CUBA/ESPECIAL: 72 horas em Havana, 50 anos depois

CUBA/ESPECIAL: 72 horas em Havana, 50 anos depois

LA HABANA, CUBA _ Elas vão e voltam em seu passeio noturno, caminhando devagar e proseando pela rua. Com suas roupas coloridas, chamam a atenção dos turistas, mas parecem flanar em outro mundo, um mundo só delas. São duas senhoras mais ou menos sexagenárias, negras robustas como os enormes charutos de quase meio metro que fumam com prazer. Parecem felizes.

Quase nove da noite de sexta-feira, nossa última em Havana antes da viagem de volta, ainda se sente um calor gostoso, a brisa morna soprando do mar do Caribe. Cada um do nosso grupo de amigos foi para um lado diferente e agora caminho só com minha mulher, a Mara, pelas ruas estreitas e precariamente iluminadas do velho centro de Havana (o país vive mais um racionamento de energia), que foi declarado Patrimonio da Humanidade pela Unesco, e está sendo totalmente restaurado. Mal comparando, aqui é uma espécie de Pelourinho ou Ouro Preto deles.

Boa hora para entrar num bar e tomar um mojito, a bebida típica feita de rum, suco de limão, açucar, água gasosa e ramos de hortelã (pelo tanto que consomem, devem ser grandes as plantações da “hierba buena”, como a chamam por aqui), ouvindo ao vivo um conjunto de música caribenha, claro.

Passamos a tarde percorrendo cada viela, beco e praça, entrando nos prédios históricos _ tudo por aqui tem muita história _ em companhia de Eusebio Leal, 64 anos, historiador, arqueólogo e arquiteto “honoris causa” pela Universidade de Urbanismo de Ferrara, na Itália, a mais antiga do mundo.

Não poderíamos ter arrumado um guia melhor _ para não apenas ver, mas também conhecer e entender o que se passou por aqui, desde as longas e variadas lutas do povo cubano pela independência. Eusebio é uma espécie de “prefeito” desta parte de Havana, apaixonado pelo seu trabalho.

Quando lhe perguntei desde que idade se dedica a este ofício, responde com um sorriso: “Desde a vida toda…”. Mais exatamente, desde 1967, quando iniciou a restauração do antigo Palácio do Governo. A partir de 1993, com a criação da Oficina Del Historiador de La Ciudad, um orgão autônomo não estatal que ele comanda à frente de 10 mil colaboradores, entre eles 200 arquitetos, Eusebio Leal é uma espécie de prefeito plenipotenciário da La Habana Vieja.

Além das antigas moradias, ele já restaurou e administra 16 hotéis e mais de 70 comércios, entre lojas, bares e restaurantes, preocupado não só em resgatar o passado, mas em cuidar da rede de proteção social criada para os 74 mil habitantes espalhados por seus 4,9 quilômetros quadrados.

Outras 102 obras de restauração estão em curso e 40 delas devem ser entregues até o final do ano. O mais impressionante de tudo é uma monumental maquete montada com todas as edificações e vias da antiga cidade, que levou seis anos para ser concluída e onde cada um pode localizar o local onde morou.

É uma figura, este Eusebio, que parece conhecer pessoalmente cada morador da sua jurisdição como os velhos párocos do nosso interior. Ao passar pelas ruas _ algumas ainda calçadas com tacos de madeira _, é parado a todo momento por moradores que querem lhe contar alguma coisa, tirar uma foto, agradecer algum benefício recebido.

As duas senhoras charuteiras e o historiador Eusebio, além da sensação de segurança e tranquilidade que me deu andar por suas ruas, foram as imagens que mais me marcaram nesta viagem, a sexta ou sétima que faço à ilha, nem me lembro mais quantas foram.

Mas acho melhor contar como foi desde a chegada esta viagem de apenas 72 horas, no ano em que a Revolução Cubana comemorou 50 anos. Bastou contar aqui na semana passada que eu iria fazer esta viagem, justificando minha ausência por alguns dias no Balaio, para que os leitores já se dividessem entre os que defendem e os que condenam radicalmente o regime cubano, dando início ao Fla-Flu ideológico que até hoje provoca reações de amor e ódio em todo o mundo.

A uns e outros já deixo claro que não fui lá para trabalhar, mas apenas passear a convite de amigos. De qualquer forma, seria leviano fazer qualquer julgamento ou previsão sobre um país em tão curto espaço de tempo. Vou relatar apenas o que vi e ouvi. Cada um que tire suas próprias conclusões. Na verdade, para entender melhor Cuba, nada melhor do que ir lá e ver com seus próprios olhos para tirar suas próprias conclusões.

Hotel Nacional e La Floridita

Para chegar a Havana, não há mais vôos diretos do Brasil. Pela Copa Airlanes, uma empresa panamenha controlada pela americana Continental, dá um total de nove horas de vôo, com uma conexão em Panamá City. Em 1981, quando viajei para lá pela primeira vez, era bem mais complicado. O Brasil ainda não mantinha relações diplomáticas com Cuba. Viagens para a ilha eram oficialmente proibidas, como estava expresso no nosso passaporte.

Por isso, daquela tivemos que ir primeiro a Lima, no Peru, para pegar um visto avulso na embaixada cubana e só chegamos a Havana dois dias depois. Mudou o Brasil, mudaram Cuba e o mundo e, desta vez, encontrei muitos turistas brasileiros por lá, misturados a outros milhares do mundo todo, um cenário bem diferente de quase três décadas atrás.

Meio século após a revolução liderada por Fidel Castro, o turismo voltou a ser a maior fonte de receita de Cuba, depois que o preço do níquel, seu principal produto de exportação, caiu no mercado mundial. Percebe-se isso logo na chegada ao novo aeroporto Jose Marti, enfeitado com as bandeiras de quase todos os países do mundo, agora com um movimento muito maior de aviões e passageiros.

Na meia hora de viagem até o Hotel Nacional, trafegando numa moderna van por avenidas largas, limpas e bem arborizadas, sem congestionamentos ou motoristas estressados, nota-se que o antigo e o moderno agora convivem lado a lado como em qualquer cidade turística que tem na sua história o principal chamariz.

Os velhos “guaguas” caindo aos pedaços, foram substituídos por ônibus novos. Há cada vez menos carrões americanos pré-revolucionários e os soviéticos Ladas, dando espaço para carros contemporâneos de todas as marcas e procedências. Tem até táxi Mercedes.

A grande diferença em relação às paisagens que conhecemos está nos cartazes de propaganda, que se mantém imutáveis: em lugar de produtos de consumo, apenas anúncios de apelos patrióticos, denúncias contra o bloqueio americano e homenagens aos revolucionários. Além destas palavras de ordem, monumentos, palácios e estátuas espalhados por toda parte lembram a todo momento que estamos em Cuba e revivem os acontecimentos históricos de 50 anos atrás.

Fora isso, a vida segue normalmente, sem sobressaltos, veículos militares nas ruas, homens armados, nada que lembre um país em revolução permanente por tanto tempo. Também não se vê menores abandonados, famílias debaixo de pontes, sinais de pobreza extrema.

Uma boa surpresa foi encontrar completamente restaurado o Hotel Nacional, que recentemente completou 80 anos. Me fez lembrar o nosso Copacabana Palace, por sua imponência e amplitude das instalações à beira mar, o luxo antigo na decoração e a quantidade de bares e restaurantes para os hóspedes.

Em relação às viagens anteriores, o serviço e a oferta de produtos melhoraram consideravelmente, outro sinal da importância que se voltou a dar ao turismo. Em lugar de burocratas estatais formados na rigidez soviética, agora o atendimento na área de serviços é mais gentil, às vezes até bem humorado, sem ser subserviente.

Tem certos programas que não são nada originais, mas quase obrigatórios, onde dá vontade de voltar sempre que se vai a uma cidade. É o caso do La Floridita, mais conhecido como o “bar do do Hemingway”, o grande escritor americano que viveu seis anos em Cuba e lá escreveu parte de sua obra, além de ter inspirado o daiquiri, um aperitivo também preparado com rum, limão, açucar e gelo picado.

Fomos lá logo na primeira noite. Continua tudo igual, mas melhor servido, embora sempre lotado, com conjuntos musicais se revezando a noite toda para a festa dos turistas. Caminha-se pelas ruas até tarde da noite como em Buenos Aires. Grandes grupos de jovens e de turistas na mesma hora lotam o calçadão junto à amurada do Malecon, onde o mar bate com força e às vezes molha todo mundo.

Vale a pena também visitar a feira de artesanato, com roupas e objetos típicos, os antiquários, os muitos sebos espalhados pela cidade e a fábrica dos famosos charutos Cohiba, onde se pode acompanhar todo o processo de produção artesanal. Como ninguém é de ferro, sempre é bom reservar uma parte do dia para ir à praia. Se o tempo disponível é pouco, melhor ir a Santa Maria, que fica a apenas 27 quilômetros de Havana, tem quiosques de comes e bebes na areia e um maravilhoso mar de águas limpas e tépidas, mescladas de azul e verde.

Alarcon,Acosta,Morais

Tão importante quanto voltar aos lugares que conhecemos e gostamos é reencontrar os amigos para saber como andam as coisas.

Foi o que aonteceu num longo jantar no El Templete, bem em frente ao porto de Havana, encimado por uma grande imagem do Sagrado Coração de Jesus, onde encontramos os amigos Ricardo Alarcón de Quesada, presidente da Assembléia Nacional do Poder Popular (o Congresso Nacional deles), 67 anos, hoje o segundo homem na hierarquia do poder, e Homero Acosta, 45 anos, Secretário do Conselho de Estado, espécie de Gilberto Carvalho de Raul Castro, um advogado apaixonado por música popular brasileira.

No meio do jantar, ainda apareceu nosso velho amigo Fernando Morais, autor de “A Ilha”, que está em Havana fazendo pesquisas para um livro sobre os cinco cubanos presos nos Estados Unidos desde 1998, acusados de espionagem pela Justiça americana, dois deles condenados a duas prisões perpétuas (teriam que nascer de novo para cumprí-las).

Cada vez que vou a Cuba, encontro situações diferentes, sempre carregadas de dificuldades mais ou menos permanentes e muitas esperanças no futuro. As maiores dificuldades continuam localizadas nas áreas de energia (80% do petróleo vem da Venezuela), habitação e abastecimento (80% dos alimentos são importados), agravadas pelos três furacões que varreram a ilha em setembro do ano passado, causaram prejuízos de 10 bilhões de dólares e destruíram dezenas de milhares de moradias.

E o futuro? Quando pergunto a Alarcon, um advogado de 67 anos, de fala mansa e didática, fisicamente parecido com dom Pedro Casaldáliga, como imagina a vida dele e a de Cuba daqui a dez anos, ele abre os braços e um sorriso, como quem diz: “Se eu soubesse…”.

Apesar da abertura muito lenta, gradual e segura que se opera hoje em Cuba, como foi no Brasil de Geisel no período final do regime militar, dá para notar que os controles internos já não são tão rígidos, mas ninguém pode imaginar como será a vida em Cuba no período pós-Castro (Fidel, com 83, está doente e fora de combate há dois anos, e seu irmão e sucessor Raul já completou 78) e, principalmente, após o fim do bloqueio americano.

Em Cuba, todos sentem que estão vivendo o final de uma era, sabem que algo está para mudar, mas ninguém arrisca prever o que virá depois, nem quando isso acontecerá. Uma coisa é certa: os cubanos, quem diria, botam muita fé no presidente americano Barack Obama e sabem que até o final do seu governo o bloqueio deverá ser levantado. É apenas uma questão de tempo, de paciência.

Obama tem muitos problemas para resolver ao mesmo tempo no mundo inteiro, sem falar nos seus embates internos. “Para nós, os Estados Unidos sempre tiveram uma grande importância, mas para os Estados Unidos sei que nós representamos hoje uma questão menor, menos urgente”, conforma-se Alarcon, que sempre procura situar as mudanças em seu país no contexto das profundas modificações que podem acontecer no mundo nos próximos anos.

Por tudo isso, os cubanos temem pela segurança de Obama _ na visão deles, hoje mais ameaçada do que já foi a do próprio Fidel Castro. Ao mesmo tempo, sabem que o levantamento do embargo/bloqueio não representará
o fim de um dia para outro todos os problemas sociais e econômicos enfrentados pelos cubanos hoje.

Ao contrário, pode ser apenas o começo de outros problemas. No dia em que os norte-americanos puderem todos viajar livremente para Cuba _ hoje é proibido por lei nos Estados Unidos, a não ser em casos excepcionais _ como a pequena ilha suportará a invasão de turistas?

Por quanto tempo resistirão a restaurada Habana Vieja de Eusebio Leal, a limpeza das águas do Caribe, a convivência serena entre nativos e forasteiros tomando a fresca no Malecon? E, na direção inversa, quantos jovens cubanos poderão optar por viver nos Estados Unidos ou em qualquer outro país e não mais voltar?

Em tempo:

No sábado, dia 24, Frei Betto foi recebido para almoço por Raul Castro. Falaram dos impasses da Revolução Cubana, como a existência de duas moedas e os subsídios estatais à alimentação.
Raul Castro revelou que o governo pensa em aumentar os salários e reduzir tais subsídios, pois muitas famílias recebem cesta básica mensal sem dela necessitarem.

No final da tarde do mesmo dia, Fidel Castro recebeu Frei Betto em sua residência, uma casa de dois andares, em estilo californiano dos anos 50. Segundo Betto, conversaram sobre “os governos democrático-populares da América Latina, a importância dos meios de comunicação na formação cidadã das novas gerações e a questão da ética do poder”, tema do seu livro “A Mosca Azul”.

As mais comentadas da semana

Em razão da minha viagem, deixei de publicar ontem a relação das matérias mais comentadas da semana no Balaio, na Folha e na Veja, como faço desde a estréia do blog. Pelo mesmo motivo, o Balaio só destaca hoje duas matérias esta semana. Ver abaixo:

Balaio

O Caso Rubinho: 320
O Rio e o inglês do COI: 313

Folha

Lula: 122
Violência no Rio: 108
Educação/professores: 31

Veja

Albert Einstein: 17
Pressão do governo contra a Vale: 16
Lya Luft: 15

157 thoughts on “CUBA/ESPECIAL: 72 horas em Havana, 50 anos depois

    1. …………………………………………………………………………………………………
      …………………………………………….É,
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………mãns,……e,…… você??……… Já visitou..??
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………………….BANGU 1,
      ……………………………………….BANGU 2,
      …………………………. CARANDIRÚ implodido,
      …………………………………………FEBEM
      …………………………………………….e,
      …………………………………………outréns?
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………………..Não,… né,….?!
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………..Também,…..pudéra,…..não são,
      ……………………………………………………………………………………………….
      ……………………………” presos de consciência”,
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………………………………………….né?!
      …………………………………………………………………………………………………
      ………….São,…… PRETOS,…póbres,….PUTAS,….enfim,
      ……………………………………………éssa,
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………………….”.gentalha”.
      ………………………………………………………………………………………………..
      ………………..O que você iria fazer lá?….Não é, mesmo?
      …………………………………………………………………………………………………
      ………….Se bem que eu acho,…que no,…. ZOOLÓGICO
      ………………………………………você já foi……!
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………E apósto que você prefere,
      …………………………sente mais identidade com os,
      ……………………..”animars” do que com a “gentalha”
      ……………………………………………..atrás
      ……………………………………….das grades.
      …………………………………………………………………………………………………
      ………………….Só tóma cuidado cãno os funcionários
      …………………………………forem dar feno prôs,
      ………………………………………… BICHOS,
      ……………………..e você de,….” quatro”,.. receber um,
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………………………………………..”MAÇO”.
      ………………………………………………………………………………………………..
      ………………………………………………………………………………………………..

    2. FABIO… não te conheço (o senhor seja louvado por isso) mas aposto uma grana (se vc ñ teve preguiça p/trabalhar e ganhar) que vc é fisicamente FEIO, intelectualmente LIMITADO, sexualmente FRUSTRADO e nas festas só ficava pelos cantos bebendo. Este é o protótipo do comunista agressivo.

    3. …………………………………………………………………………………………………
      ……………………………………..Oreçique..!
      …………………………………………………………………………………………………
      ……………….Isso é seu,..” nóme”,…….ou é seu,….”nick”?
      …………………………………………………………………………………………………
      …….Pois,…..é,….”Oreçique”,…………você acertou na,… môsca.
      …………………………………………………………………………………………………
      …………Sou ,….feio,…..limitado……e…..frustrado sexualmente.
      …………………………………………………………………………………………………
      ………………………………Fiquei “bobo” de ver teu,
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………………………”filing”,
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………………………………………para sacar
      …………………………………..minhas,…. fraquezas.
      …………………………………………………………………………………………………
      …………..Póbre,……..FRÓID,……tá com os dias,……contados.
      …………………………………………………………………………………………………
      ………Só preciso do endereço da tua,…”clínica”,..pois vou
      ……………………indicá-lo para amigos meus também,
      ……………………………………………..ok?
      …………………………………………………………………………………………………
      …………………………………………..Todos,
      …………………………………………comunas.
      …………………………………………………………………………………………………
      ……………….São tãããntos,….que você não vai dá conta.
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………..Ahn,…falando em “conta”,…..vãmos precisar de
      ………………..um “descontinho” no preço da sessão,..tá?!
      ………………………………………………………………………………………………..
      ………………………Pois como não,…. “trabalhamos”
      …………………………….não podemos pagar o que
      ……………………………..os burgueses,…pagam,
      ………………………………………………né?!
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………………….Mãns,….brigado pela luz,……quirido,
      ………………………………….nós ex-comunas,
      …………………………………….agradecemos,
      …………………por ter encontrado alguém com tãmãnha
      …………………………………………..visão,
      ……………………………………………..no,
      ……………………………………….” 3º ôlho”.
      …………………………………………………………………………………………………
      ……………………Só não esquéce,…de quando você for
      ………………………………………lançar esse,
      ……………………………………………”olhar”,
      ……………………………………………. prôs
      ……………………………………teus,………… “pacientes”,
      ……………………………………………….de
      ……………………………….dar uma passadinha no,
      …………………………………………………………………………………………………
      ……………………………………………..bidê,
      …………………………………………………………………………………………………
      ………………………………………………..tá.
      ………………………………………………………………………………………………..
      ……………………………………………..Assim,
      ………………………….você não córre o risco de tomá,
      …………………………………………uma multa ,
      ……………………………………………por falta
      ……………………………………………….de,
      ……………………………………………higiêne.
      ………………………………………………………………………………………………..
      ………………………………………………………………………………………………..
      …………………………………………………………………………………………………

  1. Com certeza se as pessoas conhecessem a história de Cuba, não ficariam repetindo que nem papagaio as frases criadas pela imprensa para denegrir o passado valente e sofrido deste povo!

  2. Voce devia ter ficado por lá. É fácil ser comunista com a passagem de volta, provavelmente em classe executiva, marcada. Fica lá, vivendo como eles. daqui a 20 anoss voce volta e conta como foi. Se possível leve todos os seus amigos e simpatizantes. Boa Viagem!!!

    1. pois é, lá tbm tem de se rezar a cartilha, Kotscho como petista já tá acostumado há anos…..Cuba é tão maravilhosa q só cubanos moram lá, e por obrigação….

  3. Kotscho
    Você visitou Guantânamo também? É cada uma que se recebe pela prôa!
    Bom retorno e vamos nos ater aos acontecimentos domésticos que são bastantes promissores:
    O mercado revisou novamente o percentual do PIB/2009 e já projeta crescimento maior para este ano. Vão acabar ratificando algo entre 1% e 2% previstos pelo Mantega.
    E depois acham que quem acompanha de perto os acontecimentos e conômicos e políticos e conhece um pouquinho do assunto são uns otimistas cegos pela propaganda do governo.

    1. Carlos, o Lula é um dos maiores Estadistas dos tempos modernos. Consegue enxergar como poucos a CURA da ferida da pobreza no Brasil. Quer saber porque? NÃO é um comunista (se é q existe! ainda?) revoltado, não tem preguiça de trabalhar, é inteligente (muito acima dos academicos influenciados p/algum professor) a ponto de sair de um pau de arara e se transformar em Presidente do Brasil! Não é pouca coisa não sô! Tá em tempo… vpcês q tem preguiça até p/ piscar… animo! vai q dá…

  4. A Cuba dos turistas realmente é bonita e acolhedora mas a e Cuba dos cubanos? Os “amigos” da inteligentzia acham lindo.Uma boa ideia seria trazer a cúpula cubana resolver a violência das favelas cariocas pois o ambiente é bastante similar!!! O nosso Fidel iria adorar!!! Acordem comunas enrustidos adoradores da pobreza alheia.

  5. Caro Kotsco . Enquanto voce esteve fora muita coisa ruim aconteceu no Rio de Janeiro . E quanto ao lunático Júlio que diz ” das cadeias de Cuba” , é bom ele estudar mais quem sabe , né ? Aos cubanos que estão querendo ir para os EUA , coitados . Além das Torres Gemeas , os americanos estão paranoicos . Ao abrir cartas , ao atender telefones , muito mais que os brasileiros . Mas há quem gosta , né !
    Está de parabéns o IG em tirar o nervosinho Luis Nassif.
    Ele chinga todo mundo . Foi um alívio ele ter saído .
    No mais tudo bem . O Brasil vai de vento em popa .

    1. Concordo com vc, nossa educação é de 1º mundo, nossos hospitais é uma maravilha, nem filas existem, segurança então nem se fala quase não há óbitos e assassinatos, nossas estradas são um tapete, enfim vivemos num paraíso, menos os que não são sindicalizados nem filiados pra tb mamar nas tetas do governo as custas do cidadão comum que trabalha e paga imposto pra bandido aproveitarem.

  6. Prezado Julio,
    Talvez o Kotscho tambem devesse ter visitado o presidio da base militar de Guantanamo, localizada em territorio ocupado de Cuba pelas forcas armadas americanas e onde os prisioneiros por se encontrarem fora do territorio norte americano nao possuem qualquer amparo legal, ou seja, nao existem, nao tem direitos, nao sao considerados seres humanos, culpados ou nao.

  7. A critica a Cuba sempre me pareceu caricata ao extremo, feita por olhos educados pela TV. É complexo falar de liberdade e de democracia quando a própria democracia dos países desenvolvidos é sempre um grande “vir a ser”, [poderia um americano médio por exemplo se candidatar a algum cargo politico com reais chances?] . . . Penso sempre que as complexidades de um poco estão além do que podemos compreender, porque são deles, agora uma coisa me parece real . . . Não existe a Cuba idilica dos sonhos de Juventude nem a Cuba infernal que povoa os argumentos criticos.

  8. É tecer loas para o atraso é contigo mesmo!!! Só uma pergunta ? E a blogueira proibida de sair da masmorra voce nao fala nada? Vai ver que é porque esta de acordo ou nao?

  9. Kotscho,
    Você deve ter visto o livro do fotógrafo Izan Petterle e do jornalista Frans Glissenaar, Cuba de Che, 50 anos depois da revolução. Se não viu recomendo, é ótimo, um diário repleto de belas imagens!
    Abraço e parabéns pelo balaio!

    1. Isto devería ser tão PROÍBIDO quanto fazer apología do Hitler.. CHE GUEVARA?? um merçenário, sanguinario, onde sua ideologia era de quem pagasse mais!!! Vocês falam 1.000 vezes uma mentira que ela passa a ser verdade. Tem TONTO que siquer desconfia quem era este mercenario e anda com a carêta dele na camiseta, um dia um deles me disse q era Jesus! e tenho q ouvir isso!

  10. Que bacana hein Ricardo. Você viu o lado montado para os turistas, agora o lado onde está a bloguista de oposição(proíbida de se interligar com o mundo), o lugar onde compra-se o jornal do partido, não para se ler, mas para servir de papel higiênico, o lugar que a irmã do Fidel chamou de centro de atrocidades, esses eu garanto que você não viu e se visse, ia ter uma desculpa para defender o regime sanguinário de Fidel.

  11. A democracia em Cuba passa incontestavelmente por Guantânamo..Presos,há oito anos sem julgamento,sem contato com o exterior e sob tortura(desculpe o pleonasmo). Certamente,aqueles que são ou foram , fans dos escritores soviéticos “dissidentes”
    lembrarão que a descrição dos “gulags”,comparadas a rotina imposta aos “hóspedes” de Tio Sam em Guantânamo assemelha-se a uma colônia de férias. Propaganda tem dessas coisas, quando os negros eram massacrados, até ontem, os americanos insistiam que eram a méca da democracia e da liberdade.

  12. Até Mercedes tem Lá…..EEEta deslumbramento burgues..Por que não apreciar as fabulosas maquinas Lada…Precisam de Carros capitalistas para ter conforto,né!Alguem lá te contou sobre a extinção da caderneta de fornecimento de alimentos subsidiados por lá….Pode ser uma ideia para avançarmos o socialismo PTista com a extinção da cesta basica.Esse modelo deviamos copiar RsRsRs.

  13. Não quero julgar,mas como não conheço Cuba e nunca saí do Brasil,por falta de oportunidade,gostaria de saber se o jornalista só frequentou a alta sociedade. Passeou em cada ruela,em cada canto,mas sempre acompanhado de uma autoridade? Não conviveu com o povo simples,com seu cotidiano,as suas alegrias ou tristezas? Não posso acreditar que não existam queixas do povo. Acredito nas qualidades da administração castrista mas não existem pontos negativos? Gostarisa de saber realmente como são as coisas em Cuba? Alguem pode fornecer informações de forma imparcial? Ou estas dividem-se em direita ou esquerda? Dito isto, o catalisador deste assunto para mim foi debate na coluna anterior com Salete,enio,e reginaldo,alguem tem razão ou saõ apenas movidos por sentimentos passionais?

  14. vc.sabe que a semana passada aqui no RJ o couro comeu.logo nas primeiras linhas de sua materia me veio a comparação HAVANA/RJ.vc.não acha que,se FIDEL fosse nosso presidente,durante sete anos,não teria resolvido,pelo menos esse problema da violencia?

    1. Com certeza vc já teria fugido para o Paraguai, vc, eu e o resto da nação.
      Só ficariam o Kostcho, o Sakamoto, a Salete Cesconeto e o Enio.
      Ia ser duro de aguentar essa gente puxando o saco do Fidel.

  15. Caro KOtsho, muito lhe admiro, mas me espanto com sua leniência em relação a ditadura cubana. Ditadura de esquerda ou direita é ditadura, agride a liberdade de expressão, a liberdade de ir e vir. E Cuba não tem sido diferente nesses mais de 40 anos dos irmãos Castro. Espérava encontrar em seu texto algfuma observação sobre ssa falta de liberdade que existe em Cuba;. Exemp-lo mais recente é a da corajosa blogueira premiada que não pode sair do país nem vier ao Brasil para receber prêmio e lançar livro, respecticamente. Fidel e Raul são próximos de Hitler (ambos perseguiram os homossexuais) e um dos grandes erros do PT é essa tolerância com a ditadura cubana.

  16. Vamos oferecer a você, seus companheiros do PT e outros comunistas passagem só de ida para Cuba.
    Escreva-nos sobre a vida em Cuba, depois de uns 12 meses vivendo por lá.
    Se o comunismo fosse bom, eles deixariam as fronteiras abertas para quem quisesse sair.

  17. Adorei sua descrição da Cuba que eu conheci e ADOREI mesmo sentindo junto com o povo as dificuldades pelo embargo americano.
    Obrigada por me ajudar a matar as saudades.
    Penso em ficar por lá uns tempos conhecendo o que estão fazendo em termos de teatro. Gosto do povo alegre que conheci. Povo que VIVE SEM MEDO DE SER FELIZ mesmo sabendo que muito ainda há o que se fazer. Mas se os menores continuam protegidos já me alegra pois sem isso é SER HIPÓCRITA PEDINDO PAZ quando não a merecemos!
    Uma NAÇÃO que abandona suas CRIANÇAS nas ruas como disse num discurso a saudosa Vilma Spin – esposa do Raul Castro – não tem direito de criticar as outras que as cuidam como o BEM MAIS PRECIOSO DA PÁTRIA!

    1. Salete !!!

      Só pra repetir o seu último parágrafo, para estes infelizes mal amados, infectados por suas paranóias consumistas.

      Acrescentei, algumas palavras, para completar o sentido.

      “Uma NAÇÃO (UMA CULTURA, UM REGIME ) que abandona suas CRIANÇAS nas ruas como disse num discurso a saudosa Vilma Spin – esposa do Raul Castro – não tem direito de criticar as outras que as cuidam como o BEM MAIS PRECIOSO DA PÁTRIA”

    2. Tenho muita vontade de conhecer Cuba e o Fidel , só que desta vez não vai dar, estou indo para NY, a negócios, tenho algumas encomendas de i-pods da apple store da 5 Avenue e tenho que comprar some clothes at macy’s, estou aproveitando para assistir uma peça na broadway e outra no Radio City. vou aproveitar o encejo e assistir também uma partida do NYknicks no Madison Square Garden e comer uma boa massa e tomar um wine no little italy. um dia ainda eu ei de andar nas ruas apertadas que parecem o nosso maravilhoso e opitoresco pelourinho.

    3. Dona Salete, vou contar-lhe um segredo… bem baixinho, ao pé do ouvido: o comuniscov akabov, psiu…só sobraram os ermanos (eunukos, nome de guerra) e mais uns 62 aquí no Brasil… e, psiu.. 1 na (pequeña veneza), 1 (arborigene nas cocaleiras), 1 (padre…disfarça) (n’el contradandón) e o ultimo na (catarata da nicar’ agua)… e é só! não conta pra ninguem mas… nem a urss existe mais… psiu …

  18. É muito interessante. Enquanto o Lula vai a Roma beijar as mãos do Papa, voce vai a Cuba. Muito interessante esses nossos comunistas.

    1. O Lula ñ é nem nunca foi comunista, ele faz tipo, é muito inteligente p/levar a sério estes discursos academicos, se ele ñ fizesse média c/ todo mundo ñ teria chegado aonde chegou. Claudio, te garanto que o Lula foi um Bon Vivant em todos os degraus sociais que frequentou.

  19. Caro Kotscho

    Mais uma vez nos presenteia com esse teu texto de inequívoco talento natural e verdadeiramente jornalístico ao descrever o que viu sem “paixões” mas ao mesmo tempo nas entrelinhas se apresenta para os leitores com uma notória e extraordinária paixão – esta sim – pela tua invejável profissão de repórter da vida.
    Ao descrever aquelas duas senhoras caminhando nas ruas me veio a sensação de estar observando um quadro, uma pintura, p que me fez lembrar da unica vez em que estive naquele lindo país de um povo tão parecido com o nosso mas tão diferente no comportamento e no exercício de cidadania incomum.
    Fiz parte da delegação brasileira que participava em Cuba de um congresso internacional. Foi em 1990 e as duas senhoras caminhando tranquilas pelas ruas que voce “pintou” me remeteu a uma cena que vi lá e que guardo para sempre na memória. Estávamos em um grupo de representantes de vários países daquele evento em um intervalo do Congresso quando bebíamos “mojito” em um bar e eis que desce de uma caminhonete sozinho e tranquilo o grande poeta e musico latino americano Silvio Rodriguez . Ele entra no bar e vai até o balcão para comprar ou fazer sei lá o que. Assim que reconhecido nós o convidamos a mesa e este sem pestanejar o fez de bom grado e com a mesma tranquilidade e a simplicidade de um cidadão cubano qualquer. Lembramos das suas canções e ele comentava conosco cada uma delas e chegou até a “cantarolar” algumas para o nosso “deleite”, emoção e muita alegria pela oportunidade jamais imaginada.
    Para quem não sabe, Silvio Rodriguez está para a America Latina com a mesma ou maior importância que Chico Buarque está para o Brasil.
    Entrou normalmente no bar, conversou o tempo necessário conosco, pediu licença e saiu de volta para o carro com a rua lotada de gente sem que NINGUÉM lhe pedisse um autógrafo sequer ou “voasse no seu pescoço” para arrancar-lhe alguma peça de roupa ou que desse “chiliques” do tipo “macacas de auditório” ou coisa do gênero. Notei que as pessoas apenas o cumprimentavam com um respeitoso aceno de cabeça e diziam: “Buenas Noches, camarada Silvio !!!” Sorrisos escancarados e sinceros tanto do ídolo como dos “fãs” e nada mais.
    É impressionante como o consumismo exacerbado e o capitalismo sem limites precisa tanto da idolatria e do “endeusamento” de seus artistas para vender cada vez mais. Michael Jackson não consegue nem um enterro decente pois tentam vender dele até o fiapo de resto de comida que supostamente teria sido encontrado em um dos seus dentes.
    Silvio não “vende” discos e também jamais morrerá, é também um imortal mas como nos contou naquela noite em Havana tudo o que espera é apenas poder compartilhar o seu trabalho com o povo e oferecer sem cobrar por isso a sua contundente e tão linda poesia para todos nós. Nada mais !!! Nada menos !!! Apenas o necessário para enriquecer nossa alma e aquecer os nossos corações.
    Isso é que é a tal de “Cuba Libre” !!!
    Apesar dos “urubus” do contra empoleirados e na eterna espreita por carniça que habitam Miami e também por aqui.

    1. Voce deve ser comuna de carteirinha, pelo seu texto, fala, fala e não fala coisa com coisa e nada se entende, todo comunista é assim, pois se as pessoas entendessem ninguém entraria na canoa furada.

    2. Enio, que farra deve ter sido a sua adolecência e juventude! Deve ter (pego) todas hein? Ha… vc podería me arrumar um CD do Silvio Rodrigues, fui comprar já estava esgotado, o cara da loja disse que os DOIS gravados haviam sido vendidos, UM p/o próprio e o outro deve ser o SEU, me vende… por favor?

    3. faltava na aula de interpretação de texto né? olha a asneira q vc falou sobre o texto do bloguista

      “Mais uma vez nos presenteia com esse teu texto de inequívoco talento natural e verdadeiramente jornalístico ao descrever o que viu sem “paixões” mas ao mesmo tempo nas entrelinhas se apresenta para os leitores com uma notória e extraordinária paixão – esta sim – pela tua invejável profissão de repórter da vida.”

      Pérolas:
      VERDADEIRO JORNALÍSTICO
      DESCREVER O Q VIU SEM PAIXÕES
      NAS ENTRELINHAS UMA EXTRAORDINÁRIA PAIXÃO

      ENTRELINHAS? CARACAS, Q IMAGINAÇÃO…

  20. Para os deslumbrados imbecís que estão reclamando da visita à Cuba, o destino de vcs é Honduras…por enquanto o herói de voces é “presidente de fato”….ainda…rsrs.

  21. Excelente relato sobre Cuba. Nada como conhecer “in loco” o país para jogar por terra todos os estereótipos que a mídia de direita fabrica.

    Prisões são aquelas de Guantánamo, onde os ianques vilipendiam a espécie humana, e as do Brasil adentro, repletas de torturas e abuso de autoridade.

    Pensássemos com nossas próprias cabeças, não seríamos presas tão fáceis da alienação.

    Mais uma vez, parabéns, Kotscho.

    1. Quer dizer que em Cuba não há prisões ?
      Em Cuba não há presos políticos ?
      Cara, Cuba é uma ilha-prisão.
      Se o Fidel abrir as portas da carceragem não fica nem o garçom dele.

  22. Quais sao as perspectivas para a nossa civilização capitalista?
    Cedo ou mais tarde a nossa civilização vai ter que mudar< ou será o fim de nossa espécie. Se toda tecnologia, consumo está pondo em perigo o planeta… então, o que restará?
    Ou talvez, ainda resta a utopia, a poesia, a arte e a inocência de uma criança! Talvez o modo de vida cubano, esta experiencia real sirva um pouco para nossa reflexão.

  23. Às vezes eu vejo Cuba como um grande parque temático, que tem a política como tema. Tem outros espalhados no mundo, por exemplo:
    – Afeganistão
    – Las Vegas
    – Brasília

    Cada um desses explora um tema e desenvolve sua visão desse tema, que pode ser a religião, o jogo, a corrupção. Dos exemplos citados, só tenho pena é dos cubanos e dos brasileiros – afinal, nem eles podem fugir de Cuba, nem nós de Brasília…

  24. Muito bom relato de um jornalista equilibrado e confiável, como poucos. Pena que o Nassif tenha sido escondido: embora diferente do Kotscho no equilíbrio , é confiável também.

  25. Você fala tão mal da ditadura no seu país (o que não é errado -434 mortos ) mas vai pagar sapo para a ditadura dos irmãos Fidel – 110000 mortos.Isso é o que eu chamo de coerência jornalística petista.

  26. O que se falar de uma lugar ondo o papel higiênico é luxo !!!
    O que essa revolução fez para a população de Cuba? Esse sim, um pais de dirigentes autoritários e ridículos.

  27. Caro Ricardo,
    Tive a oportunidade de visitar Cuba em 2 ocasiões nos últimos 11 anos. A primeira em 1997 por 10 dias e a segunda em 2004 por 7 dias.
    O que mais me chamou a atenção foi o sistema de educação e de saúde, sendo o primeiro responsável pela erradicação total do analfabetismo, e o segundo que garante a todos os cidadãos cubanos assistência médica de primeiríssima categoria. Inclusive a pesquisa médica em Cuba é considerada como das mais avançadas no mundo. Óbviamente que na área das liberdades individuais, Cuba ainda tem muito o que avançar. Não sei se a Revolução prevê avanços nessa área. Acredito que não. Eleições livres(????)). Nos dias de hoje já ficou provado que é muito difícil compatibilizar avanços econômicos, sociais e políticos de forma simultânea. Sempre há descompassos entre os avanços nas 3 áreas. Cuba é um exemplo a ser seguido nos avanços sociais mas, em têrmos econômicos e políticos ainda tem muito a aprender com outros países, inclusive com o nosso.

    1. Putz, Johnny vc tem um bom gosto turistico invejável ! Gostas de ver miséria ? Vá para o Carirí ou outra qualquer do poligono da sêca. Não se esqueça… lá chegando arregasse(c)(ç)(s) as mangas porque tem muito irmãozinho
      nosso precisando de ajuda. P.S. não sou comunista mas já fui a esta região (mutirão da seca) 5 vezes ajudar no possível.

  28. Parabéns! Para além do bem e do mal viva a poesia e a esperança!
    Os males de lá existem, mas quem somos nós nesse capitalismo degradante do dia a dia? Drogas, destruição ambiental, violência, chacinas no Brasil e nas escolas estadunidenses!
    Que possamos melhorar como humanidade, seja em Cuba, no Brasil e nos Eua com Obama.
    Abraços aos humanistas!

  29. Duas coisas me chamara atenção no Relato do Kotscho:

    1- Ruas calçadas com tacos de madeira. Nunca tinha ouivido falar. Deve ser muito interessante….

    2- Havana não ter morador de Rua….
    Quer dizer que os crueis comunistas aniquilaram com o “povo da rua”?
    Chamem o padre… como é mesmo o nome dele…?

  30. Boa noite Ricardo!
    Boa noite amigos balaieiros!

    Belo texto meu amigo, e lindo passeio realmente.

    Agora na questão dos comentários, eu fico aqui imaginando…mas sem julgamentos, pois estou tentando atualmente me afastar desse tipo de atitude como meus amigos bem sabem.

    Alguns leitores contrários a voce, ou ao regime de esquerda já implacavelmente te julgam, não te leem completamente, e imediatamente te rotulam de “comunísta”.
    Não usam logicamente esse adjetívo no contêxto ideológico, mas sim no “pejoratívo”.
    Outros que não entendo, costumam querer a pena de morte aos nossos infelízes marginais, mas para defender os seus pontos de vísta, imploram por um tratamento mais humano aos terrorístas presos em Guantânamo.
    Bem…vai tentar entender certos seres, ou as mulheres rsrsr.

    Como eu disse no teu post anterior, prefíro deixar Cuba para os cubanos, e que finalmente termine esse embargo infelíz, e que eles possam mostrar ao mundo a verdade verdadeiramente verdadeira…Não é verdade???

    Abraços e parabéns meu amigo.

    Robson de Oliveira nosbornar@ig.com.br (botequeiro contemplatívo)

    1. Tenho sêde do saber: 1- O que é -esquerda- e por que assim é denominado?……………………………………………………..
      1.1- Filosoficamente, o que significa -reacionário- ?

  31. Engraçado né?? O Sr. RK pode ir fazer turismo em Havana, mas os cubanos não podem sair no país. O esquerdistas falam que é culpa do embargo americano, que na pratica mesmo, hoje em dia, é irrelevante, mas sempre se esquecem das perseguições e da ditadura imposta pelos irmãos Castro. É a visão ao contrário dessa turma.

  32. Algumas perguntas Kotscho.
    O cubano já pode sair e entrar de Cuba quando ele mesmo quiser?
    As melhores praias ainda são só para turistas?
    Qual o salário minimo de Cuba? Ou melhor quanto ganha um médico em Cuba?
    Aqueles sobrados velhos, verdadeiros curtiços, caindo aos pedaços, que servem de moradia para dezenas de familias, você visitou?
    Se não existe problemas de pobreza extrema, e Cuba é essa maravilha toda, por que mais de um milhão de cubanos (incluindo bons amigos cubanos que tenho) abandonaram a ilha as pressas e as escondidas?
    O povo cubano pode expressar sua opinião democráticamente?
    Os inimigos do regime continuam sendo presos e torturados ou condenados a morte, igualzinho a nossa antiga e odiada ditadura?
    Em tempo, Coronel Erasmo Dias, ferrenho inimigo do comunismo, como você, ficou maravilhado com o que viu em Cuba, mas deixou claro em sua entrevista que somente viu o que eles queriam que ele visse.
    Quanto a beleza da ilha, nunca fui, mas meus amigos, saudosos do lugar onde nasceram, sempre dizem que jamais sairiam daquele paraiso se houvesse democracia.
    Me responda Kotscho, por favor.

    1. Quantos milhões de brasileiros abandonam o Brasil, a cada ano ? Quantos seriam se os EUA não cuidassem tão bem de suas fronteiras ?

      Abandonar Cuba, com um diploma de médico em baixo do braço, pra entrar nos EUA, é mole…

      Quero ver abandonar Cuba para ir para o Haiti, ou para Honduras…

  33. Todas as revoluções comunistas, no mundo, terminaram do mesmo jeito, os ideologos e lideres da revolução passaram a viver como capitalistas, com todas suas benesses e o povo passou a viver com as privações do comunismo e tem gente que ainda idolatra esta gente.
    Falem com a familia Castro para abrir as fronteiras de Cuba, só a familia do comandante vai ficar por lá, aí voces terão que procurar seus amigos em Miami.

  34. Ricardo…pela sua descrição, em Cuba o que existe é uma miséria consentida, já que, para eles, não é possível comparar com a de outros países, devido a repressão da polícia política; uma espécie de Gestapo. Em resumo o cubano vive num delírio mental, quase como um “me engana que eu gosto”, mais ou menos como os coreanos-do-norte que devem se sentir realizados por morrer de fome, mas… tendo uma bomba atômica.pronta pra destruir o mundo. As vezes eu penso que estou errado, já que o que se aceita, é ser hipócrita.

  35. Não existe FLA x FLU como você diz, existe sim FLA x Várzea do Realengo.
    Particularmente acho que você tem esse Blog mais para gozação, não seria possível você escrever tanta BOBAGEM numa rede como a internet, que por sinal não deve ter lá nos “hermanos”.
    Acabo me divertindo muito com tanta coisa “xula” , que você escreve. Adoro seu humorismo e fico perplexo com comentários de colegas internautas que acabam lhe “agredindo” pensando que é verdade. Parabéns Kotscho você é um artista de circo melhor que o Arrelia.

  36. O poblema dessa pseudo democracia da internet é o fortalecimento, ao menos nesse veículo, de um grupo de pessoas extremaemnte reacionárias e perigosas. Eles vão se infiltrando em todos os blogs. Se for feito uma pesquisa dos comentários do início desse blog, você verificará o nível das pessoas que escreviam, concordando ou discordando das coisas que você escrevia, não havia grosseria ou discurso de neonazistas, era bom de ler, até mesmo para avaliar a sua opinião e talvez até mudá-la, mas agora…
    Essa gente é pior do que cavalo de tróia, eles infestam os blogs com o pior e a mais podre das ideologias reacionárias.

    1. Pior que essa gente que vc diz infestar os blogs, é gente como vc, que tem a ousadia de usar o nome do Nelson Mandela.
      Isso é uma vergonha…………….

    2. Desculpe-me pela ignorância mas, que diabos quer dizer REACIONÁRIO??? (filosoficamente) e aproveita já me ensina o que e por que se chama Esquerda e Direita?

  37. Cuba: foram 50 anos sentados no poder e não encontraram para sua pátria uma saída para o futuro. Agora correm o risco de devolvê-la ao passado.

    1. Ótimo comentário, todos as revoluções comunistas fizeram isto que voce falou e todos tiveram que voltar ao passado e recomeçar do zero e com ajuda do capitalismos colocado como demônio.

  38. interesante sua cronica a saida pra o desenvolvimento de cuba éro turismo alias segundo eric nepouceno é dificilk falar de cuba num periodo as coisas estão em constante mudança .Fico feliz com os novos tempos de aberturara dos estados unidos frente a cuba e da abertura em cuba ser dirigida pleo proprio regime é acorreção de rumos que o socilaismo precisa o socialismo não é um produto acabado ,eles precisa ser renovado peloas forças progresistas.um abraço á ti pela excente cronica do amigo marcos einsfeld de porto alegre rs

    1. Os lideres revolucionários quando não tem mais o que roubar entregam o país ao povo miserável, chamam isto de reabertura e pedem socorro ao capitalismo.

  39. Ricardo, ainda nao obtive um posicionamento seu sobre os eventos do MST nas “terras da Cutrale”. Fica valendo o que vc disse naquela ocasiao?? Quanto a Cuba, lamento o tom pejorativo e dotado de pouco conhecimento que alguns internautas adotam aqui. Nao é possivel analisar repetindo o discurso do PIG. Eu estive em Cuba em 2007. Hospedei-me numa casa de familia para tentar apreender um pouco desse cotidiano. Conversei noites e noites com o Luis, o proprietario. Ele vive bem, com simplicidade e modestia, mas nao tem do que reclamar, pois sua renda é em convertivel (chavitos), como dizem la. Era criança em 1959 e é Fidelista. Perguntei: ta mas como vc pode definir a vida de um cubano comum? E ele, nao sei. Vc teria que viver aqui pelo menos 10 anos e tirar suas conclusoes. Somos pequenos, porém tao complexos como vcs brasileiros. O resto sao suposiçoes.

    1. Podemos dar uma passagem para voce, também, é só pedir, lembrando que é somente para ida.
      Converse com a Cubana, cuja matéria saiu nas páginas amarelas da Veja, pergunte a ela como é viver em Cuba, ela, melhor do que voce, eu ou o Ricardo sabe o que é viver em Cuba.
      Repito e é simples, se comunismo fosse bom eles não construiriam muro e fechariam fronteiras.

  40. Os irmãos Castro, em razão da idade e de problemas de saúde, em breve deverão deixar o planeta rumo ao inferno. Espero que nesse momento o povo cubano, tão parecido conosco em sua alegria, esperança e musicalidade, tomem consciência de que eles são a nação e possam assumir a responsabilidade de conduzir seu futuro. Pagaram um preço muito alto por sua independência e foram logrados em suas aspirações. Assim como qualquer ser humano, uma sociedade que não aprender a caminhar pelo discernimento, pela ponderação, pela união e pela fraternidade, fatalmente aprenderá pela dor. GLADIADOR.

    1. GLADIADOR ?

      Um cara inteligente como voce, acredita mesmo que os marginais do jogo, da amoralidade, americanos vão deixar o povo cubano conduzir o seu destino ?

      Para com isto rapaiz !!!

  41. Todas as estatísticas sobre Cuba, na área da saúde e educação são produzidas pelo Governo cubano, cujo único órgão de divulgação é o Granma. Não existem blogs livres como este de Ricardo Kotscho, que enaltece o regime cubano porque ele pode ir a um bar e beber mojito.
    É possível beber mojito e criticar o governo, como fazemos no Brasil? É possível escrever um artigo no Granma responsabilizando o governo pelos assassinatos e presos políticos? É possível a um cidadão cubano viajar livremente para outros países?
    O governo cubano impõe um embargo interno à livre manifestação de sua população, sem nenhuma influência dos EUA. Não é aceitável que um jornalista como o redator deste blog enalteça um regime odioso e diatorial, que força a população a viver em estado degradante, mascarado pelas áreas turísticas, como as que o Sr. Kotscho frequentou.

  42. Cuba lançou a pizza light, sem recheio… Explica aí Kotcho, afinal não só de mojitos se vive em Havana.
    Pizza sem queijo não dá, fico por aqui no Brasil mesmo.

  43. Engraçado, aposto que a maioria dos idiotas que comentou aqui criticando e até desrespeitando um dos maiores jornalistas do Brasil (sou jornalista e já estudei muito pelos livros do Kostcho) nunca esteve em Cuba. Querem discutir com um cara que foi lá e só repetem a mesma ladainha direitista de Veja, Globo e cia. Engraçado, um outro cara apareceu aí e disse que foi a Cuba e viu praticamente o mesmo que o Kotscho. Engraçado, Cuba é o 48o melhor IDH do mundo (o Brasil é o 75o) e o país que mais melhorou seu PIB nos últimos três anos. A direita é uma piada. Chora tucanada!

  44. Oiiiiiiiiiiiiiiiii kd o meu comentário hem? Não sabia que tinha sensura aqui. Falei alguma coisa errada? Ou é porque não agradei nem puxei o saco do colunista? O que precisa comentar aqui para agradar a todos hem? Pensei que quem gosta de Cuba, fosse democratico. Nada não. Salvei o que escrevi e vou colar em outros comentários, mostrando o que foi sensurado aqui.

  45. RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS voces são uma piada. Parecem com o PHA, sensuram tudo.

    fábio disse: 26/10/2009 às 17:57 ……………………………………………………………………………… ………………… …………………………………………….É, ……………………… ……………………………………………………………………….. ……………………m ãns,……e,…… você??……… Já visitou..?? …………………………………………………………………… ………………………….. ……………………………………….BANGU 1, ……………………………………….BANGU 2, …………………………. CARANDIRÚ implodido, …………………………………………FEBEM ………… ………………………………….e, …………………………………………outrén s? ……………………………………………………………………………………………… .. ……………………………………..Não,… né,….?! ……………………………………………………………………………… ……………….. ……………………..Também,…..pudéra,….. não são, ……………………………………………………………………………………… ………. ……………………………” presos de consciência”, ……………………………………………………………… ……………………………….. …………………………………………….né?! ………………………………………………………………………………………………… … ……….São,…… PRETOS,…póbres,….PUTAS,….enfim, ……………… ……………………………éssa, ………………………………………………………… …………………………………….. ……………………………………….”.gent alha”. …………………………………………………………………………………… ………….. ………………..O que você iria fazer lá?….Não é, mesmo? ………………………………………………………………………………… ……………… ………….Se bem que eu acho,…que no,…. ZOOLÓGICO ………………………………………você já foi……! ………………………………………………………………………………… …………….. ……………………………E apósto que você prefere, …………………………sente mais identidade com os, ……………………..”animars” do que com a “gentalha” ……………………………………………..atrás … …………………………………….das grades. ……………………………………………………………………………… ………………… ………………….Só tóma cuidado cãno os funcionários …………………………………forem dar feno prôs, ………………………………………… BICHOS, ……………………..e você de,….” quatro”,.. receber um, ………………………………………………………………………………………… …….. …………………………………………..”MAÇO”. …

  46. Na verdade estou confuso. Até hoje Roberto, não consegui direito o que vc acha de Cuba. Quando vc falou com o Ricardo Alarcon vc. deveria perguntar pelas centenas de presos políticos cujo único”crime” era discordar do regime e tambem perguntar pela blogueira proibida de sair do pais para receber um prêmio. Que tal se o regime cubano mostrasse sinceridade de que estaria disposto a abrir o regime, soltando estes presos? O que vc como blogueiro, sentiria se fosse proibido de sair do seu país por discordar das posições do governo? Pimenta no c… dos outros é refresco. Seja honesto e se declare da esquerda festiva, muito chope, daiquiri e muitos charutos…

  47. Kostcho, ninguém consegue deixar de gostar de Cuba, (já estive por lá 2 vezes) mas, gostar do regime cubano, nem sendo esquerdista fanático é possível.
    Não há moradores de rua, mas moram todos em cortiços, 50/60 pessoas em sobrados decrépitos.
    Dizem que em Cuba todos são alfabetizados, mas a pessoa saber escrever ( e mal) o próprio nome não quer dizer que seja alfabetizado.
    O cidadão precisaria ler um texto e explica-lo.
    A saúde e o esporte deixaram de ser de primeira depois que a URSS faliu.
    A prostituição é farta, clara e, tolerada pelo Estado, já que rende U$.
    Cubanos dizem a estranjeiros que são felizes, claro, tem medo de serem denunciados e presos.
    De Guevara a Fidel, são todos criminosos.

  48. Corrigindo: A História há de apurar, com isenção, como um povo pobre e com tantas carências econõmico-financeiras conseguiu resistir tão bravamente ao duro boicote do maior império mundial e seus satélites.

  49. Quando o PIB for substituido pelo FIB ( Felicidade Interna Bruta ), como índice oficial de desenvolvimento de um povo, de uma nação, algum paranóico defensor deste conssumismo selvagem, pode nos garantir que será o capitalismo, o regime abraçado por aquelas nações, detentoras de maiores FIB(s) ?

    O capitalismo sustentaria, uma campanha massiva de banimento do consumo de supérfluos, como a que somos bonbardeados para consumílos ?

    O capitalismo sustentaria uma taxa de desemprego da classe média, digamos de 30 % ? Por quanto tempo ?

    Estou fazendo estas perguntas sem propor o comunismo como alternativa de solução.

  50. Boa noite Kotscho, você teve convivência bem estreita c/ Lula, portanto deve ter visto jogadas políticas incrivelmente inteligentes. De marketing então nem se fala, até por isto acredito ser um dos motivos de sucesso de seu blog, você sabe como. Sobre este maravilhoso povo lutador cubano quero lembra-lo que, com rarissimas excessões(ç)(c) TODOS os povos do mundo sofreram em alguma época pressão de alguem que mandava. Fossem REIS, IMPERADORES, DITADORES CIVÍS ou MILITARES como o de CUBA ou VENEZUELA, GUERREIROS PODEROSOS, etc. estes se tornaram grandes países com maravilhoso padrão de vida e sonoras democracías. Por que só CUBA? Me parece que vc não seja fanático como estes PERDEDORES que infestam seu blog e o tratam como um deles! Certo q vc não o é. Vamos visitar e comentar destes países que conseguiram dar um altíssimo padrão de vida á se povo, vide p/ex.: Alemanha,Japão,França,Itália,Inglaterra, Africa do Sul,Coréia do Sul,Malasia,Espanha,Canadá, etc.,etc.,etc..

  51. O que significa governos populares-democráticos para Frei Betto? Será que Chavez, o índio da Bolívia entre outros são democráticos? O tal Frei poderia se mudar para um desses países então!

  52. Talvez, esses entusiasmados direitistas, não conhecem a história de Cuba dos tempos de Fulgencio Batista, Ditador alimentado pelos EUA. Cassinos, Prostituição e um povo subjugado, como fizeram nos 20 anos de ditadura no Brasil. A liberdade, como disse Maria Antonieta quando subia para a guilhotina – Quantas injustiças fizeram em teu nome!!!… Que moral tem esse povo que combate Cuba de falar em liberdade!! Quantos ditadores passaram pela America Latina e somente Fidel era ditador? Perguntar não ofende…..

  53. Por que insistem em comparar Cuba com as nações capitalistas mais desenvolvidas ?

    Porque não compará-la com outras centenas, que embora adotem a liberdade capitalista permanecem na miséria ?

    1. Como estará Cuba em relação a estas nações, com respeito à :
      saúde, educação, cultura..etc, etc. ?

      …estas “coisinhas”… para idiotas que valorizam mais uma tv de plasma.

  54. Já que vc admira tanto Cuba e os irmãos Castro poruqe não se muda de vez pra lá! Pelo menos ficaríamos livres desses pensamentos retrógrados da esquerda, que infelizmente ainda tem espaço no Brasil. Pobre Brasil. Pobre América Latina. Kotscho, vc sabe que esses pensamentos de esquerda não suportam um mínimo debate. Sabe que a esquerda foi um desastre em todos os países onde dominou. Porque ainda usa seu espaço para defender essas idéias? Só no Brasil mesmo tem gente que defende essa porcaria. Brincadeira hein Sr. Kotscho.

  55. Obama já fez o que tinha que fazer; ser presidente negro na maior potencia do mundo. Mais não deixarão, pode ter certeza. Mesmo assim já fez muito. Não creio que o bloqueio seja levantado com Fidel vivo, ou pelo menos enterrado. O tempo dá jeito pra tudo, a Ilha vive mesmo momento de mudança. Que seja serena.
    Um abraço Cidadão K, o campeão voltou…

  56. Em Cuba as pessoas são alegres, felizes e orgulhosas de sua pátria e isso é o que importa. Infelizes destes que escrevem querendo transpor as suas visões de democracia e desenvolvimento para os outros. Quem disse que um ricaço de higienópolis ou do Leblon, que esbanjam suas fortunas exploradas de braços alheios, é mais feliz do que os cubanos que tem o essencial para viver uma vida digna e verdadeiramente alegre?

  57. Te conheci através do site de São José do Egito Pe. E resolvi pedir-te ajuda em um caso sobre uma pessoa que vive abandonada aqui na minha cidade Grurupi – To, Ele perdeu todos os seus documentos e tem um defeito na coluna e fala que é de São José de Egito ou serra do Machado ele se chama Inácio, Tem um parente que já foi prefeito nesta cidade, ou redondeza se puder localize os seus parentes e responda a este apelo. o seu Inácio não sabe de mais detalhes de sua vida, e só tem eu e vc, para encontrar a sua família. eu tenho foto dele que enviarei posteriormente se vc se propor a nos ajudar. Por favor entre em contato pelo meu imail. na proxima quarta feira estarei on line depos das 20hs.

  58. EXCELENTE O SEU COMENTÁRIO. TRISTE É LER DETERMINADOS COMENTÁRIOS REACIONÁRIOS CARREGADOS DE ÓDIO E QUE APENAS REVELAM A INCAPACIDADE DE MUITOS EM TENTAR ENTENDER A OPÇÃO DO POVO CUBANO. ELE SABE EXATAMENTE A DIFERENÇA ENTRE A LIBERDADE E A ESCRAVIDÃO, SITUAÇÃO EM QUE VIVIAM ANTES DA REVOLUÇÃO, QUANDO O POVO ERA DESDENTADO E ANALFABETO. HOJE, COM TODO O BLOQUEIO ECONÔMICO, CUBA AINDA CONSEGUE UM IDH INVEJÁVEL. A REVOLUÇÃO CUBANA RESISTE AOS APELOS CAPITALISTAS, SIMPLESMENTE PORQUE O POVO QUER. O POVO PREFERE MORTALIDADE INFANTIL ZERO, ANALFABETISMO ZERO, AO CONSUMO PELO CONSUMO. E PARA TERMINAR É BOM NÃO ESQUECERMOS QUE CUBA NÃO É O IRAQUE E OS IRMÃOS CASTRO NÃO SÃO SADAM HUSSEIN.

  59. Querem conhecer a verdadeira Cuba, dos ditadores irmãos
    Castro, leiam http://www.geração Y, da Yoani Sánches.
    Sobre a papeleta de raçionamento nenhuma palavra, proibição de acesso a internet pelo povo cubano nada, o direito de ir vir da ilha pelo povo bico fechado.
    Jornalismo tendencioso é o que você faz.
    Fica ai e ve se dá pra vivier com 60 cuc mensais, uns 30 reais por mês que é o salário que a maioria do povo cubano ganha.

  60. Após série de confusões, Uruguai rejeita anulação de lei que investigaria ditadura
    Maurício Savarese
    Enviado especial do UOL Notícias
    Em Montevidéu
    Sim, não, talvez, não, sim e, no término, um peremptório não. Foram essas as respostas que as projeções e, mais tarde, as autoridades uruguaias deram sobre o resultado do plebiscito que anularia a lei de proibição para o Estado investigar crimes cometidos pela ditadura. No fim das contas, 52,64% dos uruguaios que votaram no domingo (25) rejeitaram a medida e, civilizadamente, enterraram o fantasma.

  61. Eu acredito ser impossível saber alguma coisa sobre um país em uma visita de apenas 72 horas.
    É necessário anos de profunda observação e convivência com os moradores para obter a confiaça de uma declaração de como se vivem por lá.
    De outro modo só na observação na parte material, como é o atendimento médico, como vive em suas moradias e como é o dia a dia das pessoas e isto tudo de modo bem superficial.
    Quando politicos dizem que foram em qualquer parte do mundo para verificar evolução que não temos por aqui fico pensando que foi apenas um cruzeiro às custas dos cofres públicos porque por onde andei nada verifiquei aqui, existir algo de semelhança.
    Se eu tivesse que listar aqui precisaria de muito espaço.

  62. Sabe Ricardi, eu leio tudo em seu Balaio e cd vez mais sinto-me fora do contexto das opiniões dos internautas que aqui frequentam, Pergunto-me, questiono-me e minhas conclusões sempre são me oferecidas de bandeja por pessoas que, a primeira vista parecem-me inteligentes, entretanto, fieis escudeiros da direita reacionária. Esse tal Gladiador é o q mais oferece de mão beijada, conclusões tão obvias que me fazem pensar ser o mesmo um “cutucador” contratado. Meu prezado Gladiador, vc já imaginou uma Ilha 50 anos bloqueada pelo maior imperio do mundo? Raciocine. O Brasil um pais de dimensões continentais resistiria quanto a esse bloqueio? E olha, nós temos terras e mais terras para serem cultivadas. Mas a pequena Ilha de forma heroica resistiu até agora. Não será esse exemplo de rara grandiosidade que o fará visua-la de uma forma menos rancorosa? Esqueça que vc é um militar, procure abrir novos horizontes, leia mais, tire essa venda imunda que te cega o olhar e ame com ternura essa pequena Ilha, simbolo de uma resistência impar nomundo inteiro. Aliás, o mundo se curvou a Ilha e vc?

    1. Palmas Sidney…PALMAS.

      Lindo comentário.

      Não seria justamente estas qualidades, que alimentam o ódio destes miseráveis ?

      Porque a potência americana, neste tempo todo, ali de frente aquela ilha, ávidos por faturarem explorando suas riquezas, não conseguiu derrubar Fidel ? Que força tem aquele povo ?

  63. Que vontade de pegar o primeiro avião se partir para Havana! Quando você deixa de lado a política para escrever sobre as pessoas, para contar histórias, o blogue se ilumina. Muito melhor, puro e verdadeiro este texto sobre Cuba do que o do Rio e o COI. Afinal de contas, o atentado em Londres foi um caso grave, mas isolado, enquanto no Rio de Janeiro a “guerra civil” se prolonga por anos e anos, fruto da omissão de vários governos, ceifando diariamente a vida de muitos brasileiros.

  64. Prá nos brasileiros não serve a mediucridade admirada pela esquerda,só a impossibilidade de ir e vir do povo cubano já seria motivo de sobra para condenarmos os Castro.

    Os frequentadores deste blog puderam acompanhar a queda do muro de Berlim,a Alemanha Oriental quase arrastou a Ocidental pro buraco quando da reunificação,tamanha o atraso deixado pelo Comunismo,lá não tinha embargo.Tenham certeza que o fim da era Castro será acompanhada de um plano de recuperação econômica fortíssimo patrocinado pelo Tio Sam,queiram ou não,gostem ou não.

  65. Eu não queria morar em Cuba, me sinto plenamente satisfeito em renovar meus calçados quando preciso, um para tantos anos seria bastante desconfortável para mim como na ilha dos Castros, apesar de ser Castro, não gostaria de ser Castrado politicamente, do que sobra em corrupção no Brasil, sobra em Cuba em acuação.

  66. Ricardo

    Quem quiser admirar o modo de vida de Cuba que o faça.Não é problema meu.Porém acho absolutamente inconsistente um país que indeniza aqueles que sofreram com a ditadura no Brasil, apoiarem de maneira fiel a ditadura cubana.

  67. Pessoal, qta miséria, morte, desespero, execuções sumárias e tristeza trouxe este comunismo….
    O mundo sofreu tanto, tanto, tanto … rússia, vietnam, camboja, laos, china, leste europeu. Pobre Cuba, pobre em td…

  68. Já estive em Cuba duas vezes e tenho vontade voltar muitas outras. É um povo maravilhoso, sensível, hospitaleiro e culto.
    Se o regime político adotado é bom ou não, deixo para os cubanos que vivem neles. O que sei é o que eu vi. E o que eu vi é um país muito alegre, com músicas em todos os cantos, rodinhas de conversas e práticas de esportes nas ruas, sem ocntar a excelência no campo da saúde e educação.
    Quando fui pela primeira vez, em 2000, via a criançada praticando atletismo nas ruas. Depois, em 2006, quando a ida do Maradona para tratamento, a garotada já jogava bola nos campinhos e quadras espalhados por Havana.
    Uma boa dica para quem não viu: o documentário Buena Vista Social Club, de Wim Wenders.

    1. Atletismo nas ruas, muito legal esse termo….bem diferente de crianças brincando de correr nas ruas…
      música em todos os cantos tbm temos, vá a qquer periferia…

      elaia

    2. Putz que diferente do Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Marajó, Itacoatiara,… interior de Minas Gerais, de São Paulo, dos Pampas Gaúchos, de Pirinópolis, Paraitins, etc., etc., etc., (equivalente a umas 73 Cubas) ! Fanatismo é um tipo de sado-masoquismo……mas tem hora!!!

    3. Washington
      Vai ter SEMPRE alguém que NÃO CONHECE Cuba dizendo uma besteira.
      Ainda bem que você e tantos outros também viram o que vi.

  69. Diferença entre o Brasil e Cuba. Brasil serria somente a geográfica?

    Bem capitalismo selvagem pobreza, miséria e corrupção institucionalizada. Ou seja uma maldição também institucionalizada!

    Cuba socialismo selvagem (comunismo) falta de liberdade de expressão. Pobreza, corrupção prostituição em plena luz do dia pelas ruas como aqui, esgoto a céu aberto como aqui e muita e miséria como aqui!

    Tinha razão o tal Karol ou seja o papa J. Paulo II: ” nem o capitalismo do Brasil ou socialismo de Cubano seria recomendável para uma sociedade saudável.”

    A amaldiçoada ilha de Cuba e as pessoas que la vivem não são assim malditas por opção, é possível que a maldição daquele inferno seja um Karma, ninguém merece viver em condições tão miseráveis e precárias, talvez maldita sejam as pessoa que as governam e todos os que enaltecem esta desgraça!

  70. Caro Kotscho permita-me reproduzir e comentar uma frase sua colhida no meio do texto que é a seguinte: “Fora isso, a vida segue normalmente, sem sobressaltos, veículos militares nas ruas, homens armados, nada que lembre um país em revolução permanente por tanto tempo.”
    Bem, veículos militares e homens armados nas ruas me lembram ditadura com tudo que isso tem de ruim…. pode ser que eu não tenha entendido corretamente o que você quis dizer, mas essa frase ficou bem estranha….

    Abraços.

  71. Passear junto amurada do Malecon, bericar mojito, jantar no El Templete, hospedar-se no Hotel Nacional, beber daiquiri no La Floridita, fumar (igual ao amigo Lula ) charutos Cohiba, é a cara dos comunistas brasileiros que cantam Fidel em prosa e verso, falam maravilhas de Cuba, mais falam muito pouco ou quase nada sobre as desigualdades, exploração, pobreza, miseráveis que trabalham em troca de uma cesta básica, mais isso não importa, o que importa mesmo é ser amigo do ditador, mais morar em Cuba ninguém quer, para eles bom é morar no Brasil em condomínio de luxo com segurança 24 horas, receber mimos de Lula para ficar elogiando seu governo, passar todo o ano falando cobras e lagartos dos Estados Unidos, mais quando chega dezembro ao invés de Cuba viajam com a familia e vizinhos ricos para curtirem férias em Orlando ou Nova Yorque, essa é cara dos comunistas brasileiros.
    Me engana que eu gosto.

  72. Ricardo, parabéns pelo relato de sua viagem, e gostaria que vc comentasse se quando encontrou Alarcón, ele estava rodeado de seguranças. Um grande abraço do seu admirador. Ah, discordo profundamento do termo “imprensa indigente”, mas esse debate fica pra quando for adequado.

  73. Adorei suas narrativas sobre a vida em CUBA.Sou apaixonada pela cultura cubana e gostaria muito de viajar para aquela ilha.Quase todo mundo me recrimina e censura por esse desejo que consideram maldito e atrasado.Minha família,parentes,amigos e conhecidos não concordam com minha vontade de conhecer CUBA.Dizem que sou louca,ignorante e subversiva.
    Será que é crime gostar de CUBA?Eu não recrimino quem viaja para os STATES ou para a EUROPA.Por que me criticam tanto ao falar que pretendo visitar CUBA?Se é tão ruim,com certeza não há motivo para temer.Ninguém vai falar bem de Cuba!
    Agora,impedir que alguém narre sua impressões de viagem àquela ilha é um absurdo.Existem pessoas que apreciam os relatos sobre CUBA.Sou uma delas e quero compartilhar o dia-a-dia do povo cubano através de suas páginas.
    Escreva sem medo ,porque há leitores bastantes para seus relatos.Ainda bem que podemos escolher para onde viajar?

    1. Prezada conterrânea(se posso chama-la assim), tambem gostaria de viver este seu ufanismo cubano…é tocante. Então venha em meu socorro: qual é a Cultura cubana e qual o seu precioso produto que tanta cobiça desperta nos Americanos? Qual é o dia a dia do sem igual povo cubano? O que fazem, como se divertem?… por favor me ajude a entender…desde já muito grato, pois sei, serei atendido. P.s. Creia , Maria… quae todo mundo, suia familia, seus parentes, amigos, conhecidos e alguns aquí do blog é que são DOIDOS, voce está (ou é) completamente MORNAL.

  74. hahhahahahaa…Kotscho como tu és engraçado, chega a ser bizarra sua percepção de mundo (se é essa mesmo ou se o senhor está brincando com nossa paciência). pode deixar sua tropa de elite falar baboseiras sobre mim (Peça para seu moderador fazer como Fidel Castro, mande as postagens contrárias para o paredón), mas seu viés atrasado de ética, moral e partidarismo político…..é para rir mesmo……..jornalista petista vai com esposa para entrega de prêmio pelego para inútil intelectual brasileiro em Cuba…..mais um rega-bofe às custas de pobres cidadãos cubanos, que vivem uma si, permanente ditadura há 60 anos, que tem 2 castas, os que se submetem ao governo do ditador Raul Castro e os que não tiveram essa sorte (tal qual o Brasil de PT e sindicalistas e simpatizantes, não nos parece?), prostitutas, economia falida, indústrias incipientes, agriculturas agonizantes. Porque Kotscho não se dirigiu até um dos armazéns do Fidel, comprar um quilo de acúcar ou 3 ovos, que é o limite mensal para a população, que sofre à míngua, sem bens de necessidades básicas como sabonete, shampoo, escovas de dentes, creme dental. absorventes e comprar o jornal pelego O Grama, somente para usar no banheiro….rs….população famélica, magra, morando em cortiços, casas velhas, sem saneamento, com desnutrição, falta de proteínas e sem liberdade alguma de expressão….

  75. Muito interessante o relato do nosso digno blogueiro. Descrever sobre o que viu in loco é mais que um relatório de razões da realidade. Eé diferemente do que escrever o que pensamos ou imaginamos a respeito de um lugar.
    Opinar é um direito e devemos fazê-lo com senso de justiça. Opinar com justiça não significa denegrir ou enaltecer algo que nos toca a sensibilidade. É mostrar o que pode acontecer se algo for feito ou não em ralação àquilo que pensamos.
    Eu, particularmente, vejo um futuro não muito saudável para Cuba após a passagem dos Castros, após o fim do regime.
    Se observarmos todas as estórias de países que aconteceram o retorno da liberdade democrática em doses homeopáticas, veremos que houve um período de anarquismo, consequentemente, uma desarmonia social que dificulmete foi erradicada. No Brasil isto perdura e perdurará até não sabemos por quanto tempo.
    Cada segmento social que vai conquistando um certo espaço democrático gradativamente dá margens para outros segmentos irem nos rastros. A hierarquia social acaba-se mesclando e começam desde os ninhos familiares e se estendem até os mais altos escalões do Poderes Supremos o direito de se acharem supereiores à qualquer regra de conduta. A Lei deixa de existir tanto para punir quanto para livrar. O caos se estabelece.
    Uma abertura política quando feita num curto período onde de imediato se estabelece as leis de garantias individuais, dos direitos, dos deveres são menos flexíveis do aquelas que demoram dosando um pouco para cada um.
    Todas ditaduras usam desse jogo como os militares usaram no Brasil também para terem uma posterior opinião dividida. A sociedade sob o regime ditatorial é como um pássaro que foi criado em gaiolas e quando abrem-se as janelas todos os dias um pouquinho para que o mesmo saia a dar uma pequena volta para respirar a liberdade e depois tranca-o repetindo esse exercício todos os dias graduamente aumentando o tempo, haverá um dia que ele se acha dono pleno da liberdade e nunca mais vem se quer cantar o hino próximo da gaiola.

  76. Não concordo com o termo que a falta de liberdade em Cuba é problema deles…È um problema que não deve ser relegado a um segundo plano, pois é dever de todas pessoas que amam a liberdade repelir e condenar esses regimes tirânicos em que é proibido ir e vir, se expressar, votar democraticamente, discordar, acessar a internet, entre outros direitos básicos que devem ser respeitados por todas as nações. Essa de não opinar sobre tema tão vital é se omitir perante uma situação de penúria e escravidão de um povo que há 50 anos espera por liberdade e não pode ficar refém de um c-r-á-p-u-l-a como o Fidel!

  77. Moro no Mexico, sou jornalista e colaboradora habitual do site e da Revista Brasileiros. Estive em Cuba maio passado e segue abaixo um relato da minha viagem.

    Amigos,

    Hoje as noticias nao sao mexicanas e sim cubanas. Vocês conhecem a musica do Caetano que diz: “mamae eu quero ir a Cuba, conhecer a vida la…”. Pois é, nós fomos à Cuba conhecer a vida lá. Ir a Cuba é voltar no tempo. Uma viagem de volta ao passado. especificamente aos anos 50.

    Carros antigos, super conservados, arquitetura da época em que a alta sociedade americana vivia em Vedado, nenhuma propaganda, nenhum outdoor, nenhuma pixação, nenhum transito, nenhuma loja, muito cigarro, muita musica e muita história. Assim sao as ruas de Havana.

    A cidade é linda mas os predios do centro estão “desabando”, literalmente. Nesses 50 anos de Revolução, comemorados em 2009, muito foi feito na educação e na saúde, mas pouco sobrou para a manutenção das fachadas dos edificios.

    A Revolução Cubana é lembrada em cada esquina, em frases que nos levam aos pensamentos revolucionários, ao eterno Che Guevara, vivo em cartazes, fotos, souvenirs. Cuba já não é mais a mesma e começa a se abrir para o mundo. Uma abertura acanhada, lenta, cautelosa.

    A Coca Cola ja está lá, roubando o espaço da Tuba Cola, a Nestlé com seus sorvetes competindo com o tradicional sorvete Copelia, produtos brasileiros como a Bauducco, tambem estao nas gôndolas dos supermercados, custando bem mais do que ai no Brasil.

    Restaurantes privados, chamados de paladares, também começaram a aparecer na década de 90 e hoje desbancam os tradicionais do governo, que cobram bem mais caro o daikiri e o mojito.

    O dinheiro cubano é o CUC e vale quase igual ao euro. Os europeus, principalmente, os espanhóis e os canadenses, estão invadindo a ilha. E também tem muito francês, muito argentino, uruguaio, mexicano e é claro, brasileiro.

    Varadero é linda, o mar do Caribe, um vento que torna o calor suportável. A rede de hotéis Meliá tem um acordo com o governo que mantem 51% do negócio. Sao 5 hotéis Meliá, fora alguns outros com menos estrelas….

    O povo é extremamente culto. Qualquer pessoa conversa com um alto grau de informação e conhecimento. Falam de futebol, Fidel, crise e revolução, claro!

    Bom, precisaria de horas para contar a vocês essa nossa grande experiência cubana. Espero poder ainda falar mais sobre o que foram esses dias, principalmente, Havana. E espero também voltar a Cuba para ver mais coisas, saber mais da historia, viver mais essa Revolucao, que mesmo depois de 50 anos, esta viva nas ruas e no povo da ilha de Fidel.

    Algumas fotos vao falar mais sobre o que vivemos la.

    Beijos

    Andrea

  78. É Kotscho nem Jesus agradou a todos, se um simples comentario que você faz sobre a sua visão de Cuba é esculachado por “pseudocults” que comentam seu blog, tamo ferrado……….. Acho Cuba bonita como, Rio, Paris, Londres, agora tá todo mundo indgnado porque Cuba é uma favela brasileira e sua fachada ao invés de predios imensos capitalista, la pelo que li aqui temos Pelourinho e Ouro Preto…. I daí? quem comenta aqui vai no Blog do Lula falar de economia ou do problema de esgoto no Morro do Alemão…. Pessoal Vai pra Cuba e abraça a Idéia….. quem nao tem dinheiro como eu adimira queto e elogia….. quem sabe um dia vamo lá da uma volta e fuma um charuto bem maluko…. vAleu Ricardo..

  79. por Herberth Brasil 29/10/09

    Lucila quer ser modelo

    Lucila aguarda o trem na estação Deus nos acuda. Quando os primeiros raios de sol rasgam o céu, revelam uma mulher muito magra e de pele branca. Carrega embaixo dos braços um currículo amassado. Está à procura de emprego. Já foi empregada doméstica, babá, garçonete e frentista. Agora, almeja ser modelo. A vaidade lhe escapa por completo. Tem unhas ruídas e manchas no rosto. Um dia vieram lhe falar que andava feito moça de passarela. Acreditou na conversa. Desde então, sai de casa bem cedo para ver se consegue algum desfile.
    Uma fila de trabalhadores e desempregados está aposta na plataforma de embarque. É gente de todo tipo. Camelôs, estudantes e muitos desempregados. No meio da muldidão é possível identificar os que carregam sonhos e os que desistiram de sonhar. Quem carrega no rosto um ar de bravura continuam sonhando. Já os que andam de cabeça baixa, os deixaram escapar.
    Lúcila sempre está de queixo levantado. É a primeira a avistar o trem. Os olhos de mel tem força e destroem muros. Prestes a embarcar disputa um espaço na porta do vagão. A porteira se abre. O empurra-empurra é grande. Não são animais que entram na locomotiva. São homens e mulheres que trocam braçadas para irem sentados durante a viagem ao centro de São Paulo. Lucila é lançada de um lado para o outro. Abusam da sua fragilidade. Tenta se equilibrar. Logo as cadeiras são ocupadas rapidamente. Sem alternativa, vai espremida, assim como ficam idosos e gestantes. Ninguém precisa segurar na barras de ferro. Se apoiom uns nos outros, formando escoras humanas.
    Vendedores ambulantes sacam de suas bolsas cestas de doces. Logo, começam a fazer a sua propaganda: “Chocolate, bala, amendoim”. Na estação lata de sardinha, mais passageiros embarcam no trem. Lucíla começa a sentir um mal-estar. Respira com dificuldade. Na hora do desembarque, pede licença para as pessoas. Ninguém lhe dá ouvidos. Tenta furar o bloqueio humano a todo custo. É esmagada antre as costas dos passageiros. Desembarca no Brás. Procura se recompor. O suor escorre pela testa. Na rua Corre da Polícia, Lucila parece estar perdida. Olha as placas e fica na dúvida se deve entrar na avenida dos Mendigos ou na avenida da Fome. Lucila para em um bar. Pede meio dedo de café e um pão na chapa. Come com vontade. Paga a refeição com várias moedas de cinco misérias. Pára em uma banca de jornais e pede informações. Chega na Anorexia Models. Está contente. Faz um cadastro na recepção.
    Dá em dinheiro cem misérias. Fica aguardando ser chamada para o teste de passarela. Está anciosa. Outras mulheres chegam. Uma delas senta ao seu lado e pergunta:
    — Pronta para o sucesso?
    — Acho que sim. E você?
    — Meu bem, eu nasci pra ser estrela. Chega de esfregar chão!
    — Eu também quero sair dessa vida.
    — Como se chama?
    — Lucila da Desgraça e você?
    — Esmeraldo da Cruficicação.
    — Vou ganhar muito dinheiro, Lucila.
    — Tomará. Nós duas vamos ganhar bastante grana.
    A recepcionista chama Lucila para o teste. Três velhas cafonas estão sentadas lado a lado em uma sala mal pintada e cheia de infiltrações. Uma velhota diz:
    — Vamos lá minha filha. Mostre que sabe desfilar.
    — Claro que mostro.
    Lucila caminha toda torda. As pernas se cruzam feito bambú soprado pelo vento. O salto faz muito barulho na passarela de madeira. Da meia volta sem esbanjar charme. Outra velhota a interrompe:
    — Tá bom minha filha. Já chega. Aguarde lá fora alguns minutos
    Chamam Lucila e dizem que ela só serve para desfilar em quarto de motel. Ela não entende e pergunta:
    — Como assim?
    A terceira velhona responde:
    — Temos trabalho para você na Augusta. Topa?
    — Topo nada. Não sou mulher da vida. Quero desfilar feito modelo da “Escória Chícrete”.
    As velhonas caem na gargalhada. Lucila cai em prantos. Sai em disparada. Pede o dinheiro de volta. Fica sem. Lucila chega tarde da noite em casa. Está com os pés doloridos. Liga a TV. Assisti no canal pouco ibope a um desfile. Não demora muito e adormece no sofá.

    1. Parece incrível que finda a URSS, caído o muro de Berlin,continue tudo igual!
      Esse ódio a Cuba que portam tantos brasileiros é mesmo estranhíssimo!
      Que mal teria feito ao Brasil a Ilha?
      Tenho uns amigos que sofriam desse ódio inexplcável à Cuba. Até que um parente querido teve um sério problema de saúde e lhe foi indicado tratamento em Cuba. A família custeou a ida dele e como o tratamento se prolongasse por mais de dois meses viram-se compelidos a trazê-lo. Ao avisarem que iriam retornar por falta de condições financeiras foi oferecido que ele ficasse em hospital público e o restante do tratamento , por mais três meses, foi totalmente grátis e teve pleno êxito.
      Ao ficar curado o rapaz que fazia faculdade no Rio resolveu terminar o seu curso em Cuba, fez os exames e foi aceito. Hoje vive feliz em Cuba , tendo se casado por lá. A família vai sempre visitá-lo e mudaram totalmente de opinião.

  80. Bom vou me dividir entre o ha ha ha ha e a moça que quer conhecer Cuba: Primeiro, quem critica geralmente nunca foi a Cuba, mas com certeza os que criticam como o ha ha ha nunca foram, o que ele fala moça não é verdade não somente Havana mas as prais são maravilhosas, é bem verdade que temos praias e eu não viveria fora do meu país com todos os defeitos que o ha ha ha leitor parece desconhecer, até acho que el falava do país mais do Colloer e do Fernado Henrique, pois é temos problemas e vc verá muitos deles em Cuba, mas certamente vale a pena, é muita cultura coisa que o ha ha ha parece não ter nem querer ter, outra coisa siga a risca os concelhos do jornalista, eu não tive a sorte de ter algué m para me guiar assim e parece ótimo, quanto ao ha ha ha vc poderia lamber sabão mas comparar Cuba com HONDURAS país de golpes e confusões que se fosse quase Cuba seria muito melhor, comparar Cuba com o Brasil ou os EUA é tão imoral que eu prefiro pensar que o ha ha ha é anormal…que agora vive nas manchetes parece um exercício melhor, país justíssimo que atçe me lembra a cara dos nossos políticos democráticos principalmente o Justo veríssimo…

  81. Senhor Kotscho: fiquei muito admirado de saber que, em Cuba, 80% da comida são importados. Olhe, francamente, não existe terra para agricultura em Cuba? Que povo e governo são esses que não conseguem prover nem a metade do próprio alimento?

  82. Não se iludam com essa história de que o “povo cubano escolheu este regime” , pois foi imposto goela abaixo sem alternativa ao sofrido e desinformado povo cubano, aliás só há duas alternativas para quem náo quer ficar por lá, a primeira é ser levado ao paredón de fuzilamento, levando bala na nuca e a segunda, se aventurar como “balsero” tentando fugir em botes improvisados a caminho de Miami, onde milhares de cubanos aí sim encontram democracia e direitos respeitados e condições de vida mais dignas.
    Não suporto esse lero-lero que tenta fazer uma imagem deturpada da verdadeira realidade cubana! Pobre povo!

  83. A verdadeira DEmocracia, respeita, inclusive os contrários
    Parabens pela materia, um dia espero ir a Cuba
    O resto é despeito e inveja masmo!!!
    Levir Perea Merlo

  84. É de suma importancia, a cada momento todos nós, fazermos comparações entre Cuba e Brasil, só assim percebemos a dimensão dos nossos problemas sociais. Mas para mim, o culpado de tudo isso, todas essa mazelas que existem no Brasil, com todo o méríto foi a queda do período Monárca, tiremos D.Pedro ll, um homem austero, humano, a troco dum militárismo mesguinho! esse sim foi o “nosso maior erro da história” é tanto que até o nosso intelectual Rui Barbosa, que foi um dos que ajudou a derrubar D.Pedro ll, escreve anos mais tarde demostrando sua tristeza e arrependimento pelo o ato ingênuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *