O silêncio de Dilma e a volta de Lula

O silêncio de Dilma e a volta de Lula

Antes do que queria e imaginava, Lula volta ao centro do palco político em Brasília

Em tempo:

Só depois de publicar o post abaixo, vi que a presidente Dilma Rousseff saiu pela primeira vez em defesa do ministro Antonio Palocci, garantindo que ele dará todas as explicações, durante cerimônia hoje no Palácio do Planalto. Melhor assim.

***

O silêncio ensurdecedor da presidente Dilma e o desaparecimento do ministro Palocci após as revelações sobre o incomum crescimento da sua renda e do patrimônio em 2010 levaram esta semana o ex-presidente Lula de volta a Brasília para apagar incêndios e fazer articulações políticas muito antes do que ele mesmo queria e imaginava.

Lula estava até evitando dar entrevistas e aparecer em lugares públicos para não ofuscar o protagonismo da nova presidente. Mas, menos de seis meses após deixar o poder, foi obrigado a ocupar o espaço que estava vazio há semanas, com os problemas de saúde de Dilma e o imobilismo político do governo como um todo, que sofreu sua primeira derrota na Câmara na votação do novo Código Florestal e foi obrigado a fazer um balaio de concessões a partidos da base aliada.

Pelo jeito, ninguém o convidou. Foi a sua conhecida intuição que o levou a assumir as rédeas da crise que se alastra, reunindo-se dois dias seguidos com Dilma, Palocci, ministros e parlamentares da base aliada, tentando consertar o estrago. Mais do que ninguém, Lula sabe qual é a dimensão da primeira grande crise enfrentada por Dilma e suas consequências.

Em qualquer hipótese, o governo sai desgastado. Ainda esta semana ousei bancar aqui no Balaio que o ministro Palocci fica no cargo, mas agora já tenho minhas dúvidas porque a cada dia a sua situação se complica. Também não sei se é melhor ficar ou sair, independentemente do que a Procuradoria Geral da União vai decidir sobre as explicações do ministro, que estão demorando muito a ser dadas.

Desta vez, não dá para ficar culpando a imprensa, pois nenhum dos fatos até agora divulgados sobre a repentina fortuna de Palocci foi desmentido. De mais a mais, mesmo após as denúncias contra Palocci, o tratamento dado a Dilma é muito mais respeitoso e condescendente do que o dispensado a seu antecessor.

Em meio à onda de silêncio que assola o Planalto, o único a ainda aparecer em público e falar com a imprensa para defender o governo é o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral. Os dois números de telefone que tenho do gabinete do ministro Palocci só dão sinal de ocupado desde sexta-feira, como se tivessem sido tirados do gancho.

Fora Gilberto Carvalho, ninguém retorna ligações, nem mesmo na área de comunicação do governo. Se isso acontece comigo, que sou amigo e já trabalhei com todos eles, posso imaginar como estarão sendo tratados os outros jornalistas. Não são só os parlamentares que têm razões para se queixar a Lula sobre a falta de diálogo com o governo.

“A presidente sumiu”, constata hoje o colega Clóvis Rossi, em sua coluna na Folha, sob o título: “Dilma, cadê você?. Todo mundo gostaria de saber”.

A esta altura do campeonato, o desgaste do recém-empossado governo já é tamanho que, mesmo o Ministério Público aceitando as justificativas de Palocci, ele poderá se tornar um estorvo se permanecer no cargo.

De ministro mais forte do governo a desaparecido político, para que serve um chefe da Casa Civil enfraquecido dentro e fora do Planalto? Até quando dura essa agonia? Chega uma hora em que qualquer decisão é melhor do que decisão nenhuma. Se demorar muito, nem Lula resolve.

***

Vamos também falar das coisas boas da vida. Recebi da amiga jornalista Suely Valente, minha colega na primeira turma da ECA-USP, um convite para a Maifest, tradicional festa de rua do Brooklin, na zona sul de São Paulo.

Como não estarei aqui, já que viajo amanhã cedo para fazer uma reportagem em Campina Grande, na Paraíba, e só volto na segunda-feira, repasso o convite para vocês. Será sábado e domingo, das 10 às 22 horas. Local: ruas Joaquim Nabuco, Princesa Isabel, Barão do Triunfo e
Bernardino de Campos.

Entre as dezenas de barracas de todo tipo, tem duas da Gotas de Flor, entidade que atende crianças e jovens moradores carentes. Além de artesanato, as barracas, na rua Bernardino de Campos,  oferecem boa comida: spätzle, uma massa alemã muito gostosa servida com dois molhos (gulash ou cebola).

Veja mais:
+ Navegue pelo Jornal da Record News
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

21 thoughts on “O silêncio de Dilma e a volta de Lula

  1. ”…a fazer um balaio de concessões a partidos da base aliada.”
    Pois é Kotscho. Aí está um dos problemas. A base aliada, segundo o líder do PMDB na Câmara, não é aliada, é governo. H.E.Alves não deixou por menos e lembrou a todos que, seu partido tem o Vice que, foi eleito e, não nomeado.
    O PMDB, com já havíamos comentado, não demoraria a cobrar esta fatura, pois, sabe-se que há milhares de ”boquinhas” à espera de seus felizardos ocupantes, e o Palocci guarda a chave do reino das boquinhas.
    A foto que ilustra este post mostra bem o que penso. Só tem um petista ao lado do Lula.

  2. quero,primeiro elogiar a figura democratica e liberal de Kotsho e depois lembrá-lo que,apesar de eu ser amigo,participante ativo(sou um discípulo do Carlito Maia)de todas as campanhas de Lula,que foi o proprio Lula quem trouxe de volta,para nosso espanto,o perigosíssimo Pallocci para o governo Dilma,parece até uma armadilha feita por Lula pra ficar sendo o único presidente popular quefez o Brasil crescer….espero que ele agora,ajude a dilma a desfazer essa burrada…

  3. como era de se esperar o lula apareceria mais ou tarde , e esta foi a hora certa para fazer os ajustes. em relação ao ministro Palloci não é uma questão se FICA OU SAI,ele como uma figura pública ou melhor um funcionário pago com os nossos impostos dar as devidas explicações.

  4. como era de se esperar o lula apareceria mais cedo ou tarde , e esta foi a hora certa para fazer os ajustes. em relação ao ministro Palloci não é uma questão se FICA OU SAI, ele como uma figura pública ou melhor um funcionário pago com os nossos impostos seria o momento para dar as devidas explicações.

  5. Um silêncio instigante. Na verdade, o Sr. Palloci deveria ter se afastado para ser investigado (isso de pronto deve ser a prática adotada). Passada a apuração do caso, seria reconduzido ou estaria fora do governo. Enquanto não fosse esclarecido o caso, a “chave” dos cargos públicos estaria “afastada”, como o Ministro (que desse uma de Hargreaves no governo Itamar). Rapidinho o caso seria resolvido, e os que dissiminaram o “fogo” (amigo ou não) não alcançariam o objetivo, ou seja, aproveitarem a situação para emparedar o Executivo. Faltou “malandragem política” para resolver o caso, e não ficar refém dos “aliados”, e botar azeitona na empada da “oposição jornalística”.

  6. Ricardo,
    Na verdade não sei se é você que irá ler meu comentario como antes mas, la vai o que eu acho sobre a saga Palocci.
    Dewntro da minha parca visão politica achei péssima a idéia de colocar novamente o Palocci no governo. Pode ser um otimo ministro mas, é fosforo queimado e então é um “bumbum” na janela do governo para a oposição beliscar. Cheira a protecionismo, infelizmente.
    A reentrada do Lula, ´simplesmente precoce mas, de bom tom pois mostra que ele ainda é o lider.
    Mas, nada apaga o estigma que o Palocci carrega. Pode mil tribunais inocentar que para o povo ele vai ser o homem do mensalão, a ovelha negra do PT, coisas assim.
    Volto a afirmar, muito imaturo colocar o cara como ministro. E olha que se acham espertos!

  7. Embora me identifique com as posições do PT e do governo Dilma, não fico a vontade para defender Palocci.

    Entretanto, quando começamos a analisar com mais profundidade o caso nos deparamos com os vícios que têm tornado a velha imprensa imprestável. E a oposição vazia.

    Parece que tudo vai se repetir. Mais uma vez o imbróglio vem à tona a partir das arrumações engendradas no seio tucano, em São Paulo. O cronograma do escândalo é o mesmo. Órgãos públicos dominados por demo/tucanos quebram sigilo fiscal de gente do PT ou do governo, levam as informações para a velha mídia e aí tem início a mais um escândalo.

    A oposição alimenta a velha imprensa que realimenta a oposição num jogo de mão dupla infindável e vergonhoso.

    A denúncia deveria servir para acionar o Ministério Público e a Justiça. Mas a oposição, sem agenda e sem discurso, se regozija na lama e faz disso programa do partido.

    Fazer oposição exige bem mais qualidade e inteligência. Isso que os demo/tucanos vêm praticando tem outro nome. A população está cansada desses escândalos. Notadamente se ocorrem às vésperas de votações importantes no Congresso.

  8. Eu gostaria de ver logo as explicações do Ministro .Tá uma chateação toda essa onda da mídia amestrada.Dilma tomou uma posição.Eu confio nela.Prá vc.Ricardo, bom trabalho.

  9. Prezado Ricardo, Bom dia…

    Inicialmente para desejar ao amigo sucesso redobrado nesta nova fase do Balaio. Estaremos com você, opinando e pitacando, neste espaço democrático sempre pautado pela completa e total liberdade de expressão.

    Quanto à “crise” voce conhece minha opinião. Não morro de amores por Palocci mas fosse ele um político do PSDB e o PIG estaria preocupado não em querer saber como ele enriqueceu mas sim como os dados de sua renda foram obtidos… Já vimos isso com a filha do Serra na eleição passada. Quando tem alguém do PT o que vale é o conteúdo e não a forma como a informação foi obtida. Se e alguém da “base aliada” do PIG, aí a coisa se inverte…

    Teremos eleição em 2.012 para Prefeitos e, me parece, já começa o burburinho da midia paulista para deixar o PT na berlinda. Além de Palocci tem também este nebuloso – as acusações são do PSDB, sempre com espaços generosos na mídia de SP – caso da Prefeitura de Campinas onde o nome que aparece é o do vice, claro do PT…

    Enfim, Ricardo… Nada de novo no front. A mesma mídia sempre preocupada em ter alguém do PT na alça de mira, renovando periodicamente a bola da vez, esquecendo-se completamente de cobrir criticamente tanto a Cidade como o Estado de São Paulo.

    Abraços, Ricardo e renovo meus votos de sucesso aqui na nova casa.

  10. Oromar, só voce pra se entusiasmar com essa denúncia contra Palocci. Até Serra e Alckmin já sairam em defesa do Palocci.

    Até o Luiz Carlos Velho ja postou comentário em defesa do Ministro.

    Que dureza !!!!! Né não,Oromar ?

    Até o Golberi, lá nas profundezas, está acendendendo vela pela permanência do Palocci.

    E voce nesta felicidade toda !!!!!!!

    Acorda, Oromar.

    Bom domingo a todos.

  11. O Lula é realmente muito inteligente, indicou para o seu lugar uma pessoa que ele sabia não ter nenhuma competência para administrar o Brasil, o povo Brasileiro que na hora mais importante do pais que são as eleições leva tudo no oba, oba elege Dilma presidente, faltando competência para gerir o Brasil Dilma chama o Lula que aos pouco infiltra no governo e passa a ser o presidente de Fato, deixando a presidência de direito para a Dilma, na próxima eleição ele candidata novamente e o povo Brasileiro o elege como salvador da pátria, ele pede desculpas por ter acreditado na Dilma e tudo bem.
    ACORDA BRASIL!

  12. PELO JEITO AS APARÊNCIAS CONTA MUITO NA PRESIDÊNCIA.VOLTA DILMA .SE ESTAR RUIM,PIOR PODE FICAR.JÁ TEMOS HISTÓRICO DE VICE QUE SÓ PIORARAM A SITUAÇÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *