No Araguaia, 40 anos depois, ainda em busca dos corpos

No Araguaia, 40 anos depois, ainda em busca dos corpos

BRASÍLIA _ A esperança de encontrar os corpos dos desaparecidos, sabemos todos, é remota. Mas os parentes dos guerrilheiros mortos em operações do Exército na região do rio Araguaia, no começo dos anos 1970, nunca a perdem.
São 78 os desaparecidos conhecidos _ 57 guerrilheiros, 20 camponeses e um soldado. Seus parentes lutam até hoje para poder enterrar os mortos de acordo com suas convicções religiosas e em respeito à sua memória.
Quase 40 anos após a Guerrilha do Araguaia, desencadeada pelo PCdoB, uma dissidência armada do antigo Partido Comunista Brasileiro, contra a ditadura militar, o governo brasileiro continua empenhado em resgatar a verdade sobre este período amargo da nossa história.
É por este motivo que estou novamente em Brasília nesta tarde calorenta de quinta-feira. Amanhã cedinho, embarco num avião da FAB para Marabá, no sul do Pará, junto com meus colegas do Comitê Interinstitucional de Supervisão das Atividades do Grupo de Trabalho, constituído pelo governo federal em abril deste ano, com a participação de militares e representantes da sociedade civil, para retomar as buscas dos desaparecidos.
Liderado pelos ministros Nelson Jobim, da Defesa, e Paulo Vanucchi, dos Direitos Humanos, o grupo acompanhará os trabalhos de escavação em Mutuma, município de São Geraldo, e na Fazenda Bacaba, onde fará sua primeira reunião de trabalho na região.
Os trabalhos estão agora entrando na terceira fase e deverão se estender até o final de outubro, quando começa o período de chuvas. Duas expedições já foram realizadas desde o começo de agosto, sem resultados até agora.
É como procurar agulha em palheiro, pois nestas quatro décadas as terras onde os corpos poderiam ter sido enterrados foram totalmente reviradas e a topografia mudada. Mas os trabalhos prosseguem.
Na última reunião do grupo, em Brasília, no dia 10 de setembro, Antonio Herman de Vasconcelos e Benjamim, ministro do Superior Tribunal de Justiça, um dos 11 integrantes do comitê de supervisão criado pelo presidente Lula, resumiu o pensamento que move todos os envolvidos nesta operação:
“Dar uma satisfação aos familiares, dar uma satisfação à sociedade brasileira e demonstrar o envolvimento do Estado Brasileiro no resgate histórico perante as gerações futuras”.
Dos cerca de 80 guerrilheiros enviados para a selva pelo PCdoB no início dos anos 1970, apenas 20 sobreviveram. Os demais foram mortos em combate durante as três operações desencadeadas pelo Exército a partir de 1972, até o final de 1974.
Estive pela primeira vez nesta região conhecida por Bico do Papagaio, em 1980, para fazer uma série de reportagens para a Folha de S. Paulo, mais tarde publicadas no livro “Massacre dos Posseiros – Conflito de Terras no Araguaia-Tocantins”, da Editora Brasiliense.
Depois do final da guerrilha, a guerra pela terra ali continuou por outros meios e personagens, envolvendo grileiros, posseiros, garimpeiros, índios, policiais militares, religiosos, juízes e promotres, numa luta sem fim, que prossegue até hoje.
Ali, às margens dos belos rios Araguaia e Tocantins, na encruzilhada de três Estados, pegando o sul do Pará, o oeste do Maranhão e o antigo norte de Goiás (hoje Tocantins), vigorava a lei do mais forte numa terra de todos e de ninguém, onde nem o Exército e muito menos a Justiça conseguiam colocar um pouco de ordem.
Vou ver amanhã como anda a vida por lá tantos anos depois e conto para vocês no sábado (devo voltar no final da noite de sexta-feira).
Em tempo: antes que algum desavisado tire conclusões apressadas a respeito da minha participação neste Comitê Interinstitucional, informo que se trata, segundo decreto presidencial que o criou, de “serviço público relevante, não remunerado”.

132 thoughts on “No Araguaia, 40 anos depois, ainda em busca dos corpos

  1. Acho muito interessante resgatar estar lembranças mesmo tristes. A garotada de hoje nem sabe que tivemos uma ditadura de 20 anos (atrasando, assombrando, matando de acordo com a lei). Lembrar destas pessoas que lutaram e morreram para que hoje tivessemos uma vida mais democratica é o mínimo que podemos fazer. Sucesso na sua empreitada por lá Ricardo, e me conta depois como foi.

    1. Caro Robson, acho que se nós devemos resgatar a nossa história para a garotada, devemos disser toda a verdade, pq o pessoal que estava no Araguaia não estava lutando pela democracia e sim pela implantação de uma ditadura que se bobear, seria até pior que a militar.

    2. Robson faço votos que deixem nossas garotada sem esses esclarecimentos sobre essa época de repressão a aqueles que resolveram implantar regimes nada democráticos no Brasil. Está certo que naquele tempo, esses guerrilheiros desconheciam a verdadeira história desses regimes comunistas daquela época e que muitos quisessem implantá-lo no Brasil e por isso lutaram e morreram e mataram também. Agora, se prevalecer disso para cultivar ensinamentos aos nossos jovens baseados naquele período, que deveria ser esquecido pois em ambos os lados não iríamos encontrar santos, muito pelo contrário. E para que esses ensinamento, quando se sabe que eles mal e porcamente aprendem português, matemática e história do Brasil em nossas escolas públicas e que tal doutrinação serviria apenas para semear ódio em mentes juvenis sob a forma de um pré-vestibular de militância para implantação de regimes ultrapassados que não deram bons frutos e nem trouxe prosperidade para os povos que viveram sob sua tutela. Cada um mesmo mal aconselhado, enganado por propagandas fantasiosas fez o que queria, lutou e morreu pelos ideais que achava correto. Temos que seguir adiante pelos caminhos da liberdade e da prosperidade para nosso povo mas sem pensar em levar nossa juventude a repetir os mesmos erros do passado.

    1. Boa, Laércio !!! De anjinhos idealistas esa cambada não tinha NADA!!! A prova estã aí nesse des-governo do milongueiro Lula, pois é iso que Lula é! E se hoje essa quadrilha assalta os cofres públicos na maior cara de pau imagina a roubalheira que haveria se eles tivessem instaurado no Brasil um regime comunista! Hoje em dia tem muito governante populista na América Latina doido prá copiar o salafrário do Chavez. Prá saber quem são, basta ler ou ver no noticiário quem são os que vivem indo a Cuba prá puxar o saco do canastrão Fidel Castro!!! O bolsa esmola já tirou, PELO MENOS UM, da miséria – material e intelectual – em que vivem milhões de brasileiros?

    2. Caro Laercio,

      Não podemos culpar que quer que seja por executar seu trabalho, por comentar algo que sem tirar a razão de ninguem foi um periodo ruim de nosso pais.
      Terrorismo existiu dos dois lados. Lembremos das bombas. ABI, Rio Centro e bancas de jornais. Quantos profissionais estavam trabalhando quando baionetas invadiam seus trabalhos e quebravam suas máquinas, seus óculos e iam embora sem falar nada. Isso é carinho ou terrorismo?
      Agor te pergunto|: Quem é o senhor para dizer a um profissional que deveria se ocupar com algo mais interessante?
      No meu tempo de faculdade o senhor seria chamado de Porco chalvinista, reacionário, direitista e outros adjetivos mais.
      O Sr. não conhece gente de bem que se envolveu em guerrilha? Também mataram todos eles, não é! Como o sr. vai conhecer?
      Achei a guerrilha do araguaia uma tremenda burrice mas, não é por isso que vou dizer que o tema é uma bosta ou que graças a Deus mataram todos pois só tinha terrorista.
      Realmente deveria ter morrido muito mais gente, inclusive o senhor, pois assim, não estaria aqui defendendo um profissional e mostrando ao senhor o como sua postura é extremamente terrorista.
      abraços,
      Marcus Benedictus

  2. À um imbecil que se manifestou como tal: Aqueles que foram trucidados no Araguaia, a mando dos EEUU, por um exército reles, corrupto e sem qualquer noção do que venha a ser pátria, MESMO, o foram por um ideal. Um idiota que vem se manifestar e o da foram como o fêz, digo o seguinte: O PT, realmente, no momento, deixa muito a desejar, mas, o pior dos petistas é MUITO melhor do que qualquer general ou marechal daqueles anos de trevas. E o pior, é que ainda estamos pagando as reformas, pensões e/ou montepios daqueles traidores da pátria, assassinos e torturadores. O PT é ruim, concordo. Porém, pergunto: há partido melhor? Se houver, vou nele, hoje mesmo…

  3. Sr. Aníbal,

    Não vamos mudar de assunto, não! A criatura que manifestou-se antes do Senhor só pode fazê-lo como faz porque muitos brasileiros lutaram – alguns até a morte – para que todos os brasileiros possam dizer e escrever o que pensam. Mesmo que só pensem besteiras.

  4. Olá Ricardo,

    Considero a guerrilha do araguaia o episódio mais vergonhoso da história do Brasil moderno.
    Absurdamente criaram um braço armado de um partido embasado em teorias filosóficas e utópicas que só daria certo se fosse a mão de ferro como na fonte inspiradora Rússia e Cuba e jogaram meninos idealistas, jovens universitários com armas e tecnicas de guerrilha importadas contra um exército treinado e totalmente robotizados e doutrinados para exterminar os comunas, comedores de criançinhas.
    O Araguaia foi a grande decepção dos revoltosos nacionais. Foram traídos, delatados por aqueles que não possuiam um carater forte capaz de resistir as preções e ser fiel a seus ideais, a seus camaradas, aos seus companheiros de loucura.
    Vejo, tamanha idiotice. Como poderia uma contra revolução sair dos confins do Brasil, de um lugar praticamente selvagem dentro de um país continetal como o nosso com 70 ou 80 guerrilheiros mal treinados e famintos? O maior criminoso ao meu ver não é o estado, os soldados que exterminaram os guerrilheiros, mas o partido e seus politicos que alguns ainda vagam por aqui.
    Por outro, lado, o assassinato destes garotos não deveria acontecer. Deveriam ser presos e encaminhados para prisões nos grandes centros mas da mesma forma que encaravam as tropas federais com suas armas, matariam sem sombra de duvidas qualquer militar ou agente que por ali pairase, pagaram o preço que a si mesmo deram. Fuzilados sumariamente, mortos “em combate”.
    Realmente, achar agora os corpos é um trabalho quase que arqueológico já que existe um pacto entre os militares que participaram da operação. O Curió e ourtros poderiam dizer muitas coisas. Não me diga que não sabem onde enterraram os corpos? Se queimaram ou que fim deram! È um jogo politico muito grande. Fazem a média com a opinião pública, fazem a media com os militares. Quem é general hoje, era capitão ou tenente naquela época.
    Ricardo, se reviraram aquelas terras com certeza acharam algumas ossadas. Se enterraram eles estão lá, é só alguem muito envolvido resolver quebrar o pacto.
    Gostaria de saber do Genuino o como saiu vivo e ileso desta famigerada guerrilha. Gostaria de saber dos outros 20, que magica fizeram.
    è louvavel todo este movimento. è uma questão de honra do governo Ptista pois muitos ex guerrilheiros fazem parte das fileiras do PT, não só araguaianos mas pulistanos, cariocas, mineiros etc. .
    As mães merecem enterrar seus filhos. Apesar de toda a burrice, o Brasil e os brasileiros devem uma homenagem a estes jovens que deram suas vidas objetivando um Brasil melhor

  5. Na época, eu estava lá no Bico do Papagaio.
    Dissidentes foram trazidos para o PIC (BPEB) e sofreram torturas (físicas e psicológicas).
    Os dissidentes mortos foram enterrados em covas rasas, o que torna muito difícil, senão impossível, a localização das ossadas, porque animais silvestres se encarregavam de comê-los e espalhar os restos.
    Aproveite a viagem, visite Araguaína, Tocantinópolis …

    1. Oi Eu. Incógnito como eu. Quem tem, tem medo, né? Também tenho. Ce acha que não dá prá encontrar nada lá? Qualquer coisa que possa trazer paz a quem espera?

    2. Dá para se identificar? OU a sua permanencia na clandestinidade denota que foi um dos militares que executaram ou torturaram em nome da redentora?
      È vergonha? Falta de coragem? Culpa?

      Marcus Benedictus

  6. Srs., algumas pessoas que se engajaram na “luta” nunca pegaram numa arma, e mal tinham idéia do que estavam fazendo lá, parecendo mais um acampamento hippie. Outros, tinham consciência da situação sim, portanto sendo fiéis a verdade, terroristas é uma palavra exagerada e principalmente hoje muito falsamente utilizada por aí.
    Tinha doido dos dois lados, e põe maluco nisso, mas quem deu o golpe não foi o povo, quem ignorou e fechou o congresso, e pisou na constituição não foi o povo.
    Sejamos honestos para não parcermos esquizofrênicos.

    1. Isso aí, Kleber. Bando de tontos, dirigidos por mentes programadas e treinadas nos corredores da Albânia, convencidos a se transformar em “heróis” da Pátria. Arroubos da Juventude, como já disse alguém.

    1. Todos nós temos o que chorar. Quanto mais ódio, mais lágrimas. Quem de nós pode ter a coragem de olhar para dentro de si mesmo e a desfaçatez de afirmar que não tem de que se envergonhar? Youshua Bem Josef, o dito Jesus, também foi preso, julgado e condenado como terrorista e militante das fileiras dos zelotes. Vamos desarmar nossos corações e viver em paz.

  7. Marcus estranhus nomilis, o Dirceu nunca foi para o Araguaia. Depois do episódio de Ibiúna ele se escondeu em locais próximos de SP mesmo, e fez plástica para não ser reconhecido. Apareceu novamente após a anistia.

  8. Só pra complementar o que já foi dito, essa guerrilha nati-morta, teve como seu único efeito político servir como pretexto para o recrudescimento da repressão…

  9. Concordo tambem acho isso tudo que nao esta escrito aí mas o que mata é o dinheiro na cueca e burcite que nao para de coçar. por falar em araguaia …
    Vamos fazer a CPI do amor nos 40 anos de woodstock e esquecer a guerra com honduras porque a do araguaia nem acabou ainda .
    Vamos mudar de assunto michael jackson nao ajuda tanto como pelé nas olimpiedas disse o proprio de the king e o Obama com esse papo de yes nois pode quem pode é o companheiro e meu amigo querido presidente lula e salve o curintias e abaixo os bambi do sao paulo

  10. parabens pela sua participação na elucidação destes fatos que aconteceram num outro contexto, há mais de 40 anos.Mas é preciso contar a verdade de todos os lados senão ficará para a juventude de hoje a idéia que aqueles “aloprados” com diria o Lula, eram heróis.É óbvio que foram eles que foram para a luta armada e não o contrário.Eram gente, que na maioria queria o totalitarismo esquerdizóide e não a democracia verdadeira.Foi pura mitificação.Isto foi o maior desserviço para a restauração da normalidade democrática pois, essa meia dúzia de “guerrilheiros” só serviu para endurecer o regime ditatorial, que às custas destes fanáticos aumentou em pelo menos mais 10 anos o regime de exceção no país(aqui eu empre me lembro não dos militares envolvidos por dever de oficio, mas sim de um bando de aproveitadores civis, oligarcas sem escupulos que se aproveitaram do momento).Porque não fizeram como a maioria da população que foi para o MDB(não esse partideco de hoje), e lá levaram à frente a luta pela redemocratização, como foi o meu caso aqui em SC e de muitos mais gente.A história haverá de restaurar a verdade final, principalmente com a ajuda da mídia e de blogueiros, com este a quem estou me dirigindo.
    Obrigado pela atenção.

  11. Sr Nuno :Exército reles e corrupto foram e são aquela malta de bandidos que desde 1960 treinava na China onde o CAPACHO MAIOR DO COMUNISMO NAQUELA AREA traidor do Brasil O TaL DE OSWALDÃO SE TORNOU CAPITÃO DO EXERCITO CHINES. Como todo imbecil você não deve saber que independente de ditadura ou não, aqueles criminosos acreditavam no FOQUISMO e que em um passe de magica virariam mitos como outro bandido assassino chamado GUEVARA Graças a Deus na época tinhamos militares corajosos que enfrentavam imbecis como voce sem se rebaixar. Temos que agradecer a eles o que fizeram senão hoje não teriamos liberdade nenhuma. E, tem, mais uma pergunta: Que ditadura é esta que permitiu a um jornalista livremente em 1980 ir até lá e fazer matéria como o Sr Kotsho fez. Isto nos paises em que sua laia manda NUNCA ACONTECERIA. Cadê então a censura????? respondo estava na ALBANIA, CHINA QUE PATROCINAVAM, TAIS CRIMES E HOJE AINDA ESTÁ NA CORÉIA DO NORTE QUE TAMBEM CONTRIBUI COM AQUILO E NO PARAISO CUBANO DA MUMIA AMBULANTE FIDEL ASSASSINO CASTRO. dUVIDO QUE O kOTSHO A QUEM LEIO PUBLIQUE ISTO

  12. Prezado Kotscho, é muito bom saber que pessoas como o senhor, de notória inteligência, argúcia, capacidade e conhecimento estejam a compor essa comissão. Como já se vê (e não é de agora), cobras e outros seres peçonhentos já se mexeram em suas bolorentas catacumbas mentais. Mas o competente jornalista sabe como passar por eles sem se ferir e daqui torço para que tenha mais este sucesso em sua biografia. Essa comissão, que a sua presença honra, é uma lufada de esperança não apenas para os familiares dos desaparecidos, mas para todos os brasileiros como eu que não querem ver desaparecida a nossa História, como se ela não tivesse valor ou relevância para nossas existências. Bom trabalho.

  13. Esse cava,cava, procura, procura por esqueletos dos mortos pelo regime militar interessa mais a meia dúzia de picaretas do PT que estão ganhando os tubos com processos fajutos de indenização por perseguição naquela época. Muitos dos que foram mortos , meteram-se nessa arapuca por ideologia ou por espírito aventureiro. Outros por bandidagem, mesmo.São os que assaltaram, sequestraram e mataram muitos brasileiros com a justificativa de que era para angariar recursos para o movimento. Hoje é muito fácil jogar pedra nos milicos mas hoje, no governo do PT que empregou na máquina pública centenas de ex-guerrilheiros, assaltantes e terroristas daquela época vários deles já não foram pegos em mil maracutaias. Nesse des-governo indecente a roubalheira não é descarada? Eu pergunto : será que a imprensa poderia denunciar todas essa patranhas se eles tivessem instalado um regime comunista no Brasil? Será que essa Comissão de Anistia já fez algum processo de indenização dde algum soldado morto naquele época? Porque não foram só os “heróis da resistência contra a ditadura” que morreram, não !!! Nunca li na imprensa qualquer denúncia contra os comandantes daquele época por enriquecimento ilícito mas, hoje, nessa democracia diaraque do PT todo dia, o dia todo é notícia envolvendo os amiguinhos do peito de Lulla em roubalheira. Se hoje com a imprensa em cima roubam-nos descartadamente, imagina se esse governo fosse uma outra ditadura: a comunista que João Goulart queria instalar no Brasil !!!?? Estaríamos PIOR que a Venezuela onde Chávez. o filhote de Fidel instalou uma perseguição feroz contra todos o que não apóiam! É essa “democracia” que vocês aí, querem? Preifro ser roubado e poder XINGAR(!!!) do que ser roubado e ter de ficar de boca caladinha senão, LEVA O FARELO!!! Não se parecem, as ditaduras?

  14. Provavelmente os 20 que sobraram deste episódio, eram os comandantes do outro lado (o lado do chamamos de perdedores). Será que estes comandantes do PC do B ou PC sentem algum remorso por empurrar os jovens naquela aventura? Voces acham que quem estava do lado dos vitoriosos eram soldados experientes? Eram apenas jovens recrutas, também comandados, um pouco mais treinados, porque nesta hora quem leva chumbo não é general não. Os generais de ambos os lados estão vivos ou permaneceram vivos bastante tempo. Portanto para quem não sabe, em uma guerra há baixas. No lado mais forte há sempre menos baixas do que do lado mais fraco. Mas, se o exército baixasse a guarda, hoje poderíamos estar sobre um regime Comunista ( que ninguém sabe como seria) e os generais chorando seus mortos e pedindo idenização. Ambos pegaram em armas, pois se apenas um lado tivesse armas, garanto que não haveria combate.

  15. É sempre dificil comentar estes assuntos,mas quem estava la não era anjinho e nem foi enganado.Tentavam na verdade subverter a ordem.Quanto a pensões,reformas e outras vantagens referidas anteriormente,todos que receberam pagaram para isso.Mas vamos dar uma olhada na relação dos beneficiados com pensões por supostas torturas,quem são e que valores ganharam.Poderemos ficar espantados.

  16. Koscho é incrível esta história,tive conhecimento direto sobre os fatos desde há epóca,pois,meu pai tinha uma
    Fazenda na Região e era comerciante em Porangatu-Go,tendo naquela época contato com GUILHERME,um dos membros do PCB,minha região norte de Goiás-Porangatu,era caminho dos militares para o combate e masacre a guerilha,era incrível como propagavam os militares que os jovens do PCdo B,eram “terrorista”,lamento que o major CURIÓ E OUTROS MEMBROS DO EXÉRCITO se neguem a colaborar sobre os fatos,na minha pequena CIDADE PORANGATU,é origem de um dos jornalista com maior conhecimento sobre aquela época EULER BELÉM,portanto,torço para que FINALMENTE,seja resolvido esse capítulo amargo da história do Brasil e especialmente dolorosa de todos no norte de GOIÁS,BICO DO PAPAGAIO,observando-se que até hoje a região É TERRA DE N INGUÉM ONDE OS CONFLITOS AGRÁRIOS CONTINUAM E A MISÉRIA É A MESMA DA ÉPOCA DA GUERILHA DO ARAGUAIA,É DURO VER TANTOS JOVENS SEREM MORTOS POR UM IDEAL DE JUSTIÇA E REFORMA AGRÁRIA,DECORRIDOS 40 ANOS,CONTINUA NO MESMO.PARABÉNS A VC E SAUDAÇÕES A FAMÍLIA DE TODOS AQUELES JOVENS,FICANDO PARA NÓS DA REGIÃO O ORGULHO DAS HISTÓRIA DE DINA E OSVALDÃO,ÍCONE ATÉ HOJE DE FORÇA E JUSTIÇA.

  17. É muito fácil fazer oposição hoje defronte de um computador, com verbetes liberados a vontade, com jargões pejorativos a quem não pensa igual, em pleno regime democrático onde todos têm o livre direito de se expressar, e, até expressões com certas doses de exageros. Hoje é muito cômodo fazer oposição com partidos inconseqüentes, porem legalizados. Podemos imaginar como era naqueles temos para se manifestar, fazer valer o seu direito de usar sua palavra….. É muito bom poder falar nestes tempos onde pode criar mentira e faze-la virar verdade, tudo amparado pela “Dita Democracia”.

    A questão que entendi na postagem do articulista é tentar resgatar corpos sumidos numa época em que usaram “as armas” que tinham para mostrar o que pensavam. Se não for de concordância com os tempos de hoje é outra questão, mas se fizeram e o que fizeram foi pelas alternativas que tinham. Penso que é um direito dos familiares que lá tombarão terem o direito de enterrar os seus. Se não querem concordar com as atitudes da época não concordem, não acredito que haja quaisquer movimentos que seja para resgatar as atitudes ou faze-los de heróis, por mais legítimos que sejam as ações, em face da repressão que vivia. Sabidamente querem fazer de bandidos os que não tombaram no Araguaia, pois os mesmos hoje fazem parte da política e querem descaracterizá-los, na verdade os fins são outros.

  18. É duro pagar impostos para sustentar gerações de vagabundos que mamarão nas tetas do governo (leia-se, os idiotas que pagam impostos) por conta desse bando de lunáticos que mataram, roubaram e agora serão indenizados por mim e pelo resto dos brasileiros.

  19. Já que quem mandou essas pessoas para lá foi o PC do B,que tal o partido arcar com os custos de combustivel,aviões,alimentação hospedagem e outros más…Por que o dinheiro do contribuinte deve ser gasto nestas coisas!!!

  20. Caro Kotscho

    Convivi e militei no PT por mais de 20 anos com o Deputado Federal Genoíno eleito e reeleito por seis mandatos, apenas nesse ultimo não consecutivo posto que foi o unico candidato a governador de São Paulo pelo PT a chegar ao segundo turno em 2002 perdendo para Geraldo Alckimin. Hoje continuo no PT mas não mais no mesmo grupo deste grande brasileiro por outra razões que nunca o não reconhecimento da sua história e do seu heroísmo. O Genoíno sempre foi um dos parlamentares mais respeitados e admirados desse país. Não sou eu que digo mas basta voltar no tempo e relembrar.
    Tudo o que sei sobre a guerrilha do Araguaia foi por essa minha convivência política e por onde também pude conhecer e ouvir relatos dos outros sobreviventes. Muito do que sei não foi publicado ou contado mas em respeito aos motivos de quem participou de tudo aquilo e preferiu não dar mais “detalhes” das torturas pelas quais passaram não serei eu a fazê-lo. Só posso dizer que são apavorantes e aterradoras e essas pessoas, esses brasileiros serão para sempre por mim admiradas e respeitadas já que ENTRARAM PARA A HISTÓRIA COMO PROTAGONISTAS E NÃO COMO PLATÉIA que se acha no direito de pré-julgar e sentenciar como “comentaristas” que são e não mais do que isso.
    Do Genoíno sempre ouvi que a pior tortura não é a física, mas a moral ( pela qual ele passa até hoje )

    “Comentar” e pré julgar daquilo que nada sabem não difere de quem o faz das simples “futriqueiras de portão” ,daqueles que lêem a história pelo “rabo dos outros”
    Coragem pra dizer “asneiras” qualquer um pode ter. Duvido que esses novos algozes ideológicos daqueles que lutaram no passado tivessem o peito e a coragem de arriscar a sua própria vida naqueles anos de chumbo para enfrentar a tirania de uma ditadura militar estúpida, violenta e assassina !!! Seriam covardes para lutar como são covardes para “comentar”do que nada sabem ou não querem nem saber !!!

    Toda sorte pra voces meu caro Kotscho nessa histórica tentativa de sossegar ao menos as famílias desses heróicos e na época jovens brasileiros, APESAR DE MUITOS “DIREITOSOS” POR AQUI NÃO DAREM SOSSEGO E AINDA INSISTIREM POR CONTINUAREM A TORTURAR AQUELAS ADMIRÁVEIS ALMAS PATRIOTAS !!!
    Nossos verdadeiros heróis de fato e por direito !!!

    Se alguém quer ser respeitado por defender a sua ideologia “de direita” deve ao menos guardar o direito de quem milita e segue – ou seguiu – na ideologia contrária: DE ESQUERDA !!!

    1. A implantação do Comunismo era a causa. Siceramente, penso que não era e não é. Agora, quem paga pelas indenizações e essas incursões somos nós. Será que essa iniciativa não visa validar a candidatura de alguém?

    2. Enio,estão mais p/ coitados que heróis,pois foram enganados pelo João Amazonas e Cia ltda(Elza Monerat) e morreram,realmente esperamos que sejam encontrados e dignamente enterrados,mas que existem outras responsabilidades existem.

    3. Sr. Amarildo Montini

      Por respeitar o fato de aqui comentar valendo-se do teu nome ( “cagões” anônimos ou covardes com apelidos eu nem leio ) devo te responder.
      Não foi nem o João Amazonas e nem a Elza Monerat quem segundo o Sr. “enganou” aqueles guerrilheiros. Ninguém enganou ninguém, quem partiu pra luta armada naquele triste período o fez por convicção ideológica por coragem e sabiam perfeitamente que quem vai pra “guerra” vai pra matar ou pra morrer. É uma decisão de foro íntimo e de muita coragem de quem tinha a certeza absoluta de se tratar de um recurso extremado. Um último recurso !!!
      Tanto faz se um “reacionariozinho” ou se um “revolucionário de apartamento” vem aqui julgar e culpar precipitadamente quem quer que seja não estando no tempo e nem no mesmo lugar da história. Como eu disse “comentar” assim é facílimo.
      Faça o discurso pelo lado que quiser mas se for pra chegar a esse ponto, o de ir pra luta armada, o sujeito só pode ser um herói, COVARDE JAMAIS !!!

      Qual é o problema se a única alternativa ao capitalismo selvagem que mata ainda hoje e a todo instante por dinheiro é o Comunismo ? O que sabemos da prática desse tipo de regime não é nada animador diante de suas tragédias mas a utopia de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária que baseia essa concepção de sociedade não pode ser perdida e deixar de ser sonhada.
      Não sou comunista por que acho que nenhum ser humano é comum mas sou anti-capitalista porque não vejo o “capital” como o “Deus” que tudo pode e tudo compra.
      A minha alma e os meus sonhos não estão a venda !!! E nem pretendo que alguém os compre, só quero compartilhar entre os meus semelhantes das mesmas oportunidades para se bem viver, Em um mundo solidário e justo !!!!
      Hoje não é assim, basta ler os comentários sobre esse tema escritos aqui.

      É o que eu penso

    4. Sr Enio:
      O Sr Deocleciano postou ontem às 21:03hs um relato interessantíssimo sobre o fato em si,a Guerrílha do Araguaia,ele não mistura ,se atém ao fato e p/ mim confirmou meu pensamento a respeito,contra fatos não há argumentos e o sr Deocleciano me parece até que tirou o texto de algum arquivo,vale a pena ler.

  21. Concordo com o Sr Laércio.
    Não houve anistia! não houve?
    Até onde eu sei ,a anistia foi ampla ,geral e irrestrita;o que é para um lado serve para o outro !!
    Sou petista e não concordo com o que esta sendo feito!!
    Disso resultará apenas mais algumas polpudas pensões para nós,cidadãos comuns ,pagarmos.. que é o objetivo final desse pessoal todo
    Boa noite a todos

    1. Caro Edson:
      Anistia ampla, geral e irrestrita, yes…, o seu , o nosso país foi o único que embarcou nesta canoa furada, né? Vide o que aconteceu na Argentina, Chile e outros países- nenhum deles cometeu esta infantilidade, estão procurando limpar o seu passado e, por aqui, prevalece este seu jargão- anistia ampla, geral e irrestrita.
      Um abraço

  22. Impossível concordar – como se pode dispender tempo e dinheiro com guerrillheiros e terroristas, felizmente já mortos, enquanto trabalhadores, pais de famílias responsáveis e crianças, não tem onde morar e sequer o que comer ?!?

  23. Boa noite Ricardo!
    Boa noite amigos balaieiros.

    Tudo bem! É história, e é nossa história, mas acho que eleva os ânimos de muitos que acreditam num, ou noutro lado, conforme suas convicções.
    Eu já acho estranho chamarem de “combate” uma luta em que um lado perde um soldado, e o outro setenta e poucos.
    Está mais para massacre.
    Luta para mim, foi na Bahía contra os pobres coitados que foram guiados por Antonio conselheiro, e deram combate sim às forças da república na época.
    Se bem que no final, víram a besteira cometída, e o massacre que resultou.
    Esse assunto Ricardo, fatalmente irá novamente desenterrar as machadinhas dos esquerdístas, e direitístas, cada qual chamando para sí as suas razões, como na ´´epoca em que se discutíam sobre república ou monarquía.
    Um assunto que deve sim ser lembrado como um fato extremamente tríste de nossa história.
    Quando jovens de ambos os lados morreram muitas vezes sem saber ao certo o porquê, ou combalídos por seus “adestradores” à acreditar em suas razões e fazê-lo.

    Mas sobretudo, aquele que por qualquer motívo, deu a vida pela sua crênça,ou ideal, seja ela qual for, merece o respeito de todos.

    Ninguém jamais saberá ao certo o que ocorreu naquelas paragens, pois relatórios podem ser modificados, histórias alteradas, e só irá nos restar encontrar esses corpos, e devolvê-los às suas famílias com todo o respeito a que eles merecem.
    Não exístem vencedores, apenas mortos em circunstâncias misteriosas, e vivos calados pelo que víram e ouvíram nesses tempos tão vergonhosos.

    Robson de Oliveira nosbornar@ig.com.br (botequeiro)

    1. ¨Ninguém jamais saberá ao certo o que ocorreu naquelas paragens¨¨ .Aconteceu uma guerra,ué! E guera é guerra,uns morrem e outros matam.Uns traem e outros são traidos,uns justiçam e outros são justiçados…é guerra.

    2. Robson,

      As familias merecem enterrar seus mortos, que seja um osso apenas. Fanaticos sempre existiram e vai continuar existindo, de ambos os lados.
      Como postei, este episódio é o pior do Brasil moderno.
      Com maestria lembrou Canudos mas a história nos traz outros episódios como Farropilha, a inteitona comunista, revolução de 30, em todos estes episódios houve extremos de ambas as partes. Todo conflito interno é recheado de extremismos mas, não podemos recriminar este governo por querer resgatar os corpos, é uma questão de respeito humano. Vai ser dificil. como um anonimo falou, enterrados em covas rasas e muitos animais devoraram os corpos espalhando os restos. Pode ser, mas não custa tentar.
      Abraços,

      Marcus Benedictus

  24. Meu Araguaia me acompanha onde eu estiver, meu caro. Apesar de estar vivo eu me sinto como aqueles cadáveres que nunca foram e, se depender de muitos, nunca serão encontrados.

    Quando eu tinha 3 anos de idade minha casa foi invadida diversas vezes porque meu pai era contra a Ditadura Militar. Isto destruiu minha família. Nunca o Estado que me agrediu (e que eu ajudo a sustentar com os impostos que pago) me pediu desculpas. Não há um só dia em que eu não lembre que sou apenas um exilado no país em que infelizmente nasci.

    1. Oi Fábio. Senti uma tristeza profunda em seu coração criando obstáculos em sua vida. Já passou. Esquece, não vale à pena. Bola prá frente irmão.

  25. É importante que conheçamos a verdadeira história da Guerrilha do Araguaia.
    O Brasil, se vive hoje numa democracia, deve isto deve aos militares que impediram a comunização do país. Hoje, se não houvesse sido disseminada a Guerrilha dos Narco Traficantes Guerrilheiros Terroristas do Araguaia e outros locais, estariamos como a vizinha Colômbia. Hoje os traidores da pátria estão sendo transformados em herois, pois o nosso Presidente Lula diz que precisamos de heróis. Esquece, Caxias, Antonio João, Sampaio,
    Tibúrcio, Osório, Rio Branco e tantos outros. Até desculpo sua ingnorância histórica, não justificável, mas atribuida a sua preguiça e aversão ao estudo e cultivo, preferindo se escudar no fato de sua Exma Sra Genitora haver nascido analfabeta, como se todos os seres humanos não nascessem do mesmo modo, apenas algumas trabalham estudam e se alfabetizam.
    Pesquisem um discurso interessante do Deputado Jair Bolsonaro sobre as escavações:

    Abraços, Toninho

    1. Ué Antonio. Não foi um desses que planejou e executou a invasão ao Paraguai, ali, pelas Missões, e dizimou o povo pobre e humilde num verdadeiro genocídio? Heróis?

  26. Interessante como nunca se falam dos familiares dos mortos pelos “guerrilheiros” que para mim foram apenas terroristas.
    Onde está a indenização para a familia do soldado que pertencia ao Batalhão de Guarda e foi morto quando explodiu o caminhão cheio de explosivos que o Capitão Lamarca arremeteu contra o muro do QG? Vocês da esquerda são uns aproveitadores e mamam no dinheiro público. Cambada de vagabundo, Vão pedir indenização lá em Moscou. Afinal não são comunistas? Por essas e por outras que esse país está indo para o buraco. Os terrenos que as prefeituras, estados e governo federal desapropriam nunca são pagos e quando são, uma porcaria que não dá nem pra comprar um carro velho. Mas dinheiro para terrorista esse governo tem.

  27. Caro Ricardo,

    Espero que achem os corpos desses brasileiros que, em um determinado momento da história, tentaram fazer prevalecer seus ideais mediante luta armada. Óbviamente que, na época, estavam imbuídos de um grande espírito patriótico, entendendo ser aquela a única forma de tentativa de mudança do status vigentes. Infelizmente aqueles que não morreram, em sua maioria, estão em cargos importantes hoje no governo federal e em alguns governos estaduais. O que mudou? Vc sabe Ricardo. Eles aprenderam a ocupar o poder e militar para se perpetuarem no poder. Lamento por aqueles que morreram e lamento mais ainda pelo povo brasileiro a mercê de alguns que nem sequer lutaram mas se dizem os idealistas da esquerda que tomaram, ocupando cargos importantes, o poder após a eleição do Lula. Achar os corpos seria uma forma de dar dignidade as familias, mas, com certeza, as famílias estão de olho nas gordas indenizações que o atual governo federal patrocina aqueles que se dizem os grandes ideallistas de esquerda de nossa Nação. lamento por nós Ricardo. Teremos que engolir a conta.
    Um abraço

  28. Se não fosse o empenho do ´pessoal das forças armadas em especial o exercito, hoje teríamos uma área onde o governo para entrar teria que pedir licença.

    A opção pelo Araguaia se deu quando o terrorismo urbano já estava em decadência, e
    Os terroristas acreditavam que estando em uma região remota poderiam organizar uma
    Guerrilha.

    Aquelas coisas de sempre, mobilizar bases, conscientizar o camponês, foice, martelo bombas e os escambaus de esquerda de sempre.

    Quem eram os terroristas que se alojaram lá ? Acreditem, muitos eram estudantes e alguns fizeram curso fora do país, não sei que moda era, mas o pessoal gostava de estudar na Albânia.

    Nada contra Tirana, mas ….

    Teve o período da ocupação. Quando eles chegaram fizeram uma média com o pessoal de lá, como tinha alguns estudantes de medicina metido nisso, quando o caboclo via uma figura diferente pedindo pra botar a língua pra fora e falar ããããã, ele se impressionava e estava conquistado.

    Montaram uma escolinha do capeta onde se decorava Marx e aprendia a cantar a internacional (prefiro ouvir o som do o motorzinho no dentista).

    Aí o exercito soube quel tinha armamento, que é o recurso didático mais utilizado nas escolas do capeta. Foi lá e foram recebidos a balas.

    Bem, no fim é a mesma coisa.
    Terrorista quando tinha dinheiro ( tinham dinheiro porque estudavam e estudar naquela época não era pra qualquer um) pode estar enterrado até no meio da selva do Araguaia os caras vão buscar os corpos pra dar indenização, o famoso auxílio-terror.

    Agora, quando o cara era pobre, ia parar no Embu.
    Lá no Embu tem o endereço e sabem onde estão sepultados, estranhamente, só nos tempos da Erondina foram, mas resolveram deixar pra lá.

    Tem um camarada nosso ai que andou dando uns tiros lá no Araguaia, hoje até desconversa.

    Sabe como é, a alma é nobre, mas a carne é fraca e ele tem medo de barata.

    O que é triste foram os justiçamentos que ocorreram na época.
    Quem colaborou com o exército foi morto pelos terroristas, gente como o mateiro Mundico, que não deve ser nome de rua em nenhum lugar.

    Mas o combate ao terror nos dá um glorioso passado e serve como exemplo as futuras gerações de como podemos manter a unidade nacional evitando uma guerra civil.

  29. Kotscho:
    Pelo padrão dos comentários, muitos, fazendo pouco daquele período triste da história brasileira, fica confirmada a falta que a cadeira Brasil faz nas escolas- quase ninguém, até os 25 anos de idade, tem noção do que aconteceu neste país durante o período dos anos de chumbo, em minha opinião de 1968-AI-5, a 1982-Riocentro; em função da completa falta de informações,daqui há alguns anos este período sequer terá existido, será varrido prá debaixo do tapete.
    Isto explica o porquê de muitos dos comentaristas, que hoje se valem de ampla liberdade de expressão(conquistada pelo desprendimento de muitos daqueles a quem agora criticam),ficarem falando qq coisa, é muito cômodo e, o principal, sem risco.
    Gostaria de ver o comportamento desta turma durante aquela época.

  30. Quarenta anos passados, já é hora, creio, de virarmos a página….
    A quem serve esse remoer de terras, lembranças, dores?
    A que serve toda essa movimentação, essas comissões, essa busca que não cessa?
    De minha parte, sofri na ocasião – embora não pessoalmente atingido – e continuo sofrendo sempre que vejo a volta desse assunto, hoje transformado no mais das vezes em larga porta aberta pra se tirar uns trocos da viúva….

    PS- Desconfio até que as buscas não devem ter fim. Não podem ter fim. Seria muito ruim, caso tivessem fim… se é que me entendem….
    Dá uma tristeza, um desânimo, “mirar lo que quedo”

  31. Os corpos já se foram, indenizações milionárias foram e serão pagas, aliás qual das 50.000 mortes violentas anuais recebe indenizações semelhantes a que ganham os decendentes de terroristas mortos? Nenhuma, logo um terrorista morto vale mais que 50.000 brasileiros que foram mortos pela liberada criminalidade atual. Esta deve ser a regra da “mais valia” que Marx falava! Se querem fim da anistia que todos sejam igualmente julgados e punidos e não por um tribunal de exceção como estão convertendo o STF onde somente 2 membros tiveram carreira digna de um STF, os outros estão lá por favores, conveniências e outras espertezas!

  32. Torço para que achem 70 mil corpos , pois assim saberemos que são 70 mil terroristas a menos que tentaram , na época, implantar a ditadura comunista . BRASIL ACIMA DE TUDO!
    Em minha casa comemoramos 31 de Março.

  33. Sr Jose de Andrade, terrorista era a ditadura que matou e torturou milhares de brasileiros…a guerrilha foi a expressão armada da unica forma de se fazer política e lutar pela democracia que hoje pessoas como o sr usufruem… mas por outro lado, saudades do Pc do b sério e consequente, formado por líderes de têmpera especial como Pedro Pomar, Angelo Arroio, João Batista Drumond, Carlos Danielli e tantos outros mortos, alguns destes em condições extremamente nebulosas como a do massacre da Lapa em 76, logo que retornaram da Guerrilha.. quando serão abertos os livros e as informações secretas sobre essa operação… muita coisa poderá aparecer daí.

    1. Sr.Jose Luiz Passos Jorge.
      Esta democracia que todos usufruimos,certamente não foi obra do PC do B,e sim do governi Militar que com a abertura gradual e segura devolveu a mãos civis o governo de nosso amado Brasil.

  34. Ricardo, eu não consigo acreditar nos comentários desumanos e irracionais que li acima, fico pasma com tanta cretinice de tais “comentaristas”! Será que são de verdade mesmo? Como podem ser tão MISERÁVEIS!!!!

    Eu agradeço ao estimado Enio por rebater tais comentários com argumentos tão sábios e singelos. Um grande abraço a ti querido Enio! Continue c/ seus princípios!

  35. A história é um pouco mais complexa,vamos lá:

    Em 1956, o XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética (PCUS) traçou novos rumos para o movimento comunista internacional, propondo a coexistência amistosa entre os blocos antagônicos da “guerra fria” e pregando a transição pacífica – via eleitoral, principalmente – para a chegada ao socialismo. No Brasil, o Partido Comunista Brasileiro (PCB), inteiramente alinhado à matriz soviética, resolveu também abrandar as formas de agir, decisão tomada no seu V Congresso, em 1960, quando foram expulsos dos seus quadros Maurício Grabois e João Amazonas, entre outros, que teimavam em postular a priorização da luta armada. Os comunistas do “Partidão”, assim, passaram a adotar a defesa da “via democrática” para a chegada ao poder e a conseqüente implantação da ditadura do proletariado, dentro da concepção leninista de que “a Democracia não é mais do que uma tática descartável como todas as táticas”.

    Em 1962, enquanto o Brasil vivia a plenitude do exercício de um regime político inteiramente democrático, o PC do B, surgido do cisma ideológico do PCB, passou à defesa intransigente da tomada do poder pela “violência revolucionária”, para a imposição de um “governo popular e revolucionário”. A expressão “violência” não era mero instrumento de retórica para caracterizar um eventual incremento no ardor da revolução, mas, sim, um conceito doutrinário pelo qual não aceitavam nenhuma transição que não passasse pelo caminho das armas, como ensinava Mao Tse-tung, maior ideólogo da revolução chinesa: “não é possível transformar o mundo a não ser com o fuzil”. Dessa maneira, rompido com o centro irradiador tradicional, o PC do B foi buscar na China o exemplo a seguir, encontrando a fórmula da “Guerra Popular Prolongada”, pela qual atuaria o “Exército Popular”, a surgir da mobilização e organização das massas camponesas e “capaz de travar a guerra regular e empreender batalhas decisivas”. Para realizar toda essa intrincada estratégia revolucionária, urgia um começo, logo imaginado com a tentativa de organizar um movimento guerrilheiro, definido como: “a forma principal de luta na fase inicial da guerra popular, através da qual é que se poderá iniciar a ação armada contra os inimigos da Nação e começar a estruturar as Forças Armadas Populares”.

    A formação de quadros do PC do B para a constituição do emergente núcleo guerrilheiro teve origem com o envio à China, em 1964 e ainda durante o governo João Goulart, do primeiro de um total de três grupos de militantes para treinamento na Academia Militar de Pequim.

    1. A área escolhida para a implantação da guerrilha foi o “Bico do Papagaio”, no Estado de Tocantins, limitado, ao sul, pelo paralelo que passa pelo município de Araguanã; pelo rio Araguaia, a oeste; e pelo rio Tocantins, ao norte e leste. Genericamente chamado de Araguaia pelas partes conflitantes, o palco de operações, forrado por exuberante floresta equatorial, reunia excelentes condições para o esforço do PC do B na conquista do apoio da rarefeita população de cerca de 20 mil habitantes, em aproximados 7000 km2, historicamente esquecida por todas as esferas governamentais e vítima de graves carências sócio-econômicas. Os conflitos de terra e a pobreza eram motes valiosos para o trabalho de massas, assim como qualquer paliativo que viesse trazer alívio aos efeitos das deploráveis condições médico-sanitárias existentes.

      Desde 1966 o PC do B passou a infiltrar militantes para o Araguaia, os quais logo tentaram conquistar a simpatia dos locais, por meio de alguma assistência social e de noções de organização comunitária, tudo acompanhado de crescente proselitismo político. Enquanto isso, os infiltrados passaram a familiarizar-se com o terreno hostil e apurar o adestramento militar, com a prática de: tiro; sobrevivência, orientação e deslocamento em área de selva; e técnicas de incursões armadas, fustigamentos e emboscadas. Os primeiros elementos chegados à região eram eminentes membros do Partido e quadros com o curso de capacitação militar realizado na China. Dentre os pioneiros citam-se: Osvaldo Orlando da Costa, Maurício Grabois, Líbero Giancarlo Castiglia, Elza Monerat, Ângelo Arroyo, João Amazonas, João Carlos Haas Sobrinho e Nélson Piauhy Dourado. Desses, não morreram na luta João Amazonas, Elza Monerat e Ângelo Arroyo, que desertaram em fases diferentes do conflito.

      As “Forças Guerrilheiras do Araguaia” (FOGUERA) surgiam como o embrião de um movimento guerrilheiro com o qual o PC do B pretendia a sua Guerra Popular Prolongada. Premente se tornava dar-lhes forma para passar às operações de combate, sobretudo pela inevitável presença do oponente, ainda em pleno processo de organização delas. Para esse mister debruçou-se a Comissão Executiva do Partido, integrada por elementos do Comitê Central e única responsável pelos contatos das Forças com o mundo exterior. Subordinada, então, à Comissão Executiva estruturou-se a Comissão Militar (CM), encarregada de estabelecer, segundo estritas diretrizes recebidas: a estratégia de atuação guerrilheira; o treinamento militar dos destacamentos subordinados; e, entre outras, a atuação dos destacamentos junto às massas. Finalmente, à CM enquadravam-se três Destacamentos, constituídos de Grupos de sete elementos cada, assim nomeados: o “A”, com atuação na região da Transamazônica; o “B”, atuante no vale do Gameleira; e o “C”, com ações a sudoeste da serra das Andorinhas. Ao todo e até o final das operações o efetivo das FOGUERA beirou os setenta integrantes.

      A organização das Forças era celular e obedecia a rigorosa “compartimentação”, com vistas à proteção do sigilo das operações e a preservar a identidade dos componentes. Assim, apenas o comandante o subcomandante de Destacamento conheciam as áreas de atuação de seus Grupos e de outros Destacamentos, bem como somente os comandantes de Destacamentos conheciam os locais de encontro com os integrantes da Comissão militar.

      Pelo pretexto de não dispor de uma estrutura administrativa que lhes permitisse isolar desertores, elementos não-colaboradores ou militares eventualmente caídos prisioneiros ou feridos, as FOGUERA constituíam os “Tribunais Revolucionários” para “julgar” e “justiçar” indesejáveis. A esse poder supremo são creditadas as mortes de Rosalino Cruz Souza, militante desertor, e dos moradores locais Osmar, Pedro “Mineiro” e João “Mateiro”. A eliminação fria de inimigos foi tacitamente admitida no chamado Relatório de Ângelo Arroyo (Editora Anita Garibaldi – 1996), de autoria de um dos dirigentes da Comissão Militar, que assinalava como erro de “certa importância” para a derrota no Araguaia: “Não se ter justiçado determinados inimigos. É o caso dos bate-paus como Pernambuco, Antônio e o irmão, e talvez os elementos que haviam chegado de fora, suspeitos de pertencerem ao Exército”. Tais “órgãos de justiça” eram motivo de intensa propaganda, objetivando desestimular delações e constituir elemento de pressão psicológica. Irracional e vítima da “racionalidade guerrilheira”, a cadelinha “Diana”, mascote do Destacamento “A”, foi justiçada a facadas, pelo militante Micheas Gomes de Almeida, o “Zezinho”, acusada de denunciar a posição do Destacamento, por deslocar-se, levada pelo instinto materno, do ponto onde se encontrassem os seus amigos homens até o lugar onde estavam os seus filhotes, para, simplesmente, dar-lhes de mamar.

    2. Quase oito anos se passaram na tentativa do PC do B de formar um movimento guerrilheiro que viesse empolgar as massas para a Guerra Popular Prolongada. O Relatório Arroyo exagerou e muito no “sucesso” obtido junto à população, contabilizando o apoio de 90% dela. Admite-se que, no máximo, cerca de 180 (cento e oitenta) habitantes locais, direta ou indiretamente, tenham aderido como combatentes ou colaboradores.

      Durante tempo considerável, as FOGUERA ficaram isoladas do restante do País e sujeitas à sobrevivência pelos meios próprios e pelo que pudessem amealhar na selva onde se embrenharam. A caça e a pesca, apesar de abundantes, eram as únicas fontes de alimentos disponíveis. Por essa razão, o prosaico jabuti tornou-se verdadeiro símbolo da sobrevivência, merecendo a folclórica promessa da CM de eternizá-lo em estátua, “quando viesse a vitória do movimento”. Essa desesperadora situação de 1973 e o total abandono a que foram relegadas pelo Partido mereceram a crítica de Pedro Pomar, integrante do Comitê Central, que em 1976 admitiu ter o Exército conseguido, na ofensiva final, em menos de três meses dispersar os destacamentos guerrilheiros e até mesmo atingir e desmantelar a Comissão Militar. Segundo ele, a direção do Partido nas cidades perdeu o contato com os camaradas do sul do Pará, e não sabia quantos deles sobreviveram ou se sobreviveram. Ainda segundo Pomar, por dois anos o Comitê Central e o Partido ficaram em compasso de espera, confiando que alguma coisa ou informação desfizesse as dúvidas sobre o destino dos camaradas que se encontravam no Araguaia e sobre o fim ou não da luta guerrilheira.

      A autocrítica é ainda mais ácida no Relatório Arroyo que apontou, dentre os inúmeros erros da Comissão Militar, o pequeno número de ações provocadas de moto próprio em dois anos de luta, o que ele constatou pelo fato de que a imensa maioria das baixas decorreu do fator surpresa, em decorrência do Exército ter mantido sempre a iniciativa das ações.

      O PC do B também não dedicou nenhuma atenção ao restante dos militantes de base, que até 1976 desconheciam o fracasso no Araguaia e durante todo o tempo mantiveram-se iludidos pela propaganda ufanista provinda da Rádio Tirana da Albânia.

      O fanatismo, a cega devoção à causa, e o entorpecimento de valores éticos e morais transformaram alguns integrantes das FOGUERA em lendas vivas aos olhos de humildes moradores locais, que, crédulos, chegavam a considerá-los verdadeiros totens e senhores da imortalidade, como Osvaldo Orlando da Costa, o “Osvaldão”, e Dinalva Conceição Teixeira, a ” Dina”.
      A “saga” dos combatentes das FOGUERA e os seus decantados “heróis” não foram suficientes para levar a aventura a nenhum resultado prático, sobretudo pela falta de efetivo apoio político externo, já que a China, fonte inspiradora inicial, já buscava estabelecer relações diplomáticas com a “ditadura fascista brasileira”. Curiosamente, hoje a esquerda brasileira, malgrado críticas do próprio PC do B, dá ares de vitória ao movimento, ao qual rotula de “guerrilheiro” e, por conseguinte, merecedor do amparo das leis da guerra, especialmente da Convenção de Genebra. Desmemoriada por interesse, não considera que a violência revolucionária era um princípio ilegal, de uma entidade clandestina, que não contemplava a Democracia como um fim e nem mesmo como etapa política, e que transgredia o ordenamento jurídico de uma Nação soberana e legalmente reconhecida no concerto das Nações. Tudo, em suma, denota simplesmente o esforço em sacralizar um bando fora-da-lei, banalizando o crime em nome de uma finada ideologia.

    3. “A sociedade brasileira merece e exige ser esclarecida sobre os fatos da Guerrilha do Araguaia”.

      É o argumento justo e irrefutável de todos os que têm cobrado resposta a indagações sobre esse pesadelo político. Alguns na busca honesta de realmente aclarar um passado nebuloso. Outros, infelizmente, na ânsia de tingir de marrom uma parte da mídia ávida só por vender notícia. Outros ainda que, na abstinência do modismo revolucionário, insistem em remoer ressentimentos pela derrota nos campos da luta armada e das idéias.

      Aos primeiros, dedicamos o esforço sincero de preencher o vazio deixado pela palavra oficial, pois entendemos que Forças Armadas cumpriram o papel que a lei lhes determinava, não havendo, portanto, justificativa para a opção pelo silêncio. A eles os dois capítulos anteriores já bastam para conformar uma opinião desapaixonada.

      Aos demais, impomo-nos a tarefa de prosseguir, com o fim de apontar distorções e denunciar preconceitos. A mentira e a desavergonhada maquinação da notícia não raras vezes são instrumentos de maus profissionais, renomados ou não, mais preocupados com o próprio nome associado às “denúncias” do que propriamente com a veracidade e o conteúdo do que denunciam.

      Dessa maneira, temos lido com freqüência “primorosas” reportagens, algumas flagrantes ridicularias, que chegam ao disparate de dar crédito a sandices como a exumação de uma cabeça humana, sangrando, após três meses de enterrada dentro de um saco. Da mesma forma, alguns jornalistas expõem-se ao escárnio por dar crédito a “insuspeitos” testemunhos, como o de um caboclo do Araguaia, que disse ter visto um morador ficar pendurado pelos testículos, que, ao final da tortura, tinham meio metro de comprimento. A qualidade das provas apresentadas também beira o grotesco, como o “reconhecimento” de sua ex-companheira “Valquíria” por “Zequinha” – o já citado matador da cadelinha Diana –, pelo formato do crânio e pelos dentes, em restos mortais desenterrados, após quase trinta anos de sepultados.

      Uma ruidosa expedição, enviada ao Araguaia às expensas do contribuinte, aliás, sobrevoou, exaustivamente, a Serra das Andorinhas, em um helicóptero da FAB, guiada por um “arrependido” Coronel da reserva e ex-piloto das Forças Legais, com o objetivo de localizar sepulturas clandestinas na mata densa que recobre a região. O inevitável insucesso do mirabolante intento os decepcionados expedicionários creditaram ao “branco” que turvou os sentidos paranormais do militar. O histriônico episódio teve seu “grand finale” no desembarque em Brasília dos briosos integrantes da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, liderados pelo Deputado Luiz Eduardo Greenhalg, que, pessoalmente, fazia questão de ser documentado pelas luzes da mídia conduzindo ossadas humanas que trazia de humildes jazigos do Araguaia, associando-as espetaculosamente a guerrilheiros. Toda essa pantomima ocorreu em outubro de 2001, e, até agora, os despojos jazem esquecidos em alguma gaveta médico-legal. Estão à espera da mágica que os faça adquirir identidade política ou da comiseração cristã de alguém desapaixonado que lhes traga respeito, restituindo-os aos túmulos violados.

      De algumas redações têm saído verdadeiros cultores de mitos, que alçam o negro Osvaldão como o Zumbi da Guerra Popular. Dão-lhe destaque até por ser presumido gerador de herdeiros sem paternidade, nascidos de românticas incursões noturnas para serem depois afastados dos pais naturais pelos cruéis militares. Delas também pontuou um açodado cronista político que se deu o exagero de equiparar a vida de João Amazonas de Souza Pedroso ao resumo da história do Brasil.

      João Amazonas, fundador do PC do B e um dos pais da aventura da Araguaia, dela desertou para deixar as FOGUERA entregues à própria sorte. Anos depois – precisamente a 16 de maio de 1996, em depoimento à “justa” Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados -, esgrimiu a mentira, sem nenhum respeito à sua condição de homem provecto, ou a menor reverência à memória política do País, declarando com desfaçatez:

      “As greves foram proibidas. Os sindicatos interditados. Enfim, com o chamado Ato Institucional n° 5, impôs-se um regime de terror contra o povo, isso sem falar nos planos terroristas do Rio-Centro e das maquinações monstruosas do brigadeiro Burnier, denunciadas pelo capitão Sérgio, conhecido como Macaco.

      É nesse ambiente que surge o Araguaia, organizado e dirigido na clandestinidade pelo Partido Comunista do Brasil. Araguaia não era um movimento subversivo, como costuma dizer a repressão, não visava implantar o socialismo no Brasil. Destinava-se a organizar a resistência armada contra a ditadura, já que outras formas de luta não havia espaço para se concretizar nas cidades.

      O objetivo político da Guerrilha do Araguaia estava expresso em um documento largamente distribuído entre a população do sul do Pará, intitulado União pela Liberdade e pelos Direitos do Povo. Esse era de fato o objetivo da luta guerrilheira do Araguaia, um movimento intimamente ligado à população camponesa pobre e sofrida da região”.

      A mentira atropelou épocas e objetivos. Amazonas nem de leve se corou ao falar de um movimento com berço programático em 1962, em plena vigência da normalidade democrática, embevecendo os atentos comissários dos direitos humanos com alusões a fatos políticos de uma “ditadura” posterior ao início da tentativa de implantação da sua Guerra Popular Prolongada. A “União pela Liberdade e pelos Direitos do Povo” nada mais foi do que o nome de fantasia das suas Foguera, já quando o movimento estava em seus estertores, assim denominado em erudito panfleto totalmente fora da compreensão da gente simples e sem instrução da área. Enlouquecido em sua impostura, Amazonas delirou, ao avaliar o efetivo do Exército que seus comandados enfrentaram, citando a presença de vinte mil soldados. Ora, esse número, se verdadeiro, representaria o mesmo que população nativa, o que é um grande absurdo. Ademais, seria inimaginável para o Governo sustentar vinte mil homens em operações, durante três anos, sem despertar nenhuma atenção da opinião pública. Manter essa balela é lamentável, por representar uma ridícula estultice, que ofende o bom senso do povo brasileiro.

  36. Senhores. Vamos com calma que o santo é de barro. Somente os que viveram esse período negro de nossa História podem comentar o acontecido com sabedoria e isenção. Eram crianças sim. Envolvidos e iludidos em sua ingenuidade juvenil. Foram usados e abusados como bucha e canhão e como bois de piranha a fim de abrir caminho para os grupos muito bem treinados em núcleos comunistas alienígenas. Receberam, esses grupos, muito dinheiro desses núcleos estrangeiros e o usaram em proveito próprio, enquanto os iludidos caíam ao som da metralha da repressão. Só quem passou pelos porões da “sorocabana” e pela pocilga da “tutóia” conhece o som da “matraca”, da “rita pavone”, “cadeirinha” ou do “chapéu de Napoleão”, maquininhas infernais que faziam até cair os dentes. Melhor não lembrar. O que passou, passou. Há famílias que, até hoje, por não querer acreditar, ainda esperam que seus filhos e entes queridos entrem pela porta. Esperança burlesca para driblar a dor. Elas têm o direito inalienável de enterrar seus mortos, chorar sobre seus restos e encharcá-los de amor. O que dói é ver esses mesmos facínoras pousarem de salvadores da Pátria, baluartes da democracia, defensores dos humildes. São os mesmos que hoje se arvoram de “messias” iludindo e lavando o celebro de crianças em campos de treinamento espalhados pelo Brasil e fora dele, onde se louva a Bandeira com o slogan “invadir, ocupar, exigir”. Brasil! Acorda. Tortura nunca mais? Ela acontece todos os dias nesses locais onde mentes infantis são condicionadas a odiar. Mesmo aqui, nas escolas e nas comunidades carentes, existem esses agentes da “besta maldita” a desvirtuar a cabeça de nossos jovens instigando-os contra a sociedade organizada pousando de filósofos e humanistas. Chega. Se continuar vou perder a paz tão sofridamente conquistada. Que a Suprema Inteligência do Universo possa acompanhá-los pelo sertão e que sua misericórdia possa revelar o paradeiro do que restou desses irmãos tão queridos e que essa mesma misericórdia possa abrir nossos corações e permitir à luz entrar garantindo a reconciliação. Deus te guarde Irmão Kotscho.

  37. Como é triste para quem como eu, que não sou comunista, mas que sofreu na pele a maldita perseguiçõa da ditadura militar, ver quantos brasileiros não sabem nada sobre aqueele periodo negro da nossa historia. Não sabem que se hoje, usam esse espaço da mídia para criticar quem bem entender, usando as expressões que quiserem, é porque nós, verdadeiros democratas, sem buscar nenhuma recomprnça, espusemos até mesmo a própria vida. Não quero nenhuma retribuição, mas, pelo menos respeito.

  38. Tanta coisa importante para ser feita, tantas necessidades que temos e, um idiota qualquer decreta que se gaste muito dinheiro a procura do que não existe mais.
    O sujeito que idealizou essa “expedição” inócua já ouviu falar em crianças passando fome ?
    Será que ele sabe que há milhares de Municipios sem esgôto ?
    Será que esse sujeito sabe que o SUS não tem medicação do tipo que foi usado na Dilma para sanar o sofrimento de milhares de doentes ?
    Qual a finalidade disso ?
    Criar mais uma legião de indenizados ?
    Isso é coisa de petista sem ocupação, fica criando CPN. (comissões de porcaria nenhuma)
    Vão fazer algo que seja indispensável para o povo brasileiro.
    Parem de gastar nosso dinheiro em atividades idiotas.

  39. Ainda continuam revirando este periodo triste da historia do Brasil, engraçado que volta e meia o senhor se repete no tema. De que adianta ficar caçando fantasmas com rede de borboletas. Volto a dizer o que digo todas as vezes que encontro este tema repetitivo neste blog. Tá na hora de olhar para frente pois o país está nas mãos dos marginais e ninguém se preocupa com o futuro desta nação onde aluno surra professor, marginal atira em bebe de 1 ano, e faz refém com granada. Mas o passado isto sim é o que realmente importa não é? O futuro não vale a pena comentar. Ditadura de direita era errado sim, mas o governo Lula apoiar Fidel e sua ditadura de esquerda pode?
    Por favor muda o disco,ah isto era naqueles tempos agora é por favor muda o cd.

  40. Ditadura é esta em que Sarney tapa a boca do jornal para que ele não esclareça os fatos e as maracutaias não venham a público. E o Lula apoia tudo isso.

  41. Perfeito, acho justo e legítimo buscar um conforto para os familiares. Que o passado seja desenterrado para que possa ser enterrado de vez. Desejo boa sorte aos que trabalham, e ao blogueiro, no seu retorno ao local. Apenas uma ressalva – onde lê-se “80 guerrilheiros”, deveria estar “…80 desavisados, jovens iludidos, inocentes úteis, mandados para a morte pelo discurso irresponsável dos seus mentores ideológicos…”. Sinto enorme tristeza por eles e por seus familiares, por essa vidas desperdiçadas, vítimas da aventura vazia de uma proposta política que a sociedade brasileira rejeitou desde o primeiro momento.

  42. Militare sempre agiram sujo, ainda nos anos setenta queriam bombardear as favelas do Rio de Janeiro e atribuir culpas aos clandestinos partidos PCB e PC do B, ATENTADO SÓ NÃO OCORREU PORQUE OS 15 PILOTOS DA FAB SE RECUSARAM, LEVANTAR VOO COM SEUS F-15, ELE HOJE FAZEM POARTE DOS 30 MIL DESAPARECIDOS. Ainda nos embalos de terrorismo militar, montaram um atentado contra um show de rock noRio-Centro, rechearam um Puma gti com meia tonelada de explosivos e quando tentaram estacioná-lo proximo aos 50 mil jovens que assistiam à apresentação o Pulma foi pelos ares, matando os terroristas fardados, além de explosivos haviam panfletos supostamente atribuido atentado ao PCB e PB do B, alé de carro ter sido roubado de um dos diretores do PCB-Rio.

  43. Sou um admirador do ser humano mas ao mesmo tempo sou um implacável crítico uma vez que a gente sempre esteve “brigando” desde tempos imemoriais até os dias de hoje. A tão almejada igualdade jamais virá. É utópico pensarmos nela mas isso não quer dizer que não podemos tentar. Por isso naquela época alguns jovens se aventuraram pela selva para tentar derrubar um governo armado até os dentes pensando em tomar o poder e fazer um governo socialista…Penso que para chegarmos a esse patamar temos que estar em um nível muito elevado de consciência mas como estamos apenas engatinhando neste planeta quem sabe daqui a uns milhões de anos!!!

  44. No régime militar, instalado num golpe de estado nos anos sessenta, havia toque de recolher, quem era flagrado nas ruas após 21:00hs eram sumariamente fuzilado, Jornais que não se submetesse ao controle do “estado” eram queimados, seus redatores e donos eram atirados ao mar com pedras amarradas aos pés, redações tinha que divulgar receitas de bolos, quindins, cocadas, guloseimas entre outras quem ousasse a divulgar a verdade os fatos, notícias politicas eram atacados com toda a furia do aparato militar, morte sempre rondou as redações, muitos não se calaram e morreram

  45. Será que não esta passando da hora, de, em vez de aparelharmos, gastando estes 20 bi com caças e submarinos, começarmos a desmobilizarmos as nossas inúteis e inoperantes “Forças Armadas” ?

    Num mundo economicamente globalizado e sem fronteiras, que inimigos irá nos atacar belicamente ?

    Qual o papel das “Forças Armadas” no mundo de hoje ? Que não, o de manter a industria bélica mundial.

    Deve ser este o “heróico patriotismo” de nossos “bravos” soldados ? Ou resolverem fazer uma auto- crítica no sentido de buscarem outras utilidades para a sua histórica ociosidade ?

    De todos os recursos que são jogados fora diariamente por nossa nação, os gastos militares são aqueles que mais facilmente podem ser evitados.

    È muito caro, mantermos todo este aparato, unicamente para, uma futura, hipotéctica e eventual chacina de maltrapilhos guerrilheiros.

    O mundo mudou. Paises como o Brasil, são protegidos por outrar “armas”. Ninguem se aventuraria violar a nossa soberania gratuitamente.

    A proxima grande crise do capitalismo, será a crise da industria bélica.

    E na cabeça dos pobres belicistas, a angústia depressiva de não terem mais com quem “lutar”.

    1. Tenho alguns amigos militares, das forças armadas. Digo a eles:

      -Olha ! Militares são “quadrados” demais, para conviverem com um mundo cada vez mais “redondo”

      O que é uma pena, pois teem, normalmente, excelentes qualidades morais, mas são, intelectualmente medievais.

    2. Nossa everaldo sua idéia de desmobilização das Forças Armadas chega a ser imcompreensível,onde isso acontece?Cuidado,não responda Costa Rica,lá a Guarda Nacional,diferente da polícia, é mais bem equipada que muito exército por aí.
      Vc deve abandonar essa técnica de contar uma verdade(qualidade moral dos militares) para tentar impor uma mentira(intelecto medieval),isso é muito manjado.Hoje no Instituto Militar de Engrnharia(IME) se discute e se pesquisa energia nuclear,que entre outras coisas substituirá o transporte marítimo que usa diesel,que já usou vapor,vento e remo,não vamos ficar refém de quem já tem né?O ITA colocou a EMBRAER no ar e hj só fala em VLS(veículo lançador de satélite).O maior número de candidato/vaga da FUVEST ano passado foi p/ Oficial Feminino da Polícia Militar,num foi medicina e foi na FUVEST.Particularmente não conheço muitos,mas os militares que conheço estão longe de terem problemas intelectuais,desculpe a discordância.

  46. kotscho
    muitos ex-soldados do exército que participaram das ações na época ainda estão vivos, morando nas cidades do pará. uma olhada nos registros do exército e descobre-se quem são e as cidades de origem. a localização dos corpos pode ser acelerada pelo testemunho desse pessoal.

  47. Independente da ideologia, acho que todos merecem um enterro digno, e as famílias merecem saber o que foi feito dos seus, e enterrar seus mortos. E encontrar os que se aproveitaram e fugiram, uns poucos.

    Boa sorte em sua empreitada.

    Além disso penso que a anistia foi uma grande bobagem. Os mandantes dos desnecessários crimes militares, os guerrilheiros que praticaram “justiçamentos” assassinando seus próprios companheiros, e os terroristas e guerrilheiros que mataram inocentes, todos deveriam pagar por seus crimes e estar presos.

    Em tempo, há dúvidas até hoje sobre as intenções da guerrilha do Araguaia pois seus integrantes receberam treinamento na China bem antes de 64.

    Lutaram por um ideal, para mim equivocado, perderam com dignidade, merecem respeito, mas também devem ser responsabilizados pelos “anos de chumbo” pois não tinham apoio popular e acabaram arrastando o país para 20 anos de trevas (ditabranda não), viraram pretexto.

    A velha teoria do patrocínio da internacional e da URSS para implantação do comunismo no Brasil ainda tem muita credibilidade e tem sua lógica, mas não acredito nisso, esta luta no Araguaia foi mesmo uma aventura que deu errado.

  48. Que é isso “Companheiro” !? Que documentos nos garantem esse número de desaparecidos? Convenhamos, temos tantos desaparecidos e abandonados nesse país que soa como pura hipocrisia e facismo esse movimento de resgate de restos mortos, foice e martelo.
    Os cabeças das guerrilhas e do terrorismo urbano, estão vivos e enganando a boa vontade do povo brasileiro até hoje, ainda é hora de responsabilizá-los pelas ações de guerrilha e terrorismo, conturbação da ordem pública, assaltos a bancos, sequestros de diplomatas e autoridades constituídas e falsidade ideológica.
    A propósito, quantos morreram em treinamento em Cuba, na Russia, e em outros países da Cortina de Ferro. E quantos foram mortos pelos próprios “COMPANHEIROS”, como queima de arquivo e punição, ação típica de grupos e gente dessa laia.
    Não devemos esquecer que a história dos movimentos comunistas, ideologia que movia essa gente, (hoje são capitalistas) registra grandes massacres e mortes por traição e tomada do poder – os cemitérios estão cheios de “não identificados”. Assim como é comum a instalação de ditaduras que amordaçam o povo e levam o país ao caos – para o bem do povo.
    Com essa gente recomendo todo tipo de precaução e a utilização efetiva da Lei – ELES SEMPRE ESTÃO LUTANDO, até no congresso, creio que para manter o poder e as mordomias.
    Em tempo, acho que deveríam recontar os mortos da Guerra do Paraguai, e iniciar um processo histórico para o pagamento de polpudas e atualizadas indenizações, e os honorários para o Dr Verde. Para maior lisura do processo, também recomendo que sejam ouvidas as autoridades civis e militares e o Imperador.
    Vamos parar com essa bazófia. Precisamos trabalhar para fazer desse país uma grande nação, sem fome zero que torna o povo cada dia mais mendigo e sem pagamento de indenizações a vagabundos e guerrilheiros de todas as matizes.
    Queremos Lei, Educação, Ordem, Trabalho e Progresso

  49. Achei muito interessante, segundo alguns comentários acima, que a luta dos guerrilheiros era para “se fazer ouvir” numa época difícil de ditadura. O que acho estranho é que esses guerrilheiros eram do PCdoB. Isso mesmo, PCdo B, que prega suas ideologias “DEMOCRÁTICAS” bastante conhecidas mundo afora. Todos sabem que Comunismo e Democracia são quase sinônimos. Me engana que eu gosto, tolinho.

  50. Everaldo, você é mesmo uma piada adulta. Praticamente todos os países possuem militares para a sua defesa. Então, segundo a tua teoria idiota, todos precisam ser medievais ou são só os do Brasil? Qual foi o teu critério de avaliação? Teu “cérebro” privilegiado?

  51. Mundo cada vez “mais redondo”?????. O que significa isso??. Que o mundo está cada vez mais pacífico? Não é possível que caiba tanta imbecilidade numa cabeça só. detalhe: essa gente se acha intelectual. KKKKKKKK

  52. Foi uma época difícil. Difícil até para os pistoleiros que passaram a ser desempregados. Bastava querer a morte de um desafeto incrementada com muita tortura e o serviço podia sair gratuíto. Haviam mais arapongas do que tucanos em revoadas naqueles tempos. Um toque bem alcaguetado com recheio de fantasias ao DOI-CODI sobre qualquer um desafeto e logo o coitado já ia para o porão e suicidava enforcado com o próprio cinto.
    Muito bom que todos lessem “BRASIL NUNCA MAIS” de D. Paulo Evaristo, Cardeal Arns, editora Vozes.

  53. Mais um post no assunto.
    Vale lembrar que neste periodo aureo da economia, da empregabiliade, e do desenvolvimento do Brasil. a criminalidade era baixa,
    Os salários tinham um enorme poder de compra, e havia uma esperança no futuro.
    É beirando o impossivel explicar para os que não viveram aquela época o que significa pleno emprego.
    Baixa criminalidade e tranquiliadade para andar na rua.

    Hoje por exemplo, um bandido mata um juiz e na hora do julgamento ele nem aparece.

    Não dá para acreditar.

    Nos bons tempos quem não era terrorista certamente viveu o melhor periodo da historia do Brasil.
    Foi disparado, não tem como igualar com esses cabecinhas que estão hoje no controle da nação. Tanto governo quanto os que trabalham para ele.

    Dizer que o governo matou milhares de pessoas , não viveu naquela época.

    O governo botou pra correr quem qualquer um de nós botaria.

    Naquele tempo bandido não deixava juiz falando sozinho.

  54. Essa caçada INÚTIL por restos mortais de pessoas que sabiam do risco que estavam correndo, quando resolveram ingressar nessa luta armada, não passa de um verdadeiro desperdício de dinheiro . Mas afinal para que economizar dinheiro público, em um país que não tem problemas em sua rede de hospitais ou no seu sistema de segurança pública???? Dinheiro arrecadado com os IMPOSTOS pagos pelos trabalhadores, só são considerados bem gastos por esse governo, se forem para pagar MILIONÁRIAS indenizações a guerrilheiros, ou para financiar passeios e expedições macabras disfarçadas de BUSCAS a OSSADAS!!! LAMENTÁVEL!!!!!!!

  55. Caro Antonio,

    A meu ver, a maioria dos paises manteem suas forças armadas, como uma tradição medieval, pois nada é mais medieval que o espírito belicista, que ainda subsiste por imposição da indústria armamentista. Teria outro sentido para o exército hondurenho que não o de dar um golpe ? Os coitados daqueles militares, enfrentariam e subjugariam que outros inimigos, senão aqueles pobres miseráveis ?E assim é para a maioria dos paises que as manteem.
    Excetuando as grandes potências, que comandam a geo política mundial, é um verdadeiro luxo manter um exército, uma marinha, e uma aeronáutica. Pelo menos “coçando saco” esperando um inimigo que nunca vai aparecer.

    Como se colocam sempre como “heróis”, deveriam num gesto de heroismo, reformularem suas participações no cotidiano de suas nações.

    Muitos, da mesma forma que se sentem ofendido por terem que sustentar um senado perdulário, também se sentem contrariados por manterem esta aparelhagem ociosa, e para alguns até mesmo inútil e dispensável.

    1. Antonio ! Com o Teu cérebro privilegiado… responde para este meu cérebro disprestigiado…quais os “inimigos” nossas forças armadas seriam capazes de subjugar ? Me responde outra: estes “inimigos” nos atacariam ? Mesmo ???
      Tu num tá jogando muito videogame não ???

  56. Engraçados que esses “guerrilheiros” do Araguaia são sempre pintados de coitadinhos e blá blá blá. A luta armadura só tinha um objetivo: instituir uma União Soviética na América latina, coisa que pessoas como Zelaya, Hugo Chavez e Evo Morales e até nossos governantes estão secos pra fazer.Graças a Deus existe gente de bom senso nesse país. Além do mais, já perguntaram quantos que esses “heróis” do banditismo já prejudicaram ou mataram? por que não indenizam suas vítimas e vem gente pra revirar e revisionar a história a seu bel prazer? Queria que as verdadeiras vítimas, os cidadãos de bem fossem indenizados, não um bando de metralhas.

  57. no dia 2 de setembro de 1971,a casa de saude dr eieras no rio,sofreu um atentado terrorista,e matou friamente meu pai cardenio jayme dolce,um delegado aposentado e os seus auxiliares,os seguranças demerval ferreiras dos santos e silvano amancio dos santos,quem procura osso é cachorro,deixem esses merdas procurarem,alias gastando meu dinheiro,terrorista bom é na vala.

  58. ………………………………..COMENTÁRIO ALIENÍGINA……………………….

    Ainda com lágrimas nos olhos, venho expressar o meu orgulho pelo nosso NOVO BRASIL, ao ver o discurso de defesa deste, que é a síntese de nosso povo, o Presidente LULA BRASILEIRO DA SILVA., para sediarmos as Olimpíadas de 2016.

    ALTIVO, DETERMINADO, EMOCIONADO e EMOCIONANTE.

    Grande é o futuro de uma nação, em que brota, do seio de sua gente mais humilde, um ser da dimensão de LULA.

    Só pessoas que padecem de sérias patologias psíquicas, não reconhecem a grandeza deste SER. E ao não fazerem isto, aumentam mais ainda os sofrimentos causados por estas patologias.

    Não reconhecerem o lindo trabalho, que fizeram, os nossos organizadores deste evento, é sofrer de cegueira irreversível.

    SALVE O NOSSO GRANDE PRESIDENTE LULA !!!

    SALVE O BRASIL !!!

    SALVE O POVO BRASILEIRO !!!

    Repito o que disse o “seu” Zé Galdino, numa linda noite, olhando para a constelação de Órion e do Cruzeiro do Sul, no terreiro de sua cazinha lá no sertão da Bahia, depois de tomar uma aguinha gelada, possível depois que LULA levou energia até êle:

    LULA MEU AMOR !!! MEU AMULETO.
    PÈZINHO DE COELHO, TREVINHO DE QUATRO FOLHAS.

    VAMU QUI VAMU !!! NÉ NÃO MEU FI ???

    1. Salve salve nossa dívida com bancos americanos de mais de 250.000.000,00 de dólares. Salve salve nossa dívida interna de quase um trilhão e meio de reais. Salve salve a bolha dos cartões de crédito. Salve salve a bolha dos empréstimos pessoais, e agora, daqui à pouquinho, salve salve a bolha imobiliária. Na hora que desandar, quero ver o salve salve. Tô fora.

  59. Caro Kotscho, vc é um maestro da boa provocação. A direitada espuma! Tem maluco que até comemora a palhaçada armada de 31 de março! Se deixarmos, generais mais estes animais se apresentarão novamente! Vade retro, gorilada!

    v

  60. A PAVIMENTAÇÃO PARA 2010.

    Nessa comissão Kotscho, tem política, e voce sabe disso.

    E a finalidade é para elevar a guerrilha do Araguaia. Jogar com a mídia inclusive como tivessem sido altos os ideais daqueles oitenta lunáticos, e que tivessem sido grandes patriotas e etc…

    Isso tudo é só para beneficiar a DILMA.

    A GUERRILHEIRA;

    A PATRIOTA;

    A DEMOCRÁTICA;

    A IDEALISTA;

    A PERSEGUIDA;

    …E COISAS AFINS.

    Digamos que a gente vote nela, mas Balaieiros, não sejamos ingênuos.

    1. Oi JG. Os patriotas que ofereceram suas vidas em risco contra a ditadura, não para implantar regimes, o que é uma desculpa para os desinformados, hoje, os que estão vivos, preferem o anonimato e tocar suas vidas em paz. Nenhum tem a mínina pretensão de receber quaisquer compensações. Repito: É dinheiro maldito, de sangue e de traição. Deve-se creditar à conta dos que, hoje, só falam abobrinhas do alto de seus carguinhos púbicos, todos os delatados e mortos nos porões do inferno. Têm eles a “cara de pau” de se postar como ex-guerrilheiros heróis do povo. Esquecem-se de que, mais dia, menos dia, terão que prestar contas aos tribunais da consciência. Desse ninguém escapa.

    1. Hiroyto,
      você não sabe do que está falando, seu infeliz.
      Você é tão desinformado que sequer domina corretamente o significado de palavras comuns como “bandidos’ e respeite a dor alheia como a do Jaime Edmundo que postou às 2h31. Da próxima vez , pense antes de escrever grosserias ou fique quieto se você não conhece o assunto, o.k?

  61. Esse dioclesano falou tanta besteira . É lastimavel que ele não tenha falado que Nixon , presidente dos EUA reatou relações com a China e foi condecorado e colocado um busto seu por causa deste feito . Este Dioclesano não falou que os EUA não queriam que o Brasil estivesse à frente dos EUA nesta relação . O Dioclesano não falou que Nixon após o impeachment recebeu condecorações e perdões por parte do congresso e da mais alta corte de justiça dos EUA por ter reatado com a China . Além de ser perdoado pelo caso Watergate . A China representou para os EUA trilhões de dolares em vendas . E o Brasil não podia vender o seu cafezinho para os chineses , tinha que ser escravo . O senhor dioclesano é um contador de estorinhas inventadas . Porisso não tem credito . ´Seria mais sério e ele teria mais credibilidade , se ele começasse o texto assim . Eu gosto dos milicos, não gosto da Democracia , e adoro servir aos EUA , porisso eu ponho a culpa nos comunistas . Mas mesmo assim ele iria ser ridiculo , pois foram os comunistas quem construiram a Petrobras . Junto aos comunistas estavam Monteiro Lobato, e mais recente Oscar Niemeyer . E quem será este Dioclesano ????????

    1. Sr Chirac
      Meu nome é Deocleciano e nãoDioclesano,nunca será dioclesano,pois nome próprio se escreve com maiúscula.
      Agradecido por dispensar sua atenção e seu tempo em meu texto,assim como fiz em relação ao seu.P/ minha capacidade limitada ficousem entendimento a entrada do Nixon na história,até porque ambientei o episódio em datas distantes.

  62. Oi Sr. Marcus. Bom dia. Com todo o respeito que lhe devo, peço para não falar do que não sabe. Ou sabe? Aqui eu também poderia perguntar se o Senhor operava a “maquininha” ou só fazia a manutenção? Provocações ofensivas e vazias só alimentam ódios e discórdias. Pelo que percebo o Senhor Não estava lá. Poderia nos dizer onde estava? Abraços.

    1. Em tempo: Se eu fosse uma daquelas feras, militares ou não,(Lembra do Fleury, ou não conhece a história), amanhã o Senhor não estaria mais escrevendo nos blogs. Ventos brandos estes de agora. Onde o Senhor estava no tempo das tempestades?

  63. sr. marcus benedictus, primeiro voce tem nome de benedito e vergonha do mesmo, tambem deve ser um petista idiota que tem orgulho de genoino, ze dirceu, dilma etc., todos ex-terroristas que agora estao mamando em nossas tetas ou seja trabalhamos pagamos impostos para sustentar esses marginais

  64. Eu não tenho nenhum problema com ditadura,desde que seja da maioria (classe trabalhadora ),sobre os abastados que sempre mandaram,corromperam e execraram(e ainda o fazem) o povo mais humilde,é sem problemas,quem disse que os ideais “marxistas” morreram?Estão mais vivos do que nunca,e viva a luta do povo,e para os reacionários de plantão aqui,saibam que a história não acaba (como chegou a ser preconizada por vocês) com execução dos guerrilheiros do Araguaia,ao contrário,para cada um que tombou la,nascem milhões,somos como ervas “daninha” meus caros,e viva as olimpiadas 2016 no Rio de Janeiro.

    1. Oi Nilton Oliveira. Boa noite. Quem são os abastados deste País? Não estou defendendo ninguem. Só perguntando. Os empresários que te dão emprego e salário para que voce de futuro aos seus filhos? Ou voce também mama lá? A distribuição de renda é de reponsabilidade dos governos. Se distribuem bolsas esmola propina, não é culpa dos abastados. Existem dois tipos de miseráveis: Os infelizes, espoliados e usados pelos governos e os miseráveis de sabedoria. Tá falado.

  65. Tantos lutaram e morreram pela loucura de implantação de um regime socialista que muito mais tarde, com o esfacelamento da URSS, tomamos conhecimento do que era um regime mentiroso e vergonhoso que fazia o mundo acreditar numa falsa felicidade de seu povo. Talvez se essa verdade nos chegasse antes, na primeira metade do século passado talvez muitos deles não se lançassem nessa aventura mórbida baseada em utopias e engodos. Quem sabe estivessem vivos até hoje trabalhando junto com nosso povo por um Brasil melhor. Que achem seus restos mortais e os enterrem, ninguém deve se opor a isso. Que esse derradeiro ato cristão sirva de conforto para seus familiares e paz a seus espíritos.

  66. E OUTRA VEZ O MUNDO PRESTA HOMENAGEM AO BRASIL GRAÇAS A UM PRESIDENTE VINDO DO POVO!
    Democraticamente eleito pela maioria e que conta com aprovação de mais de 80% do povo brasileiro!
    ISSO É NOTÍCIA!
    Não dá mais para esconder:
    A DEMOCRACIA FAZ MILAGRES!
    Mas é preciso estar atento!
    Ditadores usando as forças armadas – SEM ARMAS SÃO COVARDES – ainda escravizam irmãos de pátria!
    Cascas humanas – já sem luz – sem alma – destilam veneno mesmo sabendo que os cadáveres estão aparecendo e denunciando seus crimes!
    MAS A ESPERANÇA VENCE O MEDO!
    E o povo – LIVRE – canta nas ruas – mais uma conquista do seu presidente democraticamente escolhido pela maioria. SEM MEDO DE SER FELIZ!
    Enquanto nos caiados túmulos – vermes – escravos voluntários de ditadores – ainda vomitam seus venenos envergonhando os próprios filhos. Conheço muitos que mudaram de nome para não carregarem a marca das feras.
    Que Deus proteja também seus filhos!
    Ainda bem que essas CASCAS um dia desaparecem na poeira da história e que na memória das crianças brasileiras fiquem apenas os mártires que lutaram pela liberdade de estarmos todos escrevendo aqui no Balaio do Ricardo.
    Obrigada Kotscho!

  67. Acredito que a maioria não tenha vivido aquela época, os que estão no poder hoje sim, velar os mortos é um direito mas após 40 anos se voce achar o corpo é porque ele foi mumificado, se valer do fato sem considerar as causas é errado, na minha opinião.
    Comunista andar de Mercedez ou BMW , vestir roupas de marca, ostentar é normal (mas… ele é comunista?), quem leu Marx nesta utopia? A democracia tambem é utopia…o problema é que todos, todos querem grana e poder. Se voce pode, pode senão vc se .ode esta é a realidade. Somos todos iguais pedras num tabuleireiro e quando o jogo termina o final é caixa.

  68. Everaldo,

    Tu deve ser meio aloprado, achar que o LULA não é igual aos outros é piada. Olha para o Congresso, veja a familia dele, veja quem ele abraça (Collor), veja com quem se relaciona (Renan), veja quem protege (Sarney), veja as respostas: EU NÃO SEI DE NADA….ou ISSO É NORMAL…

  69. Na decada de 70, mais pro fim, enquanto ocorriam varios comandos (batidas policiais), eu estava transportando uma colega de classe da faculdade quando ela me disse que estava com panfletos na bolsa contra a ditadura, isto proximo a um comando. Não me restou outra alternativa, senão fode-la e perguntei a ela: voce é contra a dita dura?. Para minha surpresa ela exclamou: É foda.

  70. Não sei, Cidadão K, como foi seu dia hoje no Araguaia.
    Ocorreu-lhe, por acaso, que hoje ocorreu um fato impar? Coexistiu, em seus interesses, em seus pensamentos, em sua atenção, coexistência. Um olhar sobre o passado, outro no futuro. A sucessão, o ritmo pelo qual a vida transcorre.
    Tenho que prestar atenção senão perco o fio da meada. Já tomei 3 latinhas…
    Passou o dia no trabalho em pesquisa, para encontrar vestígios, pra localizar evidências, pra descerrar o passado. Revisar. Informar parentes, amigos e interessados, o destino dos seus irmãos, mortos pela crueldade. Não questiono se foi justo ou não; porque o que é cruel nunca é justo. Mataram sem necessidade. E isto nos incomoda, porque somos humanos.
    E então vc esteve com sua atenção no passado.
    E pode ter ou não lembrado das Escrituras:
    “Lembrem-se do que aconteceu no passado:
    naqueles dias, depois que a luz de Deus brilhou sobre voces,
    vocês sofreram muitas coisas, mas nao foram vencidos na luta.
    Alguns foram insultados e maltratados publicamente,
    e outros tomaram parte no sofrimento dos que foram tratados assim.
    Voces participaram do sofrimento dos prisioneiros.
    E quando tiraram tudo o que voces tinham, voces suportaram isso com alegria,
    porque sabiam que possuiam coisa melhor,
    que dura para sempre.
    Portanto, não percam a coragem, porque ela traz grande recompensa” (Hebreus 10, 32-35)
    É até pecado, Cidadão K, lembrar disso, visto que estou com uma cerveja na mão e outra na Biblia; ou vice versa. Vc entendeu…
    Pois é.
    Seu trabalho de hoje talvez precisasse desse estimulo. A mim precisei.
    Vamos lá…
    Dizia que o outro sentido teu, estava voltado ao futuro.
    Hoje decidia-se quem sediaria as Olimpiadas.
    Depois de pacificar o passado, vamos construir o futuro.
    Creio que nesse momento especial do Brasil, a gente precisava do voto de confiança.
    Lula rezou, chorou, alegrou, comoveu; mas, principalmente, foi a nossa melhor propaganda.
    Levamos porque ele soube vender o peixe. E a verdade é que a escolha do Rio uniu, fez a Nação (viu como coloquei no maiusculo !), fez a Nação (povo e território) pensar no futuro. Precisamos construi-lo, organizar a casa, arrumar, fazer tudo o que for necessário, porque receberemos visitas. Sim, os atletas, as comissões, as autoridades, os olhos do mundo estarão sobre a gente.
    Percebe a importancia de pacificar o passado nessas horas?
    Perá ai que vou buscar mais uma…
    O que aconteceu não pode voltar a repetir, senão como farsa;
    o que virá construiremos com o melhor desejo de acertar.
    Então Cidadão K, é isso ai, estou feliz pelo Rio ter sido escolhido; estou feliz por desvendar o passado e lembrar.
    O que é ruim deve viver pouco, para que a gente possa ter paz e construir um futuro justo.
    No mais, desculpe meus leros e o texto longo, mas na sexta feira isso sempre acontece. É como lua cheia pra lobisomem…
    Um abraço

  71. Porra seu Ricardo, o CARA mostrando do que é capaz e emocionando e enchendo de orgulho 90% dos brasileiros e tu de folga! Nem uma linhazinha? Que foi, tá viajando ou infartou de alegria?

  72. Pretensos esquerdistas, gente que não sabe a diferença entre comunismo e socialismo, gente que endeusa o guevara sem saber que ele foi um criminoso, gente que não sabe quem foi Lenin, Marx, Nicolae Ceau?escu, Stalin, Mao, Ho Chi Min, Pol Pot e outros criminosos gosta de falar contra os EUA.
    Falam sem base, sem conhecimento, sem análise.
    Glamurizam Fidel, Chavez, Morales, Zelaya e, não sabem que se essa gente estivesse no poder estariá-mos ferrados, nem contestar o regime neste blog poderiá-mos.
    Acordem canalha, leiam, analisem, comparem vejam os fatos antes de dar opniões.
    Essa gente que se auto intitula esquerdista, essa gente que defende a esquerda só a defende pq está lá mamando nas tetas do governo, na hora que a politica mudar eles mudam na hora, sem olhar para trás.

  73. Bom dia Ricardo
    Bom dia amigos balaieiros!

    Everaldo meu véio!

    Não adianta argumentar racionalmente com pessoas assim.
    Talvez seja perda de tempo, eu não sei.
    Apesar de ter alma militar, e ter prestado meu servíço no final da época da ditadura, eu concordo contigo.

    A visão de um militar, é muito estreita, e não sugere muitas opções que não passem pelo crívo da “eliminação do problema”.

    Voce pode escolher ser um soldado, ou um assassíno. As condições e os detalhes do combate, é que interferem nesses adjetívos.
    No caso do Araguáia, acredíto mais na segunda opção.
    Quanto à ser um “guerrilheiro”, ou assassíno, segue o mesmo princípio.
    Uma facção que se dispõe à lutar em prol de alguma coisa, é justo, porém, os meios que empregam, é que podem transformar guerrilheiros, em bandidos comuns.

    No caso do Brasil, eu também não vejo a necessidade de mantêrmos um exército dispendioso.
    Não temos inimigos prováveis, e sim aliados na expressão de outras nações.

    Acho um absurdo gastarmos com submarínos, e caças, com a argumentação de proteger o pré-sal.
    Nossos verdadeiros e únicos inimigos, são os traficantes, que por sua vez origínam todo um leque de devastações em nosso território.
    Muitos diríam…e a Venezuela?
    Eu digo que se o Chaves representar qualquer perigo, sería rechaçado por outras forças do norte, que nem precisaríam usar as armas, mas apenas parar de comprar o petróleo dele, e se interessar pelo nosso.

    Hoje em dia qualquer combate por mais insignificante que seja, além da destruição normal, ainda deixa tudo contaminado pelo “urânio empobrecido” metal demasiadamente usado nos artefatos bélicos.
    Basta digitar sobre isso no google, e ver quantos soldados e civís que sobreviveram aos pequenos conflitos, terão suas vidas marcadas. Sofrerão de doênças terríveis, e comprometendo as futuras gerações que nada tem a ver com isso.
    Nosso país é rico em urânio também. Domingo no Fantástico parece que irá dar uma matéria sobre isso.

    Portanto meu caro, continue sendo esse cara bacana que voce é, e não se perturbe com certas agressões desses cascas grossas que lêem, mas não compreendem o que estão lendo.

    Afinal, é preciso ter olhos para ver, ouvidos para ouvír, um coração para sentir, e um cérebro para entender tudo isso.

    …um dia nossos ossos também estarão sob a terra…

    Robson de Oliveira nosbornar@ig.com.br (botequeiro)

    1. Vejo que vc é um cidadão bem intencionado, mas te aconselho a estudar detalhadamente o que aconteceu e acontece nos países comunistas
      A pior constatação, é a da falta absoluta de liberdade ,onde só há um jornal, uma emissora de tv, uma rádio, um partido único, e ditadores de esquerda subjugando e subdesenvolvendo uma nação. A mentira é tão grande, que não existindo imprensa livre, tecem loas ao caudilho que comanda os escravos! Há fome real no comunismo, milhares morrem à mingua, sem poder fazer nada, nem reclamar, a única justiça é o paredon ou algo parecido, com bala na nuca por conta da família da vítima!
      Não se fie no que dizem os esquerdistas, eles só querem a tirania a todo custo, fazer da terra o inferno! Nivelar por baixo a vida das pessoas, escravizá-las, embrutece-las,
      A doturina comunista só provocou mortes, destruição, perseguições, terror, medo, horrores, lamento que pessoas ditas sérias e honestas admitam algo de bom nisso tudo, acho que elas não conhecem a fundo o que é viver num país comunista, ou são eternamente ludibriadas ou na última hipótese,agem de má fé contra seu semelhante!

  74. O Brasil fez certo ao eliminar essa guerrilha. Senão o Brasil teria problema com ela até hoje igualmente ao que aconteceu com as FARCs. Lamentavel Brasil indenizar terrorista e guerrilheiros daquela época. As suas vítimas continuam por aí.

  75. A propósito, com que finalidade este grupo de pessoas se agrupou no Araguaia ?
    Era um grupo de turistas, de universitários ou de guerrilheiros, com a finalidade de matar pessoas e executar atos terroristas para chegar ao poder a partir do campo?
    Me poupe…eles queriam banhar o País de sangue, ainda bem que nossos militares nos socorreram a tempo!

    Digo ainda bem que nossos militares realizaram isto no Araguaia, possivelmente se não fizessem dessa forma, nós teríamos algo como as FARCS colombianas no interior do Brasil, matando, sequestrando, roubando, traficando, estuprando e infernizando a vida dos trabalhadores e camponeses pacíficos!
    Digo isso porque as FARCs são um dos piores impedimentos ao desenvovimento da Colômbia e merecem ser combatidos sem trégua!!!!!!!!!!!!
    Tenham vergonha na cara antes de escrever essas lorotas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *