Pequena pausa para pensar na vida

Pequena pausa para pensar na vida

Leitores comentam, com razão, que nestas últimas semanas quase só se tem falado de campanha eleitoral e Copa do Mundo neste Balaio _ como, de resto, em todo lugar, a começar pela imprensa nossa de cada dia. Para falar a verdade, nem eu aguento mais tratar destes assuntos recorrentemente, mas quando troco o disco os mesmos leitores não mostram muito interesse por minhas reportagens, viagens, cenas do cotidiano, etc.

Claro que todo mundo acaba se repetindo e, vez ou outra, me surpreendo lendo em outros espaços as mesmas coisas que escrevi aqui, até com as mesmas palavras e imagens. É o massacre da pauta única, do pensamento único, do debate único, como se não houvesse mais nada para se ocupar na vida.

De quatro em quatro anos é sempre assim, já faz parte do nosso calendário de preocupações dominantes por um certo período. Mas será que tem que ser assim mesmo? Afinal, o que os embates e os resultados das eleições e da seleção vão mudar nas nossas vidas? O que será de nós quando as vuvuzelas pararem de tocar e as urnas forem fechadas?

Se a seleção ganhar, ótimo; se o nosso candidato ou candidata vencer as eleições, melhor ainda. No dia seguinte, porém, a vida continua do mesmo jeito e cada um de nós se vê de volta aos pequenos problemas do cotidiano que um não pode resolver pelo outro e não interessam, mobilizam nem comovem ninguém.

De volta a nós mesmos e ao nosso pequeno mundinho, constatamos que gastamos muita energia e tempo à toa, porque o mundo continua girando, independentemente da nossa vontade ou preferências.

No fundo, podemos perceber que estes intervalos provocados por batalhas coletivas servem apenas para dar uma trégua à nossa agenda própria, adiando providências e tarefas que fazem parte da nossa luta diária pela sobrevivência.

Adiamos consultas médicas e exames, deixamos de arrumar a mesa do escritório, encontramos desculpas para não ir a velórios ou festinhas infantis, os livros vão-se empilhando imaculados no criado mudo. É como se tudo parasse no tempo à espera de uma definição que não depende de nós.

Que diferença nos faz saber quem vai ser o vice do Serra ou como ficará o palanque da Dilma no Paraná? Gostaria muito que o Brasil chegasse à final da Copa porque adoro ver futebol, mas, se cairmos fora antes, como já aconteceu com a França e a Itália, que diferença fará  no nosso destino?

Ganhando ou perdendo no futebol, outros personagens vão ocupar o lugar de Dunga nas manchetes e nos comentários, e todo dia vamos continuar acordando para trabalhar e garantir o pagamento das contas no final do mês. Daqui a duas semanas, a Copa acaba; daqui a três meses, saberemos quem vai presidir o Brasil nos próximos quatro anos. E depois?

Como agora só teremos jogo da seleção na sexta-feira, resolvi aproveitar esta pequena pausa para pensar na vida. Proponho aos leitores que façam o mesmo e me ajudem a encontrar outros assuntos para tratar aqui no Balaio porque a vida não pode ser feita só de política e futebol.

Hoje, por exemplo, resolvi ir à tarde buscar os netos na escola, coisa que não faço há muito tempo. Depois, vou a dois lançamentos de livros de amigos e a uma missa de sétimo dia da mãe de um outro amigo. Vida que segue.

62 thoughts on “Pequena pausa para pensar na vida

  1. Olá, Ricardo!
    Mesmo para não dizer nada ou quase nada, Você é brilhante. Como “dizer nada ou quase nada?!” E dizer tudo como acaba de dizer. É vida que segue e águas que correm para os mares… ou seriam oceanos, já que aquele que nos banha é o soberano Atlântico. Você está absolutamente certo. De minha parte estou quase farto. Mas, há dias tenho confrontado as emoções sobre as campanhas política e futebolistica. E lá do fundo de meus anseios surgiu uma sentença: ai, ai, tanto barulho por nada! daí resolvi que retornarei à leitura de alguns livros, vou recomeçar pelo velho bardo inglês. A Tempestade é bem sugestivo, não é não? ou quem sabe revisito o drama do reino da Dinamarca? Ainda estou lamentando a morte de Saramago e talvez ou releia a Viagem à Portugal, que particarmente gostei bastante.
    Se a impaciência e a ansiedade baterem em minha alma notívaga, volto a rabiscar umas telas que estão incompletas…, e ao raiar do dia, se o sol me contemplar, vou caminhar pela praia e sentir os seixos fazendo cócegas em meus pés cansados…
    Você tem razão e agradeço pelo texto que me fez nostálgico, mas confiante, minhas inquietações são as mesmas do ontem, estão presentes hoje, e quiçá o amanhã permitirá sonhos repaginados…
    Vida que segue, aguardemos, pois.
    Bom trabalho.
    abç
    Sulista

  2. Prezado Ricardo,

    Discordo veementemente de sua colocação em mesmo plano da Copa do Mundo e das eleições. Sem dúvida alguma, se o Brasil perder ficaremos triste por alguns dias, mas a vida segue e logo estaremos dicutindo o Brasilierão.
    Entretanto, se o Serra ganhar a eleição serão 4 anosde retrocesso que poderão jogar por Terra todas as conquistas dos últimos sete anos. A vitória da coligação Demo-tucana seria pior ainda para os pobres e para aqueles que como eu vivem no Nordeste e que se regozijam hoje com a diminuição das diferenças entre as regiões do País.
    Portanto, futebol é diversão e a eleição poderá mudar o destino de muita gente no Brasil! Então continuemos a discutir o tema.
    Abraços

  3. Tem razão, e como viajar por outras estradas

    “Viajante silencioso”

    E como as seleções nesta copa, mais silencioso mais chance

    Matematicamente essa copa, e nossa termina em treinamento para próxima copa no Brasil

    Leva essa copa quem menos subestimar os adversários, e tiver a melhor concentração, deixando as baladas festas entrevistas que tiram a capacidade de raciocínio, para depois de por a mão na taça

    E não antes, numa copa de times medrosos tremendo em campo como se fosse virgem nessa atividade esportiva, menos medroso será o campeão ai onde entra o Dunga

    De carona vai servir para Globo criar vários personagens para por nas novelas contos seriados humor, as regras do Dunga, colocando cada coisa no seu lugar no tempo certo

    Os partidos políticos saíram na frente na propaganda estão prometendo na TV uma educação de qualidade desde a barriga da mãe ate o fim da vida, todos estão prometendo cursos técnicos como nunca, prometeram, demoraram mais nunca e tarde para começar

    Isso e bom será melhor indo para as produções, depois do dia 11, isso será a vitoria de todos principalmente para dar visibilidade aos nossos descendentes que precisam ser formados melhor que nos

    Depois dessa copa, dessa eleição o foco vai ser a educação que forma para vida e para ganhar durante a vida, sem tirar e sim, se especializando em alguma coisa mesmo que vá fazer outra vai seguro na direção certa, indo para todas as direções

  4. Meu caro,

    Descreveu um pouco do que pensava ontem a tarde, parei com tudo e fui brincar de bolinha de sabão com minha filha de 3 anos, 4 meses e 1 dia (ontem). Enquanto ela fazia as bolinhas e eu corria atrás para estourá-las, pensava em quanto é imenso, encantador e simples o mundo para uma criança, cansei logo, pois já não tenho 3 anos de idade, então trocamos de lugar e enquanto eu soprava o sabão via ela empolgada em pegar as bolinhas, foi ai q fiz uma pequena poesia:
    “Uma bola de sabão,
    para uma criança,
    é o mundo a suas mãos.”
    Essa é minha sugestão e desafio para um post, escreva algo sobre bolinhas de sabão. Hehehe

    Abraços

    1. Beleza Gilmar…bolinhas de sabão…que bacana !!!

      Sábado, comprei tres pipas na feira, amarrei-as em uma única linha e passei o final da tarde, vendo-as “bailar” sobre minha cabeça.
      Adoro soltar pipas.
      Uma vez, fiz uma enorme, em forma de estrela, foi o maior sucesso com a molecada aqui do bairro.

  5. Mas a partir de hj pode esquentar. Deve sair uma nova pesquisa presidencial do Vox Populi. Os novos índices vão fazer tremer os eleitores e os candidatos. Com os índices da pesquisa da semana passada, aparentemente os índices a serem divulgados hj devem ser mais elásticos, mais distantes entre os postulantes e aí a vaca vai pro brejo, né? Maravilha. Beijos a todos.

  6. Vc fez lembrar-me de uma musica do Raul Seixas a qual tem como titulo ‘”Pare o mundo que eu quero descer”,realmente suas palavras foram muito oportunas p/ o momento,ainda que somos um povo apaixonado por futebol,e desejamos ser campeões desta copa,jamais temos de dar tanto enfase a isto,em deteriorização a outras dezenas de prioridades gritantes que há em nosso pais,concordo com alegria,os festejos,e tambem participo,porem tratar isto como a coisa mais importante do mundo nos coloca.e reforça a ideia de um povo terceiro mundista as quais as prioridades do pais são totalmente equivocadas,e em contra partida um prato cheio p/os politicos de nosso pais p/ desfocar o povo da dura realidade de nosso pais em todos os setores,em especial na saude.segurança,educação,sem contar os exageros,e confusões que são cometidos nestes tais festejos,porque infelizmente uma verdade tem de ser dita,o nosso povo não tem educação comportamental nem p/ o lazer.Qto as eleiçoes acho que temos que nos preocupar sim,porque querendo ou não o nosso futuro vai depender de quem iremos colocar lá.

  7. Òtima sua oferta, Kotscho, afinal nem todos vivem desses espetáculos, como estivessémos diante de uma TV o dia todo vendo a vida alheia nas novelas.
    De Berlin recebo email de amigo arquiteto: saco cheio dessas festas mundiais abrasileiradas. De um pós doutorando argentino, estudando no Brasil, o interesse de como se dá a polinização entre animais e plantas; e de Vilnius, uma amiga decidiu ir à Espanha dançar tango.
    Vida que segue, como diz no final do texto. Para mim, a alegria de ler, hoje, o texto do presidente e a revitalização da indústria naval brasileira.
    Mas, na associação entre política e futebo, a conclusão: o desastre dos juízes. Tanto nos campos da política quanto no da bola. Juizes e Promotores, sem jogar e sem serem políticos, querem determinar as regras e sempre erram. E, aí, lembro-me do antropólogo Roberto DaMatta que diz: o Estado brasileiro é, hoje, a aristocracia sem qualquer sentido de República. Promotores e Juízes querem meter o bedelho onde não conhecem. Mas, pudera, ganhando o que ganham, lixe-se a sociedade que os paga. Não parece a família real? Não será a vaidade superando a competência?

  8. Caro Kotscho!
    Não posso concordar em tudo que você escreveu como não posso, também, discordar na mesma proporção. Mas vale refletir sobre o assunto de um modo geral e, como garimpeiro, ver o que passa ou não no crivo da peneira. O que é essencial ou não para ocupar nosso precioso tempo, principalmente nós que já passamos dos 50.
    Comparo os seres humanos como os entulhso que as marés levam para o oceano por um período e depois devolve às areias. Somos levados pelas ondas de momentos também. Somos levados pelas ondas rádio-televisivas, pelas ondas das grifes, do modismo e tantas coisas passageiras. Mas a onda da política é diferente porque essa nos deixa marcas e feridas que custam ser curadas. É como a onda das tatuagens e dos piercings; você pode retirá-los mas sempre ficará a marca para o resto da vida, tanto fisicamente como mentalmente (quando nos envergonhamos do passado).
    Quando releio “BRASIL: NUNCA MAIS” de D. Paulo Evaristo, livro em que você, Kotscho, teve participação, sinto um mal estar misturado com o medo. Hoje, não sei se vale a pena descascar esse abaxí podre, mas que é necessário, isto sim: é. Um dia mais cedo ou mais tarde as ondas que tiverem forças no momento trarão os ossos até a praia do conhecimento público. A Argentina já abriu o caminho na construção de sua história. O povo argentino deixará de ser um povo sem história enquanto contiremos deitado eternamente me berços explêndidos.
    A política tem e deve ser discutida em todos os momentos de nossas vidas, pois ela faz parte de tudo e gere tudo, desde a religião ao futebol, da educação à cultura.
    Nos (eu, você e tantos que pensam) estamos com meio século de existência e não podemos perder os ânimos. Temos uma missão que é a Graça de Deus e a Luz que Ele nos dá. Precisasmos urgentemente continua abrindo o caminho para as futuras gerações. Que responsabilidade! Mas é gostoso dormir e saber que de alguma forma contribuimos para um mundo melhor.
    Você tem razão em dizer que a vida continua e eu complemento que viver é caminhar, porém, caminhar calçado. Futebol não traz nenhum resultado positivo para nossa vida ao torcermos e como religião idem. Como a bebida alcoólica, o cigarro e outras tantas coisas somm também às anteriores. Mas moderadamente, sem apaixonismo, tudo isto ainda faz bem aos relacionamentos.

  9. o pessoal acha que uma eventual saida de alvaro dias a vice de serra vai levar o povo paranaense a votar em serra ele perdera votos por que o povo do parana não esqueceu o episodio que o senhor alvaro dias entao governador mandou a policia passar por cima de professores que realizavam protesto em curitiba o que resultou em morte de um professor ele quase perdeu a sua vaga pro senado para a entao desconhecida gleisi hofman quando a midia colocava nas pesquisas que ele tinha 90% dos votos 2 dias antes da eleição e só ganhou por 2% da gleisi esperar o que dessa midia vendida e alvaro não vai acrescentar nada a serra pelo contrario ele vai perder muito

  10. O brasileiro é um tipo de pessoa com comportamento sazonal, ou seja, tem pensamentos focados nos assuntos nos instantes que se sucedem e assim vão vivendo seus dias.
    Eu já percebi lendo os comentários dos colegas que eles estão sempre dispostos à discussão e sempre querem opinar, o que caracteriza serem participativos.
    Sobre as suas viagens eu notei o seguinte; como informação foi ótimo e inclusive acabei por ver aspectos interessantes do norte e nordeste que niguém havia pintado para mim, que o povo de lá é simpático e gosta de receber visitantes, é cosmopolita, que o progresso chegou por lá.
    Eu estou aguardando dezembro para fazer uma visita a Belém – Pará, só para apreciar as ruas cheias de mangueiras, com mangas de preferencia maduras, adoro esta fruta.
    Ouvi outro dia o pessoal dizer que iriam cortar estas árvores frutíferas e estavam até reclamando que elas, as mangas, além de sujar, provocavam estragos nos carros estacionados sob as árvores.
    Sei que lá há outras atrações como o mercado ver o peso, mas para mim a atração são as mangueiras.
    Se fizerem isto, não vou mais lá e optarei por uma cidade qualquer do interior paulista que respeitam e valorizam estas árvores.
    Confesso que não conheço o norte e o nordeste do Brasil mas agora como aposentado pretendo conhecer, já que os preços das passegens como a estadia, são bem accessíveis, ainda mais com os planos de promoção a aposentados.
    No meu caso, tenho a opção de vez por outra dar um pulo aos EUA, onde moram meus netinhos que são dois, só tenho eles e esta é a concorrencia que fazem ao Brasil.
    Então, não tenho esta regalia de levá-los à escola e lá, se eu quisesse levá-los, não daria porque há os famosos School Bus que levam e trazem a meninada. Mas é uma atividade muito boa para os avós.
    É muito bom dar uma arejada ao nossos cérebros deixando de lado as nossas preocupações com politica e ou futebol. É bom para desarmar nossos espíritos, sempre vigilantes, mas há uma coisa que devemos sempre ter em mente; o que terá que acontecer, irá de alguma forma se suceder e não há como reverter a nosso favor, os fatos.
    Portanto não adianta a gente ficar gastando os nossos neurônios com preocupações, mas para não ficar aquele vazio, teremos que nos dedicar a alguma coisa, de preferência aquela que nos dá prazer como tomar conta dos netos, contar histórias prá êles, ver TV assistindo programas construtivos que instrui, fazer caminhadas, conversar com transeuntes pelas ruas, enfim participar da comunidade.
    Eu gosto de andar de bicicleta mas aqui onde moro, Zona Leste, há poucos lugares seguros onde se pode se excercitar e então fico com a ergométrica só para gastar a energia acumulada.

  11. Sera que os estados unidos alterariam suas rotinas de horarios em instituiçoes publicas ou privadas p/ que seus respectivos funcionarios pudessem assistir a algum jogo,seja este futebol/basquete/beisibol/rugbi….sinceramente isto nos coloca,e reforça posição de terceiro mundista,mesmo porque é tipico de paises atrasados do terceiro mundo dar tamanha importancia a isto,ainda que alimentado por seus politicos como engodo.

  12. Proponho que você fale da MUDANÇA CULTURAL que vai acontecer neste país – caso uma MULHER SEJA ELEITA PRESIDENTE.
    Parece política partidária – mas não é.
    NUNCA ANTES NESTE PAÍS – TIVEMOS UM PRESIDENTE E UM PARTIDO – DELEGANDO A UMA MULHER ESSE PAPEL
    Isso é fato!
    Mas não é nisso que gostaria de vê-lo USANDO TODA SUA SENSIBILIDADE para um texto.
    Gostaria que você ouvisse várias mulheres, de todas as classes sociais e o que REPRESENTA na nossa cabeça, inconsciente, consciente, sub consciente, ARQUÉTIPOS – uma mulher no poder.
    Eu penso que NUNCA MAIS ESTE PAÍS SERÁ O MESMO!
    As relações entre homens e mulheres serão mais iguais e mais respeitosas. O poder será melhor dividido e o Brasil terá leis mais justas para ambos os sexos – o que muda para melhor a vida da família – de TODOS OS BRASILEIROS – casados, separados ou solteiros.
    SEREMOS UMA NAÇÃO ONDE A GUERRA ENTRE OS SEXOS NÃO FARÁ MAIS SENTIDO.
    E os machistas que apanham do patrão e viram banco de ex mulher e filhos – METAFORICAMENTE FALANDO – OU NÃO – finalmente irão perceber que DIVIDIR O PODER – é muito bom.
    TEMOS UM OUTRO OLHAR SOBRE O SER HUMANO!
    Temos qualidades que se colocadas a serviço da nação – podem fazer a diferença entre a PAZ e a VIOLÊNCIA!
    Pense nisso com carinho.
    Você sabe que HIPÁCIA – a filósofa grega – que dirigia sua própria biga na Grécia antiga – sabia disso.
    Que venham as HIPÁCIAS pois estamos cansadas dessa coisa dividida entre a PROSTITUTA QUE NUNCA FOI e a VIRGEM de hímem – que não seremos após AMAR e ter FILHOS.
    Queremos MULHERES HUMANAS – DIVINAS – sem que o sexo ou o mito da beleza – seja o parâmetro para julgamentos.
    QUEREMOS HOMENS COMPANHEIROS QUE NOS VEJAM ANTES DE TUDO – COMO SERES HUMANOS!
    Freud que me desculpe:
    Não nos faz falta o adendo masculino.
    O que faz FALTA a todos os homens é não ter que viver o ANTAGONISMO entre a mama e a mulher amada com quem podem transar – sem culpas.
    Édipo!
    Electra!
    Enfim – RECONCILIADOS NA FIGURA DE UMA MULHER QUE NÃO FUGIU DA LUTA!
    Uma MULHER capaz de se IMPOR – com a ajuda de um homem que tem admiração por todas as mulheres – sem ter que parecer frágil.
    Vero?
    Beijos e boa tarde.
    BEM VINDO À VIDA FORA DA INTERNT

    É LINDA!!!!

    Hoje ví no meu jardim uma borboleta VERDE que eu não conhecia.

    TEMPO DE AMAR SEM TEMPO…….. Ricardo!

    TEMPO DE SER FELIZ!

  13. Mesmo que nestes tempos seja PAUTA ÚNICA, mesmo que copiem sua FRASES e IMAGENS, continue a escrever.
    Talvez esteja no seu DNA escrever sobre POLÍTICA e FUTEBOL.
    Não se pode fugir, não se deixe levar.
    Tome umas, relaxe e continue a escrever,
    Adelante compañero!

  14. Muito bonitinho, mas só para quem considera que tanto faz um Chavez a mais ou a menos na nossa pobre América Latina. Só para quem concorda que na Venezuela se tem democracia até demais. Eu me preocupo, sim, que tenhamos aquele excesso de democracia por aqui.

  15. Caro Ricardo, a coisa já está péssima para o Serra e essa coligação entreguista, aliás como foi o nada saudoso FHC e Serra juntos. Esta para sair o resultado de pesquisas de intensão de votos do Vox Populi e com certeza, a melhor saída para essa campanha desastrada seria a mudança em candidato a presidência em outubro. Nunca se viu no país uma confusão e um jgo de empurra em uma campanha eleitoral. Os eleitores já pensaram como seria o governo desse candidato?? Nomeia fulano, desiste, troca por ciclano e assim por diante. Privatiza tudo ou terceiriza, nem ele deve ter idéia do que fará. De uma coisa o país tem que tomar consciência: ainda pode melhorar bastante mais nunca retroagir elegendo essa bagunça chamada de aliança PSDB-DEM-PPS. Se não ninguem, saberá quem é o pai, pois filho feio ninguem quer.

  16. Pois é…eu também já estava preocupado com o “day after” e ultimamente venho me policiando para não atribuir importância demais à estes eventos que, embora tragam algum efeito em minha vida, a qualidade desta continuará a depender muito mais das minhas ações. Vitória na Copa, melhoria para nossa auto-estima. Vitória de nosso candidato, esperança renovada, mas em todos os casos devemos, realmente, enxergar o verdadeiro valor das coisas e, principalmente das pessoas…..gostei muito desta pauta…abraços a todos

  17. Grande e frustante verdade, nós pobres e simples mortais só somos mais um na multidão, porém somos mais um que pesnsa, reflete, age, vive. A vida não é feita dos grandes espetáculos mas dos esforços dos bastidores. Se a seleção brasileira ganhar ou não a copo de futebol poco nos implica, nada nos acrescenta nem diminui, é só mais um torneio como de volei,natação, basquete e tantos outros esportes. Contudo a eleição sim implica no futuro amargo, meio-amargo, doce de nossas vidinhas simples e pacatas.
    A revista Veja nas últimas semanas publicou nas páginas amarelas uma entrevista com cada um dos tres principais candidatos começamdo por Dilma, depois Serra e por fim Marina Silva e todos afirmam manter a política economica herdade do Plano Real de FHC que nem Lula foi louco de mudar, então, meus caros pacatos cidadãos, nada irá mudar na politica e na economia, com essa garantia, pense muito bem antes de votar, não vote por pirrassa. Se quiser votar na Dilma só por que Lula quer, vote; se quiser votar no praguimático Serra, vote; se quiser votar no ideal de sustentabilidade de Marina vote; PORÉM, MAIS do que tude VOTE na e pela DEMOCRACIA que isso NÂO pode mudar. Desculpe Ricardo, mas aida acredito que temos força de mudar e juntos podemos!

  18. Sim, proponho discutir amplamente ate a exaustao um OUTRO tratamento tributario para toda e qualquer atividade de reciclagem de produtos: zero de aliquota ou isençao total.
    Proponho o fim da liberdade de fixar preços de REMEDIOS, ou no minimo a fixaçao de um TETO de lucros nesse setor. e que os laboratorios vão para a ¨&%$#@#_&&&$%##.
    Proponho que o Obama se disfarce de preto veio e passe
    cinco meses viajando pela america do sul.
    Tenho dito.

  19. Se o Brasil for desclassificado da copa será uma tristeza geral e logo estaremos refeito do baque.
    Se o serra ganhar, (pé de pato, mangaló três vazes. Bati na madeira), serão quatro anos de atraso.

  20. Liiiiindo Ricardo…lindo texto.

    Parabéns meu Véi, que com este testinho, mostra a “alma criança” que ainda permanece em você, e, só às crianças, mesmo as birrentas como o véi Manoel Ferreira, e até mesmo o Luiz Carlos teem entrada livre no reino do céu.

    Obrigado por nos presentear com textos como este.

    1. Olá vevê; aquele abraço:
      Eu já havia pensado nisso. Talvez, até eu, tenha uma vaguinha no céu, mas se acaso eu lá chegar e ver algumas figuraças, pode estar certo, vou protestar. Quero ver a ficha do aquinhoado com tamanha honraria e o critério que dá acesso ao paraíso.

      Já pensou vevê, chegar lá e dar de cara com, por exemplo; Stalin, Guevara, Castro, Pol Pot, etc,etc e tal. Não pode.

    2. …(falando sózinho )…ô veim encrenqueiro da peste, nem ganhando uma entrada de graça para o paraíso, êle deixa meus comunas em paz.

  21. Em 1975, procurei um vereador aqui de nossa cidade, e lhe sugeri que propusesse, que em um dia no mes, fossem desligadas todas as luzes por, pelo menos quinze minutos, para que as pessoas pudessem ver a beleza das estrelas.
    Infelizmente até hoje isto não aconteceu.

  22. A vida é feita de pequenas coisas, pequenos instantes. Na verdade não custa muito viver bem, desde que a gente saiba definir o que é viver bem. Pra mim é ser feliz. E isso envolve a felicidade de quem nos rodeia. Ninguém é feliz sozinho.
    Então, melhor pensar, refletir do que escrever muito. Ser breve, como os bons momentos da vida.
    Um abraço Cidadão K, e tb a todos balaeiros, sexta feira a gente se reencontra…

  23. Caro Kotscho, em respeito a sua e a vontade da maioria dos bloguistas em não querer comentários sobre futebol e política, eu gostaria de deixar aqui para reflexão da obra de Manoel José Bomfim(historiador e jornalista) do seu livro O Brasil Nação – voltada para a cultura e da história brasileiras, apresentando a visão crítica e cultural de intelectuais do início do século vinte…

    “Todo Estado contém em si mesmo o gérmen da corrupção'”. O uso do poder acaba corrompendo, porque os bons aí aprendem um novo gozo – o mando; os maus agravam a maldade nesse gozo; e, uns e outros, a ele tudo sacrificam. É a explicação mais digna, para a defecção dos moderados, tudo sacrificando, no empenho de conservar e gozar tranquilamente o mando.
    Interessante que esse escritor descreveu a fase da história dos momentos do Brasil Império – notadamente ao período de 1830 a 1834 – no tocante ao sonho do parlamentarismo choco idealizado por Fejó (1831-1832) e que estão muito presentes nos dias atuais.
    E mais ainda, me impressiona muito a colaboração que vocês jornalistas deram e ainda dão com relação á descrição correta dos fatos verídicos que constituem parte da História do Brasil.

  24. Kotscho , Boa Noite !!!
    OBRIGADO !!!
    Pelo texto bárbaro , que essa hora da noite nos faz tomar o obigatório retorno
    às nossas vidas REAIS
    É verdade > Copa , eleições , ahhh chega !
    Vamos tomar conta das nossas realidades ! Elas é que valem !!
    ( Incluse o retorno do nosso Brasileirão , hehehe…)
    Grande Abraço Tricolor do seu SEMPRE leitor
    Hélio

  25. Caro Ricardo, boa idéia essa de fazermos uma reflexão e esquecermos um pouco as eleições e copa do mundo, embora para alguns isso seja absolutamente impossível, pois são capazes de entrar até em comentários sobre medicina ou religião para falarem sobre política ou futebol.
    Um dia desses procurei no “Youtube” velhos vídeos do Genesis, Edison Lighthouse, Procol Harum, etc… Além de matar as saudades de antigos sucessos, você ainda pode se divertir vendo como eram esses artistas na década de 60 e 70 e agora. Vários deles ainda se apresentam em shows pelos EUA e Europa. É um “barato” ver aqueles magricelas e cabeludos e com calças acima das canelas e vê-los hoje gordos, carecas e ainda cantando. É bem divertido……….

  26. Em 04 de outubro, se minha PRESIDENTA estiver mesmo eleita, a vida não voltará ao normal não, sr. Kotscho. Eu, com a sensação do dever cívico cumprido (evitar a eleição de um sujeito como Zé Serra e a turma dele), vou sorrir e dormir aliviado, depois de dizer a meus netos que o mundo deles seguirá livre de retrocessos e melhorando por mais quatro anos. Depois, ao fim dos quatro anos, teremos outra copa pra torcer e vibrar e outra batalha pela continuação da melhoria do país que eles herdarão. Não é pouco, nem alienante, nem enfadonho. Continuemos lutando e vibrando! O Brasil merece! E gosta.

  27. Ricardo, se você não quiser publicar, paciência, mas não posso deixar de comentar, aproveitando o assunto proposto. Se utopicamente um dia não houvesse mais política no mundo, muitas pessoas simplesmente se matariam, pois para elas não haveria mais razão de viver. Vários comentários postados aqui demonstram a obsessão pela política partidária (chego a imaginar as pessoas com a saliva escorrendo pelos cantos da boca a cada pesquisa eleitoral que colocam seus candidatos em boa posição). Comparo essa obsessão ao fanatismo religioso, cujos fiéis não aceitam nada que possa ir contra suas idéias ou crenças.

  28. Em uma de nossas idas a Salvador, eu e a Jandra, depois de passearmos ali pelo pelourinho, resolvi descer para a cidade baixa por uma rua em vez de usar o elevador. Logo que começamos a descida, estranhei que ninguém mais, além de nós fazia o mesmo. Acontece que naquela rua, estão vários bordéis baratos, decadentes, prostitutas circulando quase nuas, pessoas em total estado de decaência. Pelo pouco movimento de carros, parece que até usando veículos, as pessoas evitam aquele lugar.Depois que passamos por aquelas casas velhas, um carro da polícia para ao nosso lado e nos comunica que evitássemos passar por ali. Enquanto conversávamos com um dos soldados, olhei para aquele paredão íngreme que margeia a rua, e vi a uma das mais lindas imágens que chegou até os meus olhos: uma senhora idosa, um pouco gorda, peitos grandes parcialmente cobertos por um vestido surrado, com aquela cor de coador usado, num casebre, dependurado naquela encosta, enegrecido pelo tempo e pela poluição, aguava uns jarrinhos de flores que estavam sobre uma mureta. Fiquei, apesar das recomendações dos policiais, um bom tempo contemplando aquela imagem. Prometi a mim mesmo nunca mais esquecê-la, nem das lágrimas que vinheram em meus olhos. Foi um dos mais lindos momentos que vivi. Até hoje, sinto, não estar com uma máquina para o ter fotografado. Aquela velha prostituta, me fez compreender, porque Deus, sofre tanto, mas não desiste desta humanidade.

  29. Tô de acordo, mas acontece que esse novo mundo cada vez mais digital leva a isso… Massificação… É bom ter alguém para puxar o freio..
    Mas que essa eleição e a postura do Dunga está muito interessante, isso é um fato real… Que merece atenção.
    Você imagina o mais preparado para ser presidente se meter nessa encrenca toda???
    E o Dunga!! Peitar a Globo???
    A campanha cala a boca…!!!
    Descupe, mas isso tudo tá muito engraçado… O lula deve estar roalndo no chão de tanto rir!!!

  30. …em outra viagem, vindo de Xavantina, no Mato Grosso, vinhamos eu o André, a Zuza, e um chará seu o Ricardo. Já passava das 22 horas, quando o Ricardo começõu a contar uma estória de sua infância, alguma coisa relacinada a um galo de sua avó. Foi um momento tão “mágico”, que por um longo trecho ficamos todos em silêncio e nem demos conta do passar do tempo. Enquanto ele falava, eu comecei a pensar: E se alguém ligado ao teatro, resolvesse montar uma peça, em que não houvesse atores, mas em que cada espectador fosse ao palco contar uma estorinha ? Sua temporada não teria fim. Quantas estórias, estão por aí para serem contadas ??? A mágia ficaria por conta do silêncio da platéia.

    1. …depois deste momento, aconteceu outro fato interessante. Vinhamos eu e a Zuza no banco detrás. Derrepente a Zuza mostra duas luzes, como se fossem dois farois no céu. Uma se apaga bruscamente. O André parou o carro, saimos dele, e ficamos observando a outra luz. Ela começa a se afastar até virar um pequeno ponto no céu. Logo depois ela começa a novamente se aproximar, assustados entramos no carro. Aquela luz nos seguiu por um longo tempo.

  31. Coisas mais chatas da copa de 2010:

    – Galvão Bueno

    – Neto

    – Tadeu Shimith

    – Willian Bonner perguntando onde está vc Fatima Bernardes no jornal nacional

    – Vóz do Cid Moreira falando “jabulaaaaaaaaaaaaaaaaaane”

    – jabulani

    – vuvuzela

  32. Gostaria de encontrar um velho amigo que a trinta anos atras me disse ¨que dias melhores virâo¨. Então vejamos: A trinta anos atras, eu corria 15 km, hoje 2 já basta. A trinta anos atras, eu fazia sexo quase todo dia, hoje todo dia, quase faço sexo. Moral da historia, percebo que ainda vou sentir mta saudade dos dias de hoje, logo, DIAS PIORES VIRÃO………

  33. As táticas do Dunga:

    1º) “Aquele que acredita no que faz tem tudo para dar certo”…

    2º) “Cada um é responsável pelo seu próprio crescimento e colaborar com o crescimento dos outros”…

  34. Ô Kotscho,
    também amo o futebol, o que me faz pouco interessado nessa Copa de segunda divisão.

    Mas, a política ferve: os demos continuam batendo pé; Osmar Dias diz que sai candidato a governador em SC; o PSC de Mão Santa e Roriz ameaça abandonar Serra.

    No Rio, o TSE libera Garotinho e proíbe Gabeira de mostrar Marina e Serra em sua propaganda.

    Vida que segue.

    1. SaéBenevides, tudo o que nós petistas NÃO queremos é que Roriz e Arruda abandonem Serra.
      .
      Ave maria, cheia de graça. O senhor é convosco. Bendito. . . . . . . . Mas livrai-nos do Roriz. Amém.

  35. Caro Kotscho.
    Aos 62 anos, não tenho netos e, tudo indica que não os terei, não posso, portanto, ter o prazer de passear com os eles na praça. Prá piorar as coisas, não gosto de futebol, nem carnaval e, veja só; também não jogo no bicho. Sou um ”excluído” minoritário.
    Em memórias póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis narra assim a última página: ”…Porque ao chegar a este lado do mistério, achei-me com um pequeno saldo, que é a derradeira negativa deste capítulo de negativas:— ”NÃO TIVE FILHOS, NÃO TRANSMITI A NENHUMA CRIATURA O LEGADO DA NOSSA MISÉRIA”.

  36. Caro Ricardo, está bem,mas só dois dias ,heim?Todos têm suas razões para não querer falar de política e de futebol. Eu tb. tenho meus sábados de buraco com as minhas irmãs.Não vale falar de política, mas de fuitebol pode, exceção para o flamengo, elas torcem mais pelo,flamengo do que pela seleção.Eu não.Sou mais a seleção .Às vezes sou corintiana tb. pra ver o Gornaldo jogar. Tenho saudade daquela copa em que ele fez cinco gols e deu dois de lanbuja naquele goleirão alemão metido.Jesus, que craque era o nosso Ronaldo! Ronaldo , só um;o Lasário.Até sexta, então meu caro Ricardo.

  37. Considerando os votos válidos, as pesquisas do IBOPE e do VOX POPULI, para a DILMA ser eleita no primeiro turno, faltam apenas 2,4% de eleitores, isso mesmo. Por exemplo, se a DILMA estivesse com com 42,1% em vez de 40%, a DILMA já seria eleita PRESIDENTE no PRIMEIRO TURNO.

    Então pela ascenção da DILMA e descida do SERRA o que vcs acham??????

    E o LULA ainda nem entrou na campanha.

  38. Estava na internet, achei sensacional.

    “ADORO PAGAR SUPER-PEDAGIOS NAS RODOVIAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO.

    ADOREI A NOTICIA DE QUE OS SUPER-PEDAGIOS NAS RODOVIAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO VÃO TER AUMENTO. ADORO O ALCKMIN, O SERRA, O KASSAB TB. OUTROS NÃO ME LEMBRO O NOME.

    ALÉM DOS SUPER-PEDAGIOS TEM OS ALAGAMENTOS, TEM OS APAGÕES EM TODO O ESTADO DE SÃO PAULO. ADORO ISSO.

    ADORO PAGAR 30% DO MEU SALÁRIO COM OS SUPER-PEDAGIOS. VIVA.

    IMAGINAM A NIVEL DE BRASIL, NÓS TODOS PAGARMOS SUPER-PEDAGIOS EM TODAS AS RODOVIAS ESTADUAIS E FEDERAIS DO BRASIL. ADORO ISSO.

    VC SAI DO RIO DE JANEIRO, ATRAVESSA SÃO PAULO E CHEGA EM CURITIBA, DESEMBOLSA UNS 800 REAIS DE SUPER-PEDAGIOS E GASTA UNS 200 REAIS DE COMBUSTIVEL. ADORO O SERRA, AMO PAGAR SUPER-PEDAGIOS.”

  39. Ricardo

    Sugiro que fales também sobre a Bíblia.
    Mais especificamente CAIM e ABEL.
    Vale a pena já que OSMAR DIAS – não se ACOVARDOU diante do factóide criado pelo IRMÃO – que seria…. vice do Serra – só para PREJUDICAR Osmar no Paraná.
    Segundo CAIADO – Álvaro seria o CAIM do irmão.
    Dá um belo texto…
    Desta vez – Abel/OSMAR – não morreu como nas outras campanhas – por causa do irmão.

  40. É Kotscho, no final das contas, quem resolve os nossos problemas mais preocupantes somos nós mesmos. Por isso fico tão assustada com algumas pessoas que se tornam dependentes de críticas e comentários alheios, e mais ainda com aqueles que levam tão a sério esses assuntos, como se a vida se resumisse a isso, nada mais. Tem tanta coisa legal pra ser dita, tanta coisa boa a ser feita e descoberta. Ninguém lê os meus blogs, mas eu cuido deles com muito carinho, não quero torná-los filiais da midiazona. Que utilidade terá o conteúdo se apenas reproduzir o que todo mundo está publicando? Penso que para ajudar a regular a energia do mundo, jornalistas, blogueiros e demais formadores de opinião poderiam, pelo menos de vez em quando, oferecer textos que encaminhem os leitores a outros mundos, a outras realidades, a uma variedade de interesses. A vida não é só política e futebol não, há muito mais coisas acontecendo aí fora que merecem a nossa atenção, análise e participação. As pessoas se apegam a uma coisinha, grudam naquilo, descarregam toda sua ira ali e saem ainda mais limitadas, já percebeu?
    Gosto demais da sua sensatez, Kotscho! Beijo.

  41. Amigo Ricardo kotscho.

    a pior coisa que inventaram no mundo foi o tal do NOTEBOOK, virou um apêndice, onde vou lá estará ele, trabalho de turno nos estaleiros de ARATÚ, as vezes saio do trabalho pela manhã, e antes de sair a dirigir o meu carro, a voltar para minha casa, tenho que abrir esse montrego tecnológico e saber das notícias. más não reclamo, são os ‘louros’ da mudança de uma vida, feita na decada de dois mil.
    SAPATARIA, ÔNIBÚS,JORNAL, TV DE 14′ CRT, FAVELA E LAMA NUNCA MAIS. agora é ESTALEIRO NAVAL, PÓLO SEDAN 2,0, NOTEBOOK, CONDOMINIO CLASSE MÉDIA, TV DE LCD 42″C/DTV.
    LULA97% OBRIGADO POR TUDO MEU VELHO. SÓ VOCÊ MESMO PARA ACREDITAR NOS METALÚRGICOS NAVAIS DO BRASIL, ASIÁTICOS ESTÃO AMARELOS DE RAIVA. FAZER O QUE?

  42. Serra está com dificuldade de arrumar um Vice.
    Coisa que até diverte.
    Divertido esse cotidiano.
    Então ao Serra reserve-se uma orquestra… De vuvuzelas.
    E eu Kotscho, estou animado.
    Com Dilma,
    Com a Seleção
    E com o Corinthians.

  43. Primeiramente::: Até que enfim: Parabéns pelo texto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Bão: Ricardo eu te falei um dia antes de começar um dos mais maravilhosos festivais do folclore do nosso país e um idiota disse que eu não sabia escrever e que meu texto estava repleto de erros de gramática preocupando-se com as sílabas como se o teor do conteúdo fosse tão efêmero quanto a cabeça vazia daquele sujeito.

    Bem querido Parintins passou, e a gente ficou olhando pela janela.

    Outro dia você mencionou o lance do tango no bairro de La Bocca, mais especificamente em El Caminito.

    Bem Kotoco, El Caminito hoje em dia não é mais que um ponto turístico diurno, onde se vendem artigos e babilaques para “”recuerdos”” (Lembranças) para serem vendidos aos turistas principalmente brasileiros.

    Eu tentei dar um pitacozinho legal para ver se a gente mudava o rumo do papo seguinte e acrescentei que a grande parada do tango hoje em dia na capital portenha é no bairro de San Thelmo, cujas melhores casas são sem duvida alguma: Señor Tango, Sabor a Tango e Gardel! Entre outras e você nem respondeu!

    Kotoco você se recorda quando você falava de suas vindas aqui em nossas montanhas e no também querido Vale do Parahyba e no Litoral Norte onde você tem um rancho?

    Pois é, sinto falta de alguém inteligente e sensível para trocar uma idéia na NET, e você sabe que a gente sempre trocava uma idéia legal. Porém hoje em dia eu lamento tanto quanto você que tomamos rumos nunca dantes navegados falando especificamente sobre o futebol e o lixo político.

    Sendo assim hoje eu tiro o chapéu (Eu uso chapéu!) pra você e que Deus permita que a gente possa ocupar o nosso diminuto tempo de paz para falar de coisas saudáveis as quais você tem de sobra!

    Abraços Fraternos

    Manoel Ferreira

  44. Eu também adoro entrar numa estrada pedagiada do Serra e ver que logo adiante, local que eu iria sair, não há saída.
    Tenho pois que seguir a frente, pagar outro pedágio, o da volta para fazer o retorno, e ainda de quebra gastar mais gasolina.
    Caiu numa estrada pedagiada é como cair num labirinto sem saída.
    Como pode uma estrada sem saídas?

  45. Quem está “acima” das questões coletivas (políticas) está incentivando o niilismo, o individualismo, ou seja, despolitizando o povo e contribuindo para que o coletivo e a política sejam governados pelos aproveitadores, pelos que querem que as coisas continuem como estão.

    Gandhi já dizia: “Nós devemos ser a mudança que desejamos ver no Mundo”.

    Quem quer que o Mundo seja individualista, que assim aja, depois aguente os abandonos, as pessoas famintas, a violência e tudo o mais que a desigualdade coloca em nossas portas. Na de alguns mais, nas de outros menos, mas sempre coloca…

    Vai mudar muito se a Dilma ganhar ou se o Serra ganhar… muito mesmo…

  46. Meu caro Kotschio, a seleção perder, acredito que nada vai mudar em nossas vidas. Até porque se perder vai alimentar aquele, viu se tivesse levado o Ganso, o Neimar, etc……

    Agora conforme quem ganhar a política, teremos mudanças na gestão de certas coisas que influirão no nosso cotidiano.
    Por isso temos que pensar em quem votar.

    Temos ainda 54 milhões de pessoas no Brasil que ainda vivem abaixo da linha da pobreza, conforme o IBGE.

    E sabemos que o neoliberalismo não olhará pra este lado. A lei de mercado é a lei do individualismo em detrimento do coletivo. Não pensam em distribuição de renda. Por isso há de se pensar em quem votar.

  47. Os cidadãos que pagam impostos que se preparem. vem aí mais uma bolsa; trata-se da bolsa estupro! E, dessa vez, justiça se faça, nem o governo e nem o PT têm nada com isso. A mordida vem da Câmara Federal.
    Vejam que maravilha:

    Trata-se do Projeto de lei nº 478/2007, proposto pelos deputados Luiz Bassuma (PV-BA) e Miguel Martini (PHS-MG), que dispõe sobre a proteção do nasciturno. Se virar lei, o PL determina em seu Art.13, que o ESTADO ARQUE COM OS CUSTOS DE VIDA DA CRIANÇA FRUTO DE UM ESTUPRO, se a mulher não tiver condições de mantê-la, até que o pai seja responsabilizado (se encontrado) pela pensão ou ainda até que essa criança seja adotada.
    A lei diz ainda que, no caso do pai não ser localizado e a mãe não tiver condições para tal, o Estado terá que arcar com os custos até a criança completar 18 anos.
    O PL voltou à comissão no dia 19 de maio de 2010, sendo relatado pela deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), que afirmou: ”A mulher estuprada tem direito a uma indenização porque é vítima de violência, e segurança é obrigação do Estado”.

  48. Depois? Bom depois comecam as eliminatorias para a copa de 2014. Depois o grupo que perder as eleicoes vai fazer um balanco do pq perdeu e comecara a se rearticular para as eleicoes de 2014. Depois, bom e depois eu vou sonhar com os numeros da loteria e o que eu vou fazer com o dinheiro. Pq estando preso a minha ordinaria realidade, que so interessa a mim e a minha familia, so me resta sonhar com a alegria da vitoria na copa e nas eleicoes e com o dinheiro que talvez um dia faca a minha vida menos ordinaria…

  49. Caro Ricardo,

    Interessante esse seu artigo, mas eu acredito que é “mal” desse nosso tempo, em que o ser humano pensa mais do que faz, isto é, o trabalho é feito por máquinas, e, neste caso, somos como os gregos da Grécia antiga, em que conversar na praça sobre eventuais “fofocas” ou teorias eram o feito predileto.

    E isso é bom e ruim: bom porque a sociedade pode evoluir na ciência, e ruim porque muitos valores são deixados de lado, e justamente aquele que não se deve deixar.

    Bom para voce que, de repente, acorda para buscar os netos na escola. São pequenas coisas que valem muito mais que todas as outras. Aí cabe aquela frase da propaganda do Credicard – “Buscar os netos na escola não tem preço”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *