitiva contra os ministros. Não demitiu nenhum. Eles só sairam por pressão da imprensa e da oposição. Se dependece do governo a corrupção continuaria a todo vapor no governo

  9. Trata-se, Kotscho, do Friend fire —o fogo amigo-. No caso do PT há uma luta intestina fratricida por ambições eleitorais e perda de poder. O mensalão foi fogo amigo. O assessor Waldomiro achacando o bicheiro; foi fogo amigo. As estripulias das ONGs no ministério dos esportes foi fogo amigo O ex-ministro Palocci bateu de frente com grande parte da bancada que buscava cargos no governo. Palocci abateu vários e, por isso, foi o alvo preferido do fogo amigo. A imprensa, como se sabe, recebia os dados e as acusações –de mãos beijadas- pelos descontentes. Palocci impediu, só nos primeiros três meses do governo Dilma, a nomeação de mais de 150 cargos no segundo escalão. E ainda detonou as nomeações de um parlamentar poderoso que perdeu posições no BB e no milionário fundo de pensão do Banco. A artilharia aliada não perdoou.
    Fiquemos preparados para novos rounds nesta luta, pois amanhã, o presidente da Câmara Federal terá que resolver uma parada de gigantes por cargos. O PSD do Kassab , insaciável e voraz já chega exigindo 70 cargos milionárias par acomodar os filiados; ‘‘os novos amigos do PT’’
    Cabeças terão que rolar Kotscho, pois o Kassabismo já chega como a quarta maior bancada e faz questão destas 70 sinecuras estatais até o final do ano; nem um dia a mais! Do total, dez destas vagas viriam do enxugamento de lideranças de legendas que perderam deputados. Mas, veja só Kotscho, cerca de 60 vagas serão ‘’criadas’’ A artilharia terá que redobrar a mira para não exterminar os amigos.
    A Comissão de Ética Pública aplicou, por unanimidade, nesta quarta-feira, uma advertência e recomendou à presidente da República a exoneração do ministro do Trabalho, Carlos Lupi Segundo o presidente da comissão, as explicações do ministro não foram consistentes. O ofício que pede a demissão de Lupi já foi entregue ao gabinete presidencial.
    Se a presidente Dilma exonerar o ministro, o terá feito sobre recomendação da comissão de ética e não de quem fez as denúncias.
    A comissão de ética é um órgão de dentro do governo.E por fim Kotscho é bom lembrar que, o PSD do Kasssab é aliado do governo Federal. Muitos aí não sabem deste detalhe.

  10. J. Leite quantas medidas punitivas foi dada em S.P. tanto na prefeitura e quanto no estado, com os escandalos das emendas, das empreiteiras e do metro e agora Detram pelo governo de S.P. ?
    O texto do Ricardo explica as diferenças de tratamento.
    No caso de S.P quem tá agindo é o poder público.

  11. “E por fim Kotscho é bom lembrar que, o PSD do Kasssab é aliado do governo Federal. Muitos aí não sabem deste detalhe”

    Ao Luis Carlos “Rolando Lero” Velho das 21:07. Realmente, desta vez o Velho dá sinais preocupantes de demência senil. Não foi o Serra que vktaminou Kassab, não foi o Serra que “pensou” esse PSD, não foi o Serra que reviveu a idéia da Inspeção Veicular e, por fim, não é o Serra que pensa em sair cnadidato a Presidente em 2.014 pelo PSD. Acabamos de saber, que foi tudo elaborado pelo Governo Federal (claro, por Lula e Dilma) que, sem maioria, necessitava do PSD do Kassab. Uma camisa de força para o Velho, por favor… ele começa a ser uma questão de saúde pública.

  12. As máscaras estão caindo, Ricardo. As entranhas de uma imprensa ideologizada, partidária e claramente elitista, antipovo, estão sendo expostas, trazidas à luz. As redes sociais, blogosfera em especial, têm tido um papel importantíssimo para a sociedade. Vozes dissonantes. E além de noticiar, comentar, dar opinião, essa nova mídia também abre espaços para que o cidadão ofereça seu ponto de vista, interagindo com ele. Desafinando o coro dos contentes… Abraços.

  13. Prezadíssimo Velho, com todo respeito que sua idade merece, “luta intestina fratricida” deve ser o que se passa na sua cabeça na hora de redigir seus comentários aqui para o Balaio. Meu caro, como bem recomendou o Pardalzinho, LEIA o post do Kotscho e tente ser coerente com o que ele escreve. Por favor…

  14. Ricardo, concordo plenamente com as suas colocações e parabenizo-o pela ‘coragem’ em expor seu ponto de vista sobre o assunto, fato raro de ser ver hoje em dia.
    O ideal é que os grandes veículos de comunicação tivessem essa mesma determinação para com o governo estadual e municipal, pois o Brasil ganharia muito com isso.

  15. Prezado Kotscho, deixe-me sugerir uma pauta para um futuro post do Balaio, essa anunciada saída de Fátima Bernardes do JN. Você, como membro de uma ótima equipe de noticiário de TV (Record News) e já com mais traquejo deste formato, está mais do que credenciado para fazê-lo. É claro para mim que o desgaste da dupla durante as últimas eleições (o patético pedido de desculpas do Bonner ao Serra, apenas um deles…) forçaria a Globo a introduzir modificações no JN. Quem acompanha o futebol já percebeu isso… De repente Bonner começou a frequentar os programas esportivos da emissora, especialmente os do SporTV, dando entrevista irrelevantes com aquela (bela) voz empostada de quem nasceu para dizer “Boa Noite” na TV ou gerando “notícia” ao ir ao Morumbi ver um jogo do seu São Paulo FC. Marido e mulher foram vistos num desses jogos do Vasco abraçados à Roberto Dinamite, enfim, para quem sabe ler nas entrelinhas, estava em marcha uma autêntica campanha de “Public Relations” para criar um novo “código de simpatia” entre a dupla de apresentadores e o grande público. Com esse anúncio da saída da Fátima (que a Globo, obviamente, garantirá que foi fruto de um processo independente, bla bla bla…), parece que não funcionou muito. Veja caro Kotscho que trago este tema por acha-lo totalmente integrado no espírito deste post, ou seja, o desgaste da velha mídia denuncista que começa a fazer estrago nas suas próprias trincheiras. Faz sentido? Obrigado.

  16. É uma pena que a população paulistana não se intera dos fatos de nossa cidade e cobre dos politicos locais e poderes constituidos.
    Nossa Sampa tem a maior divida com a união, o custo de vida mais alto do pais em todos os quesitos de sobrevivência e consquentemente a pior qualidade de vida dentre os brasileiros.
    Pena, eu também era assim quando mais novo ignorava a politica, não entendia nada, era fanático pelo futebol, mas conheci o Brasil de Sul a Norte ou Norte a sul e me liguei, caiu a ficha e mudei o pensamento.

  17. Caro kotscho, voce deu com este seu post, a razão pela qual eu disse não ir a uma passeata contra a corrupção, e neste caso estamos tratando daquela sem partido e nem ideologia que a oposição prega. O fato está na inversão entre o caso paulista e o federal. No paulista, temos nós aqui internautas lutando contra os tucanos e lá no federal eles apontando os “aloprados”. Acontece que se nós paulistas sairmos para protestar sem bandeira, sem expor contra quem, os midiáticos (PIG) vão apossar deste nosso protesto com o intuito de transformá-lo num contra o governo federal e o paulista vai ficar rindo da gente e o objetivo deles é justamente enganar aqueles que não dão importancia ao fato politico em sí. Entendeu? Estes incautos, assim eu os cognomino, inconscientemente vão comprar a idéia pois são movidos a propaganda e nela vão acreditar. Deu para perceber a monobra da oposição tucana? Então, voce acabou de colocar em minhas mãos a prova pela qual eu disse nos post’s anteriores que não ia a uma passeata sem ter nas mãos a bandeira dizendo por que e contra quem eu estaria protestando. Desta maneira, não daria a oportunidade dos oposicionistas tucanos apropiar-se da minha bandeira em proveito próprio. Esta é a estrategia deles já por muito tempo, por mim percebida. Eu ficaria imensamente satisfeito se o paulista que é tido como culto, se apercebesse disto e saísse com uma passeata contra quem mais o prejudica, quem mais rouba que são justamente os partidos da oposição tanto no nível estadual e municipal. Aí sim a coisa estaria certa e se precisasse ter que sair contra os “aloprados” federais, nós nos somaríamos a eles e poríamos prá fóra também. Seria como se fosse uma simbiose do povo limpando os politicos de forma geral, aí sim, se tornaria sem bandeira. Com a oposição, não podemos brincar e é nossa obrigação estarmos sempre atentos porque eles não dão nó sem ponto de forma alguma.

  18. Carambaaaa….li todos os comentário e me deu até arrepios, nossa turma está virando PHD em assuntos e estrategia politica. Agora sim, estamos dando uma diferença entre os outros blogs, é esta a forma que acredito que o amigo Kotscho sempre quiz da gente. O negócio de participar e não dar idéia de como resolver o assunto, fica sendo assim como um comentário vazio, sem funçao de profundidade. Gostei imensamente das suposições sobre o quadro politico atual e todos os comentários tem procedencia e são perfeitamente possíveis de acontecer. Turmaaaa…voces me fizeram lembrar do meu tempo de colegial quando ainda nós estudávamos Sociologia e Filosofia que os governos póst-ditadura ainda não se interessaram de fazê-las retornar. Voltei só para dizer a vocês PARABÉNS, maravilha genteeee….

  19. Bom dia, meu amigo RK e a todos os comenaristas.
    Não tenho dúvidas que a imprensa é muito importante pela divulgação e até pelo clamor sobre assuntos denunciados. Minha dúvida é sobre quem é responsável pelo ”esquecimento” dessas denuncias. Lembro da recente situação do Shopping Center Norte, do Conj Habitaional Singapura construidos sobre um antigo lixão, da queda de parte do Viauto dos Remédios, das enchentes ocorridas no ano passado, etc. Vão virar notícias novamente, quando ocorrer óbtos, porque só os riscos não são suficientes.

  20. O PiG se tornou um tribunal de exceção. Ele denuncia, julga e condena, sem dar direito ao acusado a ampla defesa e o contraditório. Sabemos pela Historia mundial como isso termina. O PiG esta pavimentando e limpando o caminho( afastando os ministros) em direção a Dilma.A Dilma é o alvo do PiG. A verdade, a moralidade a etica é o que menos interessa ao PiG. Tanto é verdade que o PiG esconde a corrupção de São Paulo, onde se encontram seus aliados.

  21. ”Uma camisa de força para o Velho, por favor… ele começa a ser uma questão de saúde pública.”
    Na Coréia do Norte há, atualmente, mais de 200 mil presos políticos e, em Cuba, até o ano passado, cerca de 500 infelizes apodreciam nas masmorras do Castrismo e, na antiga União Soviética, os ”inimigos” eram, todos, enviados para as geleiras da Sibéria onde, ficavam até a morte. Tudo isso , como insinua o bravo aí de cima, para que estes ”doentes” fossem reeducados.
    Segundo o ”sabidão” eu sou um perigo; penso!Logo, preciso de uma reeducação.
    No regime de Pol Pot, o Khenmer Vermelho, bastava que o infeliz usasse óculos para que fosse condenado a morte por asfixia, pois óculos, pensavam os salvadores comunistas, era um perigo, uma vez que eram usados para que os seus usuários pudessem ler e se informarem e, informação e capacidade de análise não combinam com os totalitários e ditadores.
    Mas, o que eu queria dizer mesmo é que o KASSABI com seu recente PSD é aliado do governo federal que é, como se sabe, o PT. E, repetindo, se as vagas solicitadas para o ”pagamento e a sacramentação da adesão não forem regiamente entregues até o final do ano, já se sabe; a artilharia amiga passará a atirar à esmo e acertando eles mesmo. A imprensa só pega a rebarba e, claro, aproveita o material que lhe cai gratuitamente e manda para o público.
    Ou não?

  22. Pela manhã acompanhei a minha caçula numa consulta médica.Enquanto aguardávamos conversava com alguns sobre a inversão de valores no Brasil atual.A conversa a certa altura chegou na tal mídia que se acha imprensa.Para minha surpresa uma senhora já madura comentou que seus filhos detestam a globo porque quer fazer deles uns idiotas e a veja por ser mentirosa e sem escrúpulos.E aí veio o arremate final: “a imprensa acha que seja ela a justiça,acusa julga e condena sem provas e quando quebra a cara se finge de morta”.

  23. Caro Kotscho: eis que venho tomar a defesa na nossa imparcial imprensa e de sua atitude “dois pesos e duas medidas” para tratar os malfeitos com a coisa pública. Perceba que a corrupção de Brasília, ainda que bem mais modesta que a dos Demos/Tucanos de SP, MG, PR, não tem o mesmo garbo e elegância próprios da nossa massa cheirosa paulista. Nossos Demos/Tucanos desviam recursos públicos com classe, distinção e maestria, sendo causa de reverência e admiração de nós outros. Outrossim, a escumalha petista e seus asseclas vermelhos sem a menor finesse se aferram a esses desvios para suas agremiações por meio de ONGs horrorosas, de resto, instaladas em quintais baldios, choupanas e que tais. Daí é que decorre o comportamento da nossa reverencial imprensa, que usa termos elevados e de bom nível para orientar nossos homens e mulheres públicas, bem como nossa honrada classe empresarial, quanto a eventuais práticas que possam, ainda que de leve, sugerir uma inadequação à moral e ao civismo que nos fornecem o azimute do bem. E uma vez que nossos governantes Demos/Tucanos são antes de tudo pessoas esclarecidas e de sabedoria superior, dispensa-se a insistência diária da imprensa sobre o malfeito, ao contrário do que ocorre em casos de corrupção nas hostes judaico-petistas, quando a nossa impoluta imprensa repete seguidamente e com justificado alarido as acusações, na ânsia de que os degenerados se toquem e parem de delinquir. Agora ao chá, que tarda!

  24. Com tantos anos de profissão, o jornalista ainda não aprendeu que não é imprensa investiga? Quando a grande mídia faz alguma denúncia, é porque alguém de dentro máquina pública se interessa em derrubar A ou B e então passa a municiar a mídia com inforamções que um jornalista por seus próprios meios nunca conseguiria.

  25. Conclusão óbvia: Quando o “malfeito” é federal, MP, PF e justiça fazem vistas grossas já que estão totalmente aparelhados pelo PT. Quando envolve oposição…ainda bem que temos a imprensa.

  26. …há algum tempo, deixei uma sujestão aos responsáveis pelo programa Minha Casa Minha Vida, que todas as residências financiadas por aquele programa fosse entregues com uma antena parabólica, não acrescentaria quase nada ao custo das mesmas, em torno de 400 reais, com muito pouco, estariam prestando um grande serviço à liberdade de informação de nossa camada menos favorecida.
    Não sei porque o meu PT, ainda não a adotou. Só a possibilidade de nossas crianças pobres poderem ver a TV Escola, já valeria o investimento.

  27. À medida que o tempo progride mais difícil fica para os comentaristas tucanos que infestam (infestação= doença provocada por parasitas intestinais como áscaris lumbricóides, tênias, oxiurus, etc. que provocam uma série de doenças humanas como o amarelão) não só o seu blog mas os demais cognominados injustamente como “sujos”. E sabem porque? Fica dificil provar que são o supressumo da honestidade os seus defendidos que são os tucanos. O problema fica pior porque são fatos comprovados através dos próprios Ministérios Públicos, seja o estadual ou o municipal. Neste caso o governador no mister de querer dar aos seus pupilos a proteção, insiste ainda na manutenção dos mesmos nos postos dando a certeza da impunidade quanto aos maus feitos e do mesmo modo age o prefeito. Eu, na verdade não gostaria de estar no lugar deles e mesmo porque é uma defesa quase que impossível e inglória. Como arranjar um motivo, um argumento que faça se convencer, pelo menos? Deve ser duríssimo partir para uma luta sem o qual não esteja perfeito municiado e armado. Tudo que eles inventam é sem efetividade, sem objetividade e só depõe contra eles. Mas não podemos nos esquecer que eles se julgam invencíveis e mesmo fazendo papel de idiotas, tomam cacetadas, são chamados de loucos até mas passam verniz na cara e vão à luta. Coitados, que heróis são se mesmo sabendo que não tem razões, chances nenhumas e mesmo assim vão à luta inglóriamente. Olhem, não tenham e nem alimentem esperãnças de que um dia serão lembrados como defensores da democracia porque o que fazem não é democracia, é um ato terrorista porque vocês estão na contramão da maioria do povo e o que querem é dessestabilizar a paz social, o bom andamento das politicas de andamento do governo colocado lá no planalto pela maioria. Seu futuro será e excreção que o povo lhes fará e serão esquecidos como um vendaval que passou.

  28. …sinto muito Ricardo, mas, tudo indica que nem as reportagens pode mais salvar a imprensa escrita, especialmente a que temos aqui no Brasil. Estes malucos e irresponsáveis proprietários de mídias, nesta atitude irracional de auto-destruição, jogaram contra si a maioria de seus leitores.As vezes fico pensando, como pessoas tão incapazes, conseguiram se manter em atividades durante tanto tempo ??? O pior é que vão todos juntos, não tiveram o equilíbrio emocional para manter, pelo menos um, como sobrevivente. É uma pena, pois era ótimo folhear um jornal ou uma revista, sentado no banco de uma praça, ou na mesa de um boteco, numa manhã de sol.

  29. Perfeita análise e é para isto que existem jornalistas para darem a sua visão do mundo, das coisas de política, sem ser tendencioso. É o que se espera de um verdadeiro jornalista. A maioria dos meios de comunicação contribuíram, com a ditadura ao omitirem e justificarem as atrocidades cometidas pelos torturadores.
    A ditadura acabou, mas ainda há o ranço das viúvas, que habita os meios de comunicação e que por isto, omitem as falcatruas do partido aliado. Como esconder os malfeitos deles, se temos internet?
    Depois reclamam da queda de audiência, por baixa credibilidade.

  30. Mandei seu texto para a ombudsman da Folha e ela não concorda com você. Na opinião dela a Folha trata de modo igual as denúncias nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *