Se é difícil devolver, receber é impossível

Se é difícil devolver, receber é impossível

A história que vou contar a seguir é baseada em fatos reais, embora pareça mais um enredo inverossível produzido pela burocracia brasileira, envolvendo o INSS e a Receita Federal. Ninguém me contou. Aconteceu comigo. 

No buraco negro das repartições, é difícil devolver ao Tesouro Nacional dinheiro recebido indevidamente, mas é muito mais complicado, praticamente impossível receber aquilo a que você tem direito. 

Primeiro vamos falar do INSS. Minha mãe morreu no final de 2004, mas sua aposentadoria continuou sendo depositada todo mês pelo INSS em sua conta bancária, embora a gente tenha enviado o atestado de óbito e todos os documentos necessários para efetuar o cancelamento deste direito.

Após várias tentativas infrutíferas para resolver o problema na respectiva repartição, minha mulher pediu que eu a ajudasse. Como nesta época trabalhava no governo federal, em Brasília, apelei ao meu amigo Amir Lando, então Ministro da Previdência Social e lhe expliquei o que estava acontecendo.

Não queria nenhum favor, apenas suspender os pagamentos da aposentadoria e devolver o dinheiro recebido indevidamente após a morte de minha mãe. Passei-lhe todos os documentos e ele ficou de resolver a questão.

Passou-se o tempo, Amir Lando e eu saímos do governo, o dinheiro continuou sendo depositado. No começo de 2005, como não conhecia o novo ministro, Romero Jucá, liguei para o assessor de imprensa dele contando a mesma história e pedindo providências.

Semanas depois, o assessor me deu o seguinte retorno:

“O ministro mandou te falar que é mais fácil tua mãe ressuscitar do que o INSS resolver este problema”.

Minha mãe não ressuscitou, mas antes do final daquele ano consegui finalmente receber um comunicado sobre como deveria proceder para fazer a devolução do dinheiro.

Vocês não podem imaginar a dificuldade que foi. Perdi um dia inteiro entre carimbos, firmas reconhecidas, filas, guichês e documentos em várias vias para pagar o que devia ao Tesouro Nacional.

No mesmo ano, fui comunicado pela Receita Federal que eu tinha um dinheiro a receber como devolução do imposto de renda. Como os valores eram mais ou menos os mesmos, pensei até que seria mais simples e sairia mais barato para todos deixar elas por elas, quer dizer, zerar minhas contas de dever e haver com o Tesouro Nacional.

Se para devolver o dinheiro tive que recorrer a dois ministros, fiquei pensando quantas famílias pelos fundões do Brasil continuam recebendo as aposentadorias dos falecidos anos afora, o que pode explicar em parte porque a nossa Previdência Social está sempre quebrada.

Pior do que pagar é receber. Sem apelar à ajuda de nenhum ministro ou amigo do governo, o que neste caso seria anti-ético, configuraria tráfico de influência, privilégio, estas coisas, como qualquer cidadão fui atrás dos meus direitos, com a ajuda do velho contador que há séculos cuida do meu imposto de renda.

Mas, o tempo foi correndo, até me esqueci daquele dinheiro, e nada de receber a devolução a que tinha direito. A cada ano, me mandavam uma nova notificação pedindo mais algum documento ou um esclarecimento sobre despesas médicas, o contador levava tudo lá, diziam que agora estava tudo em ordem, mas até hoje o dinheiro não saiu.

Pelo andar da carruagem, assim como minha mãe continuou recebendo aposentadoria depois de morrer, espero que agora não resolvam me pagar somente depois que eu já não estiver mais entre os contribuintes vivos.

Acredite quem quiser, mas estas coisas acontecem. Quem quiser que conte outra história. Tenho certeza de que milhares de brasileiros neste momento enfrentam as mesmas dificuldades e não têm sequer um blog para desabafar.

 

 

 

 

 

 

 

75 thoughts on “Se é difícil devolver, receber é impossível

  1. bom dia Kotscho,
    bom dia balaeiros,

    voce tem razao Kotscho,depois ouvimos na midia que estao fraudando o inss,eles pedem para serem fraudados,o meu pai faleceu em 2003 e a informaçao que eu tive do inss e que o atestado de obito o cartorio encaminha para o inss e que nao precisaria fazer mais nada,agora voce me deixou preocupada.

    sera que preciso ir ao banco onde ele recebia aposentadoria para checar?

  2. ou seja vc esta falando de MAFIA no governo(em todos) e os ministros(politicos) tem MEDO de mexer com essa gente, pois NAO e` possivel q um ministro nao resolva um probleminha desses, uma duvida sobre um caso de uns meses atras sobre
    a caixa federal nao fazer casa para os pobres vc ficou de veirificar com alguem do governo, resolveu?? aposto 100 contra 10 Q NAO.
    valter

  3. Prezado
    Estas situações são corriqueiras no país e em grande parte responsáveis por muitas das nossas mazelas, por motivos muito simples: NÃO HÁ, NUNCA HOUVE E NUNCA HAVERÁ interesse dos nossos governantes em ter uma máquina pública que funcione corretamente, a não ser, é claro, a parte que RECOLHE impostos, taxas e contribuições, pois isso será um sério impecilho a toda sorte de roubalheiras que temos há muitos e muitos anos no país.
    Então, para ter certeza que nada vai funcionar, coloca-se uma chefia incompetente, mas devidamente apadrinhada, paga-se pouco aos funcionários e eles fingem que trabalham, treinamento e promoção por merecimento nem pensar, punir erros e desvios das chefias nunca, demitir maus funcionários jamais e então temos o retrato da nossa máquina pública.
    Eu, sinceramento, acho que as coisas não tem mais jeito…uma pena…

  4. os dePUTAdos e senadores sempre recebem verbas astronomicas indevidas, para justificar seus roubos deixam isso passar, afinal seremos todos criminosos. quem nunca recebeu nada indevidamente que atire a primeira pedra: é mais facil para eles se justificarem, roubam muito e dão um pouquinho para nós.

  5. Estimado Ricardo, o segundo mandato está indo pro beléleu e quer saber querido?

    Você citou um exemplo: Romero Jucá?

    Me aponte uma coisa boa deste camarada?

    Em que esse sujeito é melhor que o Sarney?

    Já disse aqui algumas vezes, que vi no decorrer do primeiro mandato principalmente, algum progresso no social, mas veja você esta situação que você mesmo nos aponta!

    É cas da mãe Joana!

    Ricardo, o que mais me assombra nos próprios petistas, entre os quais tenho alguns amigos, é de como este governo, pode ser qualificado de bom um governo quando trai as convicções que defendia antes de ser governo?

    Como pode um governo que diz primar pela transparência, privar aos olhos do público a descrição detalhada dos gastos do Cartão Corporativo? Só citando um exemplo!

    Como é possível dizer que ele cria milhares de empregos, se arroxa a possibilidade de crescimento dos pequenos e médios empresários com taxa sobre taxa, imposto e mais imposto?

    Tente ser empresário neste país, tente começar do zero e veja aonde você vai parar?

    A meu ver os micro e pequenos empresários não interessam mais ao governo kotscho, a maioria tá abrindo o bico e isso não dá ibope?

    Sim…pq os empregos estão nesse tipo de indústria e, em tempo da mesma constatação, como pode querer emprego o vagabundo que tem acesso às bolsas-vadiagem inventadas no passado mas tão bem administradas por essa corja?

    Não é mais coerente ensinar a pescar, do que dar o peixe?

    Já admirei este movimento, li a cartilha, tinha alguma coerência tirando o extremismo, mas o Lula me decepcionou logo de cara, logo que assumiu o governo.

    Sua falta de pulso para apurar os desvios de conduta gravíssimos de seus amigos intimos e os demais aliados, até bandidos como ACM, Maluf, Jader, Quercia e toda laia de imprestáveis que ele um dia tanto combateu!

    E desde então Ricardo, me desculpe você e os demais, mas não consigo ver pontos positivos em meio a tanta desgraça, é só preocu´pação com as novas eleições e o povo morrendo nas filas dos hopspitais, do INSS, e nas filas da morte!

    E que bom fosse que fosse apenas o meu clamor, um reclamão ou resmungão em contrário, mas não é, faça uma pesquisa real e ao vivo, e veja de fato o que pensa o povo, mas ali, entrevistando no ato, e sem combinar resposta.

    Tudo bem , coloca ele mais 4 anos, a mim tanto faz, não se pode recuperar o que já foi destruído, moral, ética isso tudo é bobagem, é romantismo barato, alguns destes malandros já armaram a cama e só estão por aí à espreita para levar mais um pouquinho!

    Meu caro Ricardo, até cego vê, esse governo é de faz de conta, todos sem exceção são oportunistas de carteirinha, aqui reina a criminalidade, corrupção, improbidades, falcatruas e manipulações sórdidas. E eu particularmente só lamento é por haver tanta gente de bem que ainda defebnde estes vândalos!

    Comecem a colocar o Dantas, e todos os nomes que ele entregar na prisão, e vamos ver o que sobra?

    Pega o Fernandinho Beira mar e ofereça liberdade e passe livre para onde ele quiser se ele contar tudo o que sabe!

    O Safado do Cacciola!

    O pilantra do Naji Nahas!

    E o Sarnei, hein? Um ex presidênte Ricardo, o que é que é isso meu Deus, que diabos de país é o nosso, é um escândalo após o outro, e aí vem um idiota aqui e tenta desqualificar os demais.

    Sarnei. Renan, eles, assim como os outros lixos das adjacências se utilizam do poder em benefício próprio.

    Lula está chegando ao final do segundo mandato e não investiu na infra-estrutura do país.

    Segurança? Brincadeira!

    Educação? É Gozação, por incrível que pareça e por mais promessas de puleiro que tenha feito, ele investiu menos que Fernando Henrique em educação.Você consegue imaginar algum governo ser pior no quisito educação que o do FHC?
    Pois é o Luiz Conseguiu!

    Não barateou os remédios. “Era Promessa!”

    Não fez estradas. “Era promessa!”

    Veja a quantas andam as obras paradas do tal do PAC?

    Não diminuiu o lucro dos bancos.”Eram satanizados por ele”

    Não deu condições à indústria e não fez o mercado interno crescer de modo sustentável.

    Agora, com a crise internacional ainda em andamento, apesar de alguns idiotas estarem dizendo que já passou, o país se vê à mercê de ter de dizer aos pobres: apertem os cintos. Pois a marolinha não passou, tem algumas emprêsas que só estão começando a quebrar agora!

    Mas e desta vez, será que os pobres vão se conformar?

    Vai haver tanta bolsa miséria assim?

    10 milhões de emprêgos? Quanta bobagem! Que falta de percepção da realidade!

    Será que os mais pobrezinhos desta terra vão acompanhar Lula até o final, como fizeram com Vargas?

    Duvido?

    Ricardo, eu sei que em matéria de política econômica a dente vai se segurar por mais um período, estamos melhores que outros emergentes, exceto China e Índia, mas eu acreduito que o seu, o meu e o destino de Lula e começa a depender, dia a dia, a partir de agora, de Barack Obama e, enfim, da sorte.
    Sabe Deus como o povo norte-americano vai sair desta, só depois saberemos o que faremos nós e o resto do planeta!

    1 milhão de moradias? Acorda rapaz!

    Desculpem o desabafo, mas vamos cair na real!

  6. Aqui é tudo feito “nas coxas”, nada funciona corretamente. Muitos pagam além, outros sonegam, e quem pode até rouba… mas como a máquina de fazer dinheiro nunca quebra, ninguém se preocupa em dar um choque de administração nesse país.

    Na verdade continuamos vivendo de aparências, nada mudou.

  7. Caro Ricardo.
    O que você tentou fazer é um atentado ao despudor da burocracia, burocracia que vive acobertando fraudes e mais fraudes, e você Veinho querendo sujar o esquema com sua honestidade, que é que você quer com essa atitude, se, os excelentíssimos parlamentares vivem de falcatruas lá em Brazilia, e tu querendo desmontar o esquema de pagamentos de aposentadorias de fantasmas verdadeiros e de fantasmas falços, com essa atitude de devolver o pagamento de sua saudosa mãe; Pare com isso Véio.

    Fique tranquilo que a devolução do imposto que tu não recebeu, compensa o que você não consegue devolver, e por ai vai a nossa burocracia, que se tentar melhorar piora (o esquema de fraudes e sonegações).

    Quanto a tentativa de usar de influências políticas como você sitou, não dá resultado, pois o lema das corporações é o seguinte, “Os ministros, secretários e outros, são as locomotivas, eles passam e nós como trilhos ficamos”; Isso aqui é Brasil (com s) se for Brazil (com z), pode melhorar, e ai atrapalha.

    Caro Ricardo não tente mudar a grafia do nome.

  8. A razão para acreditar em um governo Ricardo, penso eu que seja o relacionamento pessoal entre O seu Governante através da sua integridade pessoal, seu exemplo e sua conduta, (e aqui eu incluo Deputados Senadores, Ministros e Presidente ) e o homem do povo.

    Não podemos, por exemplo amar uma pessoa sem conhecê-la, ou seja: Então existe ou existiu uma atração entre eleito e eleitores nas urnas, mas e agora?

    E agora diante de toda esta lama, a pergunta é:

    Quem falhou com quem?

    Quem mentiu pra quem?

    Quem enganou a quem?

    Quem fraudou e roubou o que de quem?

    Será que ainda dá tempo pra moralizar?

    Pra se recomeçar ainda que no fim, o relacionamento povo e governo deve ser desprovidos de desconfiança, deve estar revestido de justiça e isento do pecado contra este povo.

    A Palavra é transparência, e só assim poderá existir verdadeira confiabilidade entre as pessoas e o governo.

    Uma estrela, um gato, uma mesa ou uma pedra não podem pecar ou ser justos. Só as pessoas pecam e erram, tanto o gari de rua quanto o presidente, todos estamos sujeitos a erros, porém devemos repará-los,

    Por isto os crimes contra os seres que acreditam no governo mais do que a violação da lei, é a interrupção do relacionamento de entre este governo e seus eleitores.

    As pessoas senten-se impotenmtes diante de julgamentos que dão previlégios ao malfeitor e a seus amigos e colaboradores.

    Governar, é tecer uma rede de alianças com o povo, uma enorme rede de alianças, um grande pacto de comprometimento e se este pacto foi quebrado com as mentiras e com a corrupção, este povo outrora admirador hoje se vê diante das falcatruas de integrantes do alto escalão deste governo e da impunidade !

    Ainda dá tempo Ricardo, vamos por ordem na casa!

  9. DEPOIS DA DITADURA.
    No final de 1984 o povão festejava nas Ruas o fim da ditadura.Ouço ainda os acordes da canção ‘coração de estudante’. O que o povão não sabia e, até hoje não sabe direito é que os ”democratas” que assumiram o poder tinham um apetite insaciável nas gordas tetas do tesouro.
    A nova diretora do RH do Senado, por exemplo, entrou para o serviço público a bordo de um trem da alegria que partiu logo no início de 1985. Junto com ela, instalados confortavelmente nos luxuosos vagões etavam, Agaciel Maia e, claro, Roseana Sarnei, além de mais 58 felizardos. Mas, era pouco, eles queriam mais, muito mais. Em seguida, enfiaram numa tacada só, mais 1554 passageiros, sem concurso, na folha da viúva. O povão festejava, como sempre.
    Hoje, sabe-se que, por baixo, por baixo, só o Senado tem mais de 10 mil funcionários. Há quem receba salários muito acima do teto Constitucional – são mais de trezentos- através de manobras só possíveis numa República enxovalhada.
    Caiu a ditadura enfim. Em 1985 eles assumiram. Veio então a ”DEMOCRARRUPÇÃO” que, até hoje nos aflige.
    E ainda acusam a imprensa.
    ‘Nunca tão poucos enganaram tantas pessoas’

  10. Meu caro, para publicar esse tipo de noticia (particular) é necessário ter diploma de jornalista. O que interessa a mim os seus problemas, o que interessa saber quem são seus amigos e o que interessa saber se voce já trabalhou NO GOVERNO. Seria melhor voce publicar receitas de bolo.

  11. Não dói para os quem tem poder o desprezo que fazem com os mais frágeis.
    É o que tem acontecido sempre com o povo excluído e pobre, quando perde um filho, os pais ou um amigo, por falta de verbas na saúde, segurança etc., é natural, o bandido não olha, tudo bem! Mas saiba, aconteceu e vai acontecer, a Divina Providência dará o troco e vai doer. É a lei, Estamos todos no mesmo barco, é bom olhar pelos pequenos eles podem ser um motivo para por a prova nossa responsabilidade.
    Abraços a voçê que trabalha e quer uma saida feliz .

  12. Hahaha. Rindo muito de todos vcs que tripudiaran os funcionários de carreira do Estado, atribuindo-lhes a falência do Estado, lutando arduamente em campanhas contra o fim de seus “privilégios”, contra o fim das estabilidades, contra o fim do próprio Estado. Tai, e ainda vai ficar pior. Quem viver verá. Parabéns a todos vcs.

  13. Possivelmente a origem desse kafkiano burocratismo, se encontre em algum escaninho, de uma determinada seção, de qualquer setor, na Torre do Tombo, em Lisboa.

  14. Sr Ricardo,se o sr ,amigo de ministro e nem com a ajuda dele resolve o assunto,imagine o povao.
    Acho eu que para começar a melhorar alguma coisa esses serviços,tinha que se acabar com a estabilidade do emprego desses funcionarios,se eles nao se interessam e nao resolvem nada,sustituem-se por outros mais eficientes,mas isso nao acontece,entao vai ficar cada vez pior,até que o povo nao aguente e se revolte.

  15. Na ultima decada, os processadores evoluiram pelo menos umas tres vezes, pois segundo a o presidente da Intel, lei que ele editou, a cada tres anos haveria um novo chip no mercado, e realmente vimos o Pentium 3, 4, 5, Dual Core e I7. Ao mesmo tempo, a Microsoft lançou o 95, 98, XP, Vista e agora o Win7. Neste periodo, O FHC procurou reduzir o numero de concursados, e quem sabe informatizar o sistema, o que traria ganho de produtividade, e maior controle. O Lula preferiu andar na direção contraria, contratando novos servidores, e até o momento apenas a Receita sabe exatamente quem sonega, porem ainda não cruza dados com outras fontes do proprio governo. Lamentavel!

  16. Ricardo Kotscho:

    Pois mais verdade que seja, e por que veja muita transparência de sua parte, ultimamente estou achando você meio “Serrotão”. Acho que a propaganda política do PSDB/DEM esta mexendo com você meu amigão. Com amigão iguais a você, quem precisa de inimigo!!!

    Se você não quer e tá sobrando, eu quero. Minha conta é: Banco do Brasil Ag XXXXXXX c/c XXXXXXXX – Podi manda. hahahahahahahaha

  17. Olá Kotscho,

    Realmente receber é uma encrenca. Eu em 2002 quebrei o meu braço. A empresa que eu trabalhava me pôs na ‘caixa’ porém, o INSS entrou em greve e eu dancei.

    Dias depois fui na agência em Pinheiros para dar entrada no auxílio doença. Para minha surpresa eu não podia porque o sistema não deixava devido a data de entrada. Nunca entendi direito.

    Tinha que entrar na justiça. Não entrei. Não recebi.

    E lá se foi meu dinheirinho.

  18. Veím, tava aqui remoendo o que fazer com a bolada ai que ocê vai recebê:

    Quer dizê ocê acha qui vai recebê, bem: Se vié no prazo nois usa pra festança do aniversário du balai tá !

    Quer dizê assim: respeitosamenti!

    Pitú eu num tenho mais ninhuma, mais vô levá uma daquelasa que matô o capitão, é pinga mais graduada do quê a qui matô u guarda!

    Peraê ondi é qui vai sê o regabofi?

    Boa noite a todos

    Abraços fraternos

    Manoel ferreira

  19. Rapaz, que pendenga… Enquanto isso, tem uma porção de gente requerendo aposentadoria e não são atendidos… Falta um pouquinho de vontade para resolver questões como essas. Penso que se resolver, um monte de gente perde a função. O ambiente corporativo já desenvolveu sistemas extremamente confiáveis, que se utilizados pelo INSS, por exemplo, faria a dor de cabeça de muita gente acabar.

  20. Kotscho,

    Estou impressionada, é incrivel o que acontece de absurdo neste país!!!! é lamentável termos a certeza de que nada funciona como deveria!! chegamos a um ponto de descredito e desesperança tal, que parece que nada, absolutamente nada fara este pais ir para os trilhos da seriedade, da justiça e do respeito.

    O que podemos fazer quando reclamar não adianta? quando votar não adianta? quando lutar também parece não adiantar nada? apatia.. cansaço.. é o fardo que temos que carregar, o resto resume-se a palavras..que tornam-se soltas, fúteis e banais!

    A contrapartida desta infame realidade, parece encontrar-se na alternativa do não ser, totalmente isento de ilusão, desejo, interpretação…. onde nada se espera, onde tudo parece acabar em um nada. Niilismo, isto é tudo.

  21. O INSS é uma das muitas caixas pretas do governo, não só deste, mas dos passados também, que precisam ser abertas…
    Sumiu muito dinheiro dalí, em especial a dos aposentados que contribuiram com muito e agora recebem migalhas.
    Esse é meu caso, e por isso estou lutando, junto com o sindicato dos aposentados, para reaver meu poder de compra. Enquanto isso, deputados e senadores reajustam a bel prazer seus proprios vencimentos.
    E pra nós, aposentados, nunca tem…

  22. Prezado Sr. Ricardo,
    Lembrei-me de uma obra do Franz Kafka em que ele aborda esse labirinto que e a burocracia.
    Após 36 anos de contribuições (OBRIGATÓRIAS) em favor do INSS, vi chegar o esperado dia de “entrar” com a papelada a fim de requerer a minha aposentadoria.
    Era dia de greve!!! Tratava-se agora de uma greve declarada. Normalmente eles fazem uma greve branca.
    Um barnabé, postado à porta da repartição, me disse que estavam “digreve” e que eu não poderia “entrar” com a papelada.
    Expliquei que necessitava daquele dinheiro. Perguntei como faria para viver sem a aposentadoria.
    A cada vez que eu perguntava, ele me dizia impassivelmente que receberia os valores passados ao final da greve. Eu insistia e dizia novamente que não podia esperar o fim da greve e perguntava como iria sobreviver. Sempre a mesma resposta.
    Apontei para um cartaz pregado lá dentro da repartição, que advertia sobre as sanções aplicáveis aos que desacatam funcionários públicos.
    — E aos funcionários públicos que maltratam os contribuintes? Tem alguma sanção?? Ele nada disse.
    Ao meu lado estava um outro contribuinte: empregado de uma empresa de limpeza urbana. Um corte de mais ou menos uns 20 centímetros no antebraço. Infeccionado, pois um vidro de espelho colocado dentro do saco de lixo havia feito o talho…
    É um sistema podre, viciado, indolente e completamente alheio às necessidades da população.
    Olhamos para um lado e vemos um poder legislativo que se encerra em si mesmo, que legisla em causa própria. Pro outro lado, o judiciário…
    Acho que devemos trazer de volta a figura do Bispo. Acho que vou me queixar pra o Bispo (o Edir Macedo ou aquele lá de Recife — o não abortivo e complacente com os religiosos que molestam crianças…)

  23. Caro Ricardo. Isso é uma característica das grandes organizações, públicas ou privadas. Quanto maiores, mais ineficientes e burras. Estou com um problema parecido criado pela estupidez da Cemig (empresa de energia de Belo Horizonte). Tente, por exemplo, resolver algum problema nas grandes empresas privadas de telecomunicações e você se defrontará com o mesmo calvário. Não faz sentido partidarizar o debate. Tucanos ou petistas, bem intencionados ou não, todos são derrotados por essa monumental incompetência…

  24. A MAQUINA PUBLICA É UMA SUGADORA DE RECURSOS, DISSO NÃO TEMOS DUVIDA………AGORA O QUE ME CHATEIA É SABER QUE QUEM DEVERIA DITAR AS REGRAS MELHOR AS NORMAS MELHORAR O FLUXO, FAZER ANDAR E ANDAR BEM NESTAS REPARTIÇÕES NO CASO CITADO PÔR VOCÊ KOTSCHO SERIA O MINISTRO E ELE LAMENTAVELMENTE LAVOU AS MÃOS.ELE NÃO É E NEM QUER SER O GESTOR DA COISA PUBLICA, ELE É POLITICO E PIOR NEM SERVE PRA DELEGAR OS PODERES PRA QUE SE RESOLVAM SITUAÇÕES COMO ESSA.TORÇO PRA QUE O INSS TENHA GENTE TÉCNICOS INTERESSADOS QUE ISTO NÃO ACONTEÇA MAIS.

  25. MAIS UMA DA FILHA DO BOM VELINHO

    Heráclito nega irregularidade em pagamento de contas telefônicas dos senadores
    26/06/2009 – 12:33 – Carol Pires, repórter em Brasília

    ImprimirEnviarCorrigirFale ConoscoBRASÍLIA – O primeiro-secretário do Senado, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), negou nesta sexta-feira haver irregularidades no ressarcimento pago aos senadores para custearem contas telefônicas pessoais.

    Pedro Simon critica ex-presidente Renan Calheiros
    Pressionado para renunciar, Sarney evita jornalistas
    Família Sarney emprega mais nove aliados
    Veja os 663 atos secretos do Senado
    Mande seu recado para os senadores e deputados

    “Não há irregularidade nessas contas telefônicas, não. Elas foram aprovadas pela Mesa Diretora. São aprovadas inclusive pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Eles têm uma cota, o que passar da cota, pagam. O que estiver na cota, já há recurso para isso”, explicou.

    Reportagem publicada nesta sexta-feira pelo jornal “Correio Braziliense” revela que 21 senadores foram ressarcidos por despesas com o telefone residencial. Nos últimos 30 meses, a ex-senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), que renunciou ao mandato para assumir o governo do Maranhão, por exemplo, recebeu R$ 25,1 mil para ressarcir gastos com a conta de telefone residencial.

    Agência Senado

    Heráclito Fortes nesta sexta-feira no Senado
    Segundo o senador, a regra será reavaliada, pois os senadores precisam usar o telefone para o exercício do mandato, inclusive quando estão em casa.

    Desde que José Sarney foi eleito presidente do Senado, a instituição vem sendo alvo de diversas denúncias, que vão desde o uso irregular da verba indenizatória e cota de passagens aéreas, até a edição de atos secretos que foram usados para a contratação de parentes de senadores, inclusive de Sarney.

    Atos secretos

    Na próxima semana, a comissão de sindicância aberta para investigar a edição de atos secretos no Senado deverá fazer sua primeira reunião. Ao todo, foram descobertos 663 atos editados nos últimos 14 anos, a maioria para contratar e alterar salários de funcionários, muitos deles parentes de senadores.

    De acordo com Heráclito, os atos só poderão ser anulados depois de analisados um a um. Até o momento, apenas o ato que concedia plano de saúde vitalício aos diretores que ficassem no cargo por, no mínimo dois anos, foi anulado.

    “Tem atos que não demandam despesa, não demanda gasto, outros sim. A partir do momento [que verificam a irregularidade] – anula tudo. Temos que analisar caso por caso colocando a culpa em cada um que errou. Se é erro criminoso tem um tipo de apuração, se é erro formal, tem outra. Não se pode avaliar de maneira coletiva”, explicou o diretor.

    Agaciel pede licença

    O ex-diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, acusado de assinar a maioria dos 663 atos secretos, pediu licença prêmio de três meses, período em que ficará em casa, sem trabalhar, sem prejuízo salarial.

    Na avaliação do primeiro-secretário, o pedido de licença do servidor foi um “alívio”. “O fato de ele ter se licenciado já é um avanço, porque alguns servidores se sentiam constrangido ou até ameaçados”, disse. “Temos que deixar os corredores da casa tranquilos para que essas investigações sejam feitas”.

    Agaciel Maia pediu licença do Senado após alguns senadores terem pedido formalmente à Mesa Diretora que o servidor se afastasse do trabalho enquanto durar as investigações da comissão de sindicância. Maia foi nomeado diretor-geral do Senado por José Sarney, há 14 anos, e foi exonerado do cargo no início do ano acusado de esconder da Justiça uma mansão avaliada em R$ 5 milhões, que estava registrada em nome do seu irmão.

    Leia também

    Simon pede o afastamento de Sarney da presidência do Senado
    Polícia Federal busca indício de crime no caso do neto de Sarney
    Família Sarney emprega mais nove aliados
    Suplicy: ‘Se estivesse no lugar de Sarney, me afastaria’
    Sarney nem teve tempo para cometer erros, diz Heráclito
    Cristovam Buarque pede que Sarney tire licença da presidência
    Lula discorda da saída de Sarney da presidência do Senado

    Leia mais sobre: Sarney

    Receba esta notícia no celular

  26. Não me impressiona nada essa zona que é o INSS. Eu também já fui vítima desse antro de incompetentes e encostados. Mas fiquei feliz de saber que voce, como eu e como poucas pessoas no Brasil, se preocupa em fazer as coisas direito, em devolver o que não lhe pertence. Sem medo de ser chamado de otário. Legal! bjs

  27. o inss está quebrado porque tem que pagar aposentadoria ¨por idade¨para quem não contribuiu tempo suficiente para se aposentar, ou, atualmente, só contribui com 50 e poucos reais, quando a maioria dos trabalhadores que recebem salario mínimo contribuem com algo em torno de 8%, mais as quantias que as empresas recolhem sobre suas folhas de pagamento…..

  28. Desculpe-me, mas acho que 80% desse seu texto é lorota (conversa para boi dormir, melhorou?). Eu na verdade acho que não tinha um assunto mais interessante para hoje e falar do SPC tá complicado.
    /
    /
    Obs.: sou São Paulino roxo!

  29. Meu caro:
    Necessitamos de GERENTES!!! e dos BONS!!!
    Vc não imagina o que ocorre quando dizem que plantaram um milhão de mudas de árvores por aí. Plantar é fácil, rende contratos e comissões. Em que época plantaram? Provalvelmente na seca. Agora, quantas pegaram? Quantas vingaram? Quantas cresceram? …um mínimo. Mas,até então, renderam muitos PAINÉIS e PALESTRAS…dos teóricos…
    Conhece a história da latinha????

  30. Valter 13:02

    Perdeu a aposta Valter,

    Pois o Ricardo, naqueles dias que comentamos aqui, o caso de dona Maria Julia, entrou em contato com o ministro Gilberto Carvalho, e, tudo indica que pela ação deste, já houve aqui uma reunião com a Gerente Nacional de Habitação da Caixa, onde ela veio falar das simplificações, para a Gericagem ( ô palavra horrível, na forma e no sentido ) de empresas, para se credenciarem a participar do programa. Disse também que outras modificações estavam a caminho.
    Foram muito tímidas estas simplificações, mais já foram algumas coisas.
    Aqui em nossa cidade tivemos 22 mil inscrições, até estas simplificações, não havia nenhuma empresa procurado a secretaria de habitação para participar do programa, após elas duas pequenas empresas já estiveram aqui para encaminharem processos para construção de 320 casinhas.

    Mas…(contrariadamente), concordo com o meu amigo Manoel Ferreira: se o Presidente LULA, não chamar para si, a execução deste programa, jamais teremos um milhão de casas construidas.
    Tem, o Presidente LULA, que dar uma de JK, assumir DIRETAMENTE, a construção de um novo Brasil.
    Com um certo desconforto, pois sou fã deste Presidente, acho que ele deve se voltar mais ao “chão da fábrica”, os seus adversários, depois de tentar todos os meios para derrubá-lo, agora estão jogando outro jogo, levando-o a se queimar, com a luz dos “holofotes”.
    CUIDADO MEU PRESIDENTE !!! CUIDADO !!! COM ESTES VAGABUNDOS.

  31. Entao voce sentiu na pele a incompetencia deste desgoverno e quem diria os milhoes de aposentados que contribuiram a vida toda para sua aposentadoria e por ato deste desgoverno devem continuar a pagar a previdencia.
    Por que,se nao é para continuar a robalheira.

  32. O INSS é apenas uma das várias caixas pretas, criadas e apossadas pelas tradicionais máfias que há séculos saqueiam o nosso estado.
    Há tres máfias que há tempos dominam nossa nação:
    -A máfia da imprensa
    -A máfia das empreiteiras
    -A máfia financeira
    Todas com os seus braços no congresso, na burocracia do executivo e no judiciário.
    Qualquer governo que tentar enfrentar as tres simultaneamente é “deposto”.
    Havia uma quarta, a dos agricultores e pecuaristas, hoje bastante enfraquecida.
    A máxima é uma só, e muito simples: ” onde há dinheiro, esta o crime organizado”, especialmente quando este dinheiro não tem um dono para lhe proteger, que é o caso do dinheiro público.
    Mesmo em sociedades avançadas, eles sempre desccobrem uma maneira de saquear o estado, como estamos vendo agora com esta crise por eles criadas para este fim.

  33. Para Valter, o terceiro comentarista deste post.

    Aí atrás, o engenheiro que citou o embaraço que a CEF mantinha para impedir que pequenos empreiteiros entrem no programa da construção de moradiad populares, informou aqui mesmo que a barreira foi removida. Êle, que se propôs construir uma casa para uma senhora sem teto, ganhou de outro leitor do balaio o terreno e sua denúncia obrigou a CEF a rever a norma que privilegiava os grandes empreiteiros. Olhe alguns posts para trás para saber do que estás falando…

    Quanto às dificuldades do Kotscho, Kafka até conseguiu falar delas. Resolvê-las porém, é outro assunto.

  34. Ricardo, bom dia! Como vai de recuperação? Cuidado com peso e com o movimento brusco.
    Sobre o tema proposto é preciso esclarecer os balaieiros de boa índole que quando mudamos o governo federal, não mudamos a burocracia, os governos estaduais, o senado, o congresso Nacional e os milhões de feudos que se estabeleceram nesse País a séculos, olhem o prá o prejuizo que é votar em pessoas e não em Partidos e outros mais, e para os tendenciosos, de olhos vendados, os cls, os preconceituosos, os que fogem do tema proposto, parem de ser HIPÓCRITAS, incoerentes e levianos.

  35. DOIS ADVOGADOS GAÚCHOS CONTRA DOIS SENADORES E 3.883 SERVIDORES DO
    SENADO FEDERAL

    (07.04.09)

    Os advogados gaúchos Irani Mariani e Marco Pollo Giordani

    ajuizaram, na Justiça Federal, uma ação que pretende discutir
    as horas extras pagas e não trabalhadas, no Senado, e outras
    irregularidades que estão sendo cometidas naquela Casa.

    A ação tramita na 5a. Vara da Justiça Federal de
    Porto Alegre e tem como réus a União, os senadores Garibaldi Alves e
    Efraim Morais e “todos os 3.883 funcionários do Senado Federal, cuja
    nominata, para serem citados, posteriormente, deverá ser fornecida
    pelo atual presidente do Senado Federal, senador José Sarney”.

    O ponto nuclear da ação é que durante o recesso
    de janeiro deste ano, em que nenhum senador esteve em Brasília, 3,8
    mil servidores do Senado, sem exceção, receberam, juntos, R$ 6,2
    milhões em horas extras não trabalhadas – segundo a petição inicial.

    Os senadores Garibaldi e Efraim são,
    respectivamente, o ex-presidente e o ex-secretário da Mesa do Senado.
    Foram eles que autorizaram o pagamento das horas extras por serviços
    não prestados.

    A ação popular também busca “a revisão mensal do
    valor que cada senador está custando: R$ 16.500,00 (13º, 14º e 15º
    salários); mais R$ 15.000,00 (verba de gabinete isenta de impostos);
    mais R$ 3.800,00 de auxílio moradia; mais R$ 8.500,00 de cotas para
    materiais gráficos; mais R$ 500,00 para telefonia fixa residencial,
    mais onze assessores parlamentares (ASPONES) com salários a partir de
    R$ 6.800,00; mais 25 litros/DIA de combustível, com carro e motorista;
    mais cota de cinco a sete passagens aéreas, ida e volta, para visitar
    a base eleitoral; mais restituição integral de despesas médicas para
    si e todos os seus dependentes, sem limite de valor; mais cota de R$
    25.000,00 ao ano para tratamentos odontológicos e psicológicos”.

    Esse conjunto de gastos está – segundo os advogados Mariani e Giordani –

    “impondo ao erário uma despesa anual em todo o Senado, de:

    – R$ 406.400.000,00; ou

    – R$ 5.017.280,00 para cada senador.

    Tais abusos acarretam uma despesa paga pelo suado dinheiro do contribuinte em média de:

    – R$ 418.000,00 por mês, como custo de cada senador da República”.

    Mariani disse ao Espaço Vital que, “como a ação popular também tem motivação pedagógica, estamos trabalhando na divulgação do inteiro teor da petição inicial, para que a população saiba que existem meios legais para se combater a corrupção”. Cópia da peça está sendo disponibilizada por este site. A causa será conduzida pela juíza Vânia Hack de Almeida. (Proc. nº 2009.71.00.009197-9)

    AÇÃO POPULAR Nº 2009.71.00.009197-9 (RS)

    Data de autuação: 31/03/2009

    Juiz: Vania Hack de Almeida

    Órgão Julgador: JUÍZO FED. DA 05A VF DE PORTO ALEGRE

    Órgão Atual: 05a VF DE PORTO ALEGRE

    Localizador: GAB03B

    Situação: MOVIMENTO-AGUARDA DESPACHO

    Valor da causa: R$6.200.000,00

    Assuntos:

    1. Adicional de horas extras

    2. Horas Extras

    AUTOR: IRANI MARIANI

    Advogado: IRANI MARIANI

    AUTOR: MARCO POLLO GIORDANI

    Advogado: IRANI MARIANI

    RÉUS: 1 – UNIÃO – ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO

    2 – GARIBALDI ALVES FILHO

    3 – EFRAIM DE ARAUJO MORAIS

    4 – FUNCIONARIOS DO SENADO FEDERAL

  36. Bom Dia Pessoal!
    Essa história se repete, sim, pelo Brasil afora. Aconteceu recentemente com um professor da PUCRS cuja genitora faleceu por volta de 2004.
    Mas, vamos ao que interessa.
    Essa burocracia toda é fácil de resolver. Basta privatizar alguns serviços públicos. Entreguem aos cartórios que são serviços delegados e implantem a administração de resultados, estabelecendo e cumprindo metas. Ainda pode-se executar o bloqueio automático dos pagamentos após o óbito. Basta para isso o cartório que registra o óbito, efetuar a operação online.
    Mas, nesse país onde tudo se complica, nada se simplifica, o melhor é deixar do jeito que está por que, por trás desses pequenos “acidentes burocráticos” tem mta gente recebendo sem a família do morto saber.
    Aqui no RS, quando assumiu o governo em 1995, Antônio Brito contratou o grande Gerdau Joahnpeter (o poderoso das siderúrgicas) para implantar a Gestão da Qualidade no serviço público. Desde então, só as suas siderúrgicas cresceram, ele comprou a Aços Finos Piratini (que era do Estado) e, resumo, a máquina pública continua emperrada (vejam a sucessão de escândalos no RS).
    Att
    Cencinato

  37. E vamos tomando nota :

    Mais essa: Vânia Lins Uchôa Lopes é prima de Tito Uchôa, primo do malandro Renan, e foi contratada como assessora técnica da presidência do Senado em 2005.
    Nesta época, Calheiros era presidente da Casa.
    De acordo com o jornal, Vânia recebe sem dar expediente no local, mora em Maceió e não costuma viajar para Brasília.
    Procurada pela “Folha de S.Paulo”, a assessoria de Sarney afirmou que há casos de assessores “pendurados” na presidência do Senado, que recebem sem trabalhar.

    Bom dia Ricardo, como vai?

    Ah! como são mentirosos estes jornais não?

    Segundo o Luizinho da Silva, estes malvados diários são fabricantes de notícias ruins e de crises, tudo que acontece de ruim é culpa do FHC, e da imprensa. Você é um culpado Kotscho, o Balaio está enterrando o governo, e todos os homens de bem que se matam de trabalhar de noite e de madrugada para que a notícia chegue até nós pela manhã são uns maldosos e traidores da revolução da corrupção, eu acho que na cabeça deste rapaz, o mundo é cor de abóbora!

    Ah! Os jornais, estes malditos!

    Os redatores? Uns infames!

    Os jornalistas? Uns traidores!

    Os editores? Ingratos

    O Jornaleiro? O que vende na banca: Um trerrorista!

    E o povo que lê? Uns cúmplices dos ingratos!

    E as notícias? Tudo infamia e calúnia, querem derrubar aquilo que nem está de pé!

    Enfim só me resta a seguinte conclusão:
    O povo é que não presta, são uns resmungões!

    E quanto ao nosso ilustre sapientíssimo Presidente, o Sarney, o Renan, o patife do Wellington Salgado, e todos os que estão apoiando esta patifaria e este pouca vergonha toda?

    Estes são uns martires!

    Pobre Sarney, pobre Luiz, quanta injustiça não é?

    Ô povinho desgraçado estes que falam mal deles não é?

    Ricardo cada dia mais menos tesão por esta nação, que ajudamos a edificar.

    Não foi em puleiros e palanques, e sim em escolas e nos emprêgos, trabalhando assim feito uns idiotas, respeitndo horário, cumprindo jornadas, respeitando as normas e os regulamentos, desenvolvendo cada qual as suas potecialidades com afinco para levar honestamente para o nosso lar no final do mês o salário digno de quem fez por merecê-lo, com suor e determinação!

    Como nós éramos burros?

    Como diz a música no reverso: “Eles venceram e o sinal….prá nós que trabalhamos!

    E sabe o que é o pior?

    Essa bandidada nem sabem o mal que estão causando ao Brasil, se acham lindos entre eles:
    Que belo sapato comprado com o dinheiro roubado Zé, que é isso mininu você é que está lindo com esta gravata parecendo o Didi!

    E o inferno abriu um monte de novas vagas?

    General Heleno, sinto muito por nós, eu já vi isto, e confesso que nã fui muito simpático a maioria das coisas, mas uma coisa é verdade: Vagabundo era vagabundo e o lugar destyes é na cadeia!,

    Sou contra todos os ismos: Totalitarismo, absolutismo, terrorismo, vagabundismo enfim. Mas infelizmente, não existe saída.

    Eu acredito que no alop escalão deva existir mais um monte de brasileiros honrados e indignado assim como o senhor e como boa parte do povo decente desta nação.

    Evidentemente não é a melhor saída, isso não vai ser bom, mas o fundo do poço chegou, fique a vontade, acredito que diante disto, até os bolsas misérias vão apoiar o senhor, o descalabro chegou ao limite máximo da pouca vergonha!

    Abraços Ricardo e balaieiros, desculpem-me mais não dá mais, este vagabundo e sua corja não vão mesmo renunciar mesmo, e ninguém foi mandado embora, os pilantras foram afastados para continuar ganhando em suas casa ou em fabulosas viagens para fazer o que faziam durante o expediente: Ou seja NADA!

    Em mais um dia de notícias escandalosas!

    Abraços fraternos

    Manoel Ferreira

  38. Ricardo,

    Dizem que quando o reporter vira notícia não é por “coisa boa”.
    Li o seu post e acho que muita coisa deveria ser melhor esclarecida. Mas deixa isso pra lá.
    A mídia deve estar muito satisfeita com a mais nova notícia que veio suprir o vazio que a queda do avião do voo AF447 estava deixando. A morte do Michael Jackson caiu do céu. E olha que ele não era avião.
    Quem arcará com os custos das buscas dos destroços e dos corpos das vítimas do voo AF447?
    Grande abraço,
    Flavio Santos

  39. O da minha mãe foi ao contrário. Ela faleceu no dia 30/04/2009, como havia fechado o mês, meu cunhado retirou o dinheiro até mesmo para ajudar nas despesas do enterro. Finalizando, meu caro Ricardo. Meu cunhado compareceu no INSS para informar o falecimento e também avisar para o não depósito; foi obrigado a devolver aquele dinheiro sob pena ameaça de ser denunciado como ladrão e depois ter que ir retirar um alvará judicial para levantar o ridiculo valor. Saí mais caro o alvará judicial do que o valor a retirar.

  40. Estranho que lendo os comentários postados cheguei a conclusão que errei, postei o meu falando do INSS. Lendo certas criticas devo então acrescentar. O Lula está no governo a + ou – sete anos e nada foi feito em termos de acertar esta burocracia que aí está. Procuram os políticos (e sempre) a desculpa do governo anterior, independente de quem esteja no governo. Os anteriores são sempre culpados. Mas a culpa é nossa que votamos nesses senhores. Este país está uma bagunça pior que na época do Império. Acho que deveriámos tentar a Monarquia parlamentarista.

  41. Ricardo,
    Faltou acrescenar ao meu comentário acima, que Michael Jackson não era avião, mas era um astro e portanto, também habitava “os céus”.
    Flavio

  42. Nobre jornalista:
    causa-me espécieo senhor como formador de opiniões, imite o Lula derrapando no idioma brasileiro. Se algo aconteceu, passa a ser ‘real’. Portanto TODO FATO ´POR SI SÓ É REAL. desta forma, FATO REAL só existe na cabeça dos desinformados e dos que ‘estão se lixando para aquilo que escreve’.(Roy Lacerda).

  43. Infelizmente ainda estamos sujeitos a esse tipo de situação, ou seja, quem tem direito ou precisa receber, dependendo para sua propria sobrevivencia, não obtem favorecimentos, enquanto aqueles que não precisam ou não tem direito recebem. Pergunta-se; má fé ou morosidade do sistema? Há incapacidade dos nossos gestores ou negligenciam a realidade?

  44. Ricardo, boa tarde!

    Sabe querido, estou tão triste pelo que vem acontecendo com o nosso””NOSSO”” país, que nem dá mais vontade de apontar a lista de canalhas que estamos cansados de saber.

    Então você poderia me perguntar: Mas por quê você ainda perde o seu tempo?

    Olha querido talvez tudo isto, quero dizer, toda esta mentira tão bem contada e espalhada aos quatro ventos esteja realmente virando uma verdade sórdida e maldita. E ainda muitos filhos desta terra serão ludibriados por uma gama seleta e preparada de propagadores desta mentira, os quais eu já te disse aqui, estão em todos os lugares, até na internet, e melhor principalmente nela, tentando abafar a voz daqueles que ainda clamam neste deserto de lama de perdição e da corrupção, por um gesto de notoriedade e austeridade deste que foi eleito para defender a maioria deste povo e não as minorias dos malfeitores de quem se aproximou!

    Ainda espero uma atitude deste rapaz, que alguém mais atento possa orientá-lo diante deste caos que se instalou ao seu redor!

    Existe para isso em meu coração dois motivos Ricardo:

    Um é o de não querer ver o legado de tantos homens de bem que construiram esta nação trabalhando dia e noite, nas mãos sujas da pior espécie de pessoas que se poderia imaginar,

    E o outro é que ainda quero em vida respirar o ar da democracia, pois isto que se instalou é uma farsa!

    É uma forma oculta de totalitarismo, e de outros ismos que odeio!

    Por isso ao invés de apontar mais alguma coisa, hoje me lembrei de um bolero, que me faz pensar, olhando o quadro político de hoje: “Que será de ti Brasil, que srá de ti?”

    Com adaptações:

    Cuál es la ilusión de que cuando en tu corazón para llegar a la fim.E ante la justicia y la verdad
    Y creo que usted ha sido trid y engañados por personas sin el más mínimo respeto a usted, ya no oprimidos, y tratar de entender que los pobres no entienden el mal que has hecho, que, sin esta fe que nos da el amor, nada puede ser . Son personas de la [naturaleza inescrupolosa mal y no quieren que usted tanto como usted se merece

    ¿Qué va usted, sin mi grito, sin mis comentarios sencillos sin mucho valor, que no sólo a su derecha!
    Voy a seguir mi verdadero afecto.
    Y tu amargura que la corrupción se disipan.
    Y con el perdón en mi corazón, encontrar la paz.

    Hablar a mí, todo lo que el fraude de su sagrado suelo, los caminos que vienen.
    Recordando días el tiempo que viven en ellas.
    Y sentir la nostalgia, que involuntariamente.
    exige que la única verdad que no se puede existee.

    ¿Qué, me encantó que la tierra, sin mi, sin mi desejops abrazos, que fueron siempre su ..

    Voy a seguir mi verdadero afecto.
    a pesar de estar aquí presente,
    su amargura y se disipan.
    nunca deje de amarte mi Brasil!
    Y con el perdón en mi corazón, incluso pecadores, encontrar la paz.

    ¿Cuál será tiiiiiiiiiii

    Bom final de semana a todos!

    Abraços fraternos e verdadeiros!

    Manoel Ferreira

  45. É lastimável o que se lêeo que se ouve, nos orgãos de imprensa, e também, principalmenrte nas ruas. O Brasil clama, implora por um mínimo de moralidade. É voz corrente! Imaginem todos, os que sabem ler, os não cegos(!), o que infelicita nosso país nestes tempos!
    Procurem enxergar, soltem aplausos ao Senador Pedro Simon, que foi bem claro, objetivo, da tribuna do Senado Federal, para todo País: Fóra sarney, Sarney não tem como continuar presidindo esta casa, o Senado da República, não só porque este “patrimônio” não merece, mas porque sobretudo está a muitas milhas acima da incapacidade, da ganância incontida e
    desmedida destes eternos ditos donos de nosso patrimônio.
    Façamos vozes junto ao Povo: Fóra Sarney!!!!!
    Fóra estes pilantras, enganadores e descomprometidos com nossa Pátria!

  46. Prezado Sr. Ricardo,
    Sou procurador federal e defendo as autarquias federais, dentre elas o INSS. Entendo o problema pelo qual o Sr. passou, mas se o Sr., em vez de levantar o valor que estava sendo depositado em nome de sua mãe, o tivesse deixado na conta, depois de 3 meses seria automaticamente suspenso o benefício e não haveria necessidade de estornar nenhum valor.
    Talvez um bom advogado resolvesse melhor o problema.

  47. Não lembro com quem ocorreu, um escritor cujo nome nao recordo.
    Ocorreu dele receber uma quantia no caixa da receita ou uma repartição pública. Antes de sair contou o dinheiro e tinha cinquenta reais a mais. Voltou para devolver e o caixa já havia fechado. Perguntou a um funcionário que disse que ele teria que fazer um requerimento e protocolar. Depois teria que ir a “recebedoria” preencher uma guia e efetivar a devolução. Um departamento ficava num lugar e o outro em outro lugar. Mas teria que ser no dia seguinte, porque tudo já estava fechando.
    Ninguem quis se comprometer.
    Dai ele estudou o assunto, viu que teria uma enorme dor de cabeça, fez um bolinho com o dinheiro, emboladinho, foi até a porta de saida, parou e jogou o dinheiro dentro do departamento. Depois saiu correndo.

  48. E você que é uma pessoa de influência hein ! Imagine o que passamos diante desta imensa burocracia que muitas vezes é incrementada por funcionários incompetentes quando não e também amantes de complicações…..Adoram carimbos, reconhecimento de firmas, autenticações, etc.etc..

  49. os cartorios enviam para o inss até o dia dez do mes seguinte os registros de obtos do mes anterior, se por motivo de dados cadastrais o beneficio não for cessado é so ir até a agencia do inss que o beneficio é mantido que ele é cessado na hora e calculam se há algo que os “herdeiros ” tem a receber.

  50. Sr. Ricardo,

    Em novembro próximo a República Federativa do Brasil completará 120 anos de existência. Aos trancos e barrancos, é inegável o progresso do nosso País, tão-somente pelo aspecto material, principalmente nos últimos 50 anos. Divagando, fico a imaginar qual seria a nossa condição atual, sob todos os aspectos, se perpetuada, até aqui, a forma de Governo anterior, qual seja a Monarquia, acrescendo-lhe os protocolos do Parlamentarismo. O futuro a Deus pertence! Mas o que nos reserva o futuro enquanto Nação ante esses fatos do cotidiano, que, de exceção tornar-se-ão regras? Não seria demasiado lembrar Joseph Goebels: uma mentira repetida mil vezes tornar-se-á verdade. Sou um jovem senhor, já aposentado, mas não sou um poste. Tenho filhos e hei de ter netos, mas também tenho medo e não pretendo deixar o medo como meu legado. Creio ter chegado o momento de a República fazer um mea culpa para o fortalecimento dos seus fundamentos ou, se for o caso, permitir que se arriem as cortinas, substituindo-se o enredo e as principais personagens da peça ora em cartaz.

  51. Ricardo!,

    Esta tua conversa de serviço publico tá me parecendo coisa encomendada pelo Franklin martins, diante das greves que estão començando no serviço publico, consequencia dos acordos feitos pela pelegada da CUT ligada ao presidente bom de voto.

    Quem não te conheça que te compre!

  52. Bastaria ao jornalista não sacar mais nenhum dinheiro da conta do beneficiário e enviar uma certidão de óbito da pessoa falecida, ao INSS local, que seria automaticamente encerrada a conta. A conta não movimentada é encerrada, com devolução ao INSS dos valores creditados indevidamente. Portanto, ao não movimentar a conta do beneficiário o jornalista não teria nada a devolver, pois, assim procedendo, não teria sacado nenhum valor indevido. Assim deve proceder qualquer familiar de alguém aposentado e que venha a falecer.

  53. Infelizmente essa situação é corriqueira que já se constituiu um quisto profundamente entranhado no organismo estatal.
    Acredito que isso se deve a falta de vontade desde o gestor maior até ao menor servidor de exercer o serviço direcionado ao público com um mínimo de profissionalismo.
    Trabalhei 35 anos no serviço público até me aposentar e recebi os piores estigmas por tentar reverter essa realidade.

  54. Olá Kotscho, tudo bem ? Minha mãe tb está com um problemão … mas não com o INSS ou Imposto de Renda mas sim com o IPTU. Nesta semana ela recebeu uma notificação dizendo que não foram pagos os IPTU´s dos anos 2007 – 2008. Que a divida está em torno de 3.000. Nossa Kotscho minha mãe surtou. Na época ela fez um acordo e todas suas pendencias foram diretamente debitadas de sua conta corrente. O IPTU deste ano tb está sendo debitado em c/c …. agora vem a questão …então ela foi a subprefeitura para mostrar todas as notas …acordos …etc…para regularizar essa questão e eles disseram: não consta nenhum pagamento em nosso sistema …então a senhora terá que resolver diretamente com o Banco. O pior vem agora …com isso ela mostrou todos os carnes pagos com a autenticação mecanica e a atendente simplesmente disse …isso não tem validade. Vc terá que realmente entrar em contato com o banco. Ai ela foi ao banco e o banco mandou ela ir diretamente a central …. sabe Kotscho minha mãe ficou super chatiada pq sempre pagou certinho e mesmo assim consta debitos fora o risco do seu imovel ir a leilão…o que mais me deixou indignada é que os comprovantes de pagamento não serviram como prova …agora eu pergunto ?? O que minha mãe deveria ter apresentado ?? rs* Não é uma piada ?? Ai falei … mãe …vamos entrar com uma ação …será que dará certo ?! Este é o nosso BRASIL ….

    saudações

  55. Fala-se agora em percentuais elevados de Senadores que são favoráveis a permanência de Sarney no comando do Senado! Como são inconstantes as mentes dos legisladores! Logo dos legisladores! De quem mais precisamos, não só agora, mas permanentemente. Sentimos carência de bons analistas, que se expressem com clareza e à altura do entendimento do povo. Estes contingentes de que nos fala a imprensa, se enquadram naqueles horripilantes grupos a que se referiu nosso bravo Sen JARBAS VASCONCELOS.É sempre positivo rebater esta tecla: NOSSO SENADO não merece tantos impropérios. Nosso consolo é que residem ali, batalhando incansáveis, muitos Senadores, que amam a Pátria e a seu Senado. Lutemos para que este grupo consiga lançar ao fundo de um poço malassombrado, esta escória de alguns Representantes do povo, escória na expressão vernacular mais clara e nítida.

  56. Pois é, só hoje fiquei sabendo, através da coluna do Élio
    Gaspari, quanto seu amigo recebe do INSS, isto é, qual
    o valor de seu benefício mensal.
    Coitado, “só” cinco mil reais !
    E olha que ele é contra o projeto do Paulo Paim que
    recompõe o ganho da “boiada”. Motivo: não tem
    dinheiro, pô !
    Aliás, vale a pena ler a coluna do citado jornalista.
    Ficamos todos comovidos com o “idealismo” da
    chamada esquerda.
    E.T. : seu patrão deve “de” estar hoje na “mó” ressaca.
    Óia que onti teve a festança junina…

  57. Eu estou sendo lesada pelo inss,dei entrada em 1998 APOSENTADORIA POR TEMPO SE SERVIÇO.Mas até hoje nada,meu processo foi por todas as estancias,dando-me o direito,mas quando aqui chegava,no inss de SÃO JOSÉ DOS CAMPOS,ERA INDEFERIDO.hoje esse processo,está no ministério público,hoje é modo de dizer,porque lá está desde 2001.E até agora nada.E acho que estão esperando eu completar, sessenta anos.Ai eu recebo o salário mínimo.ISSO É GOLPE

  58. Ricardo !!!

    Bom dia meu nêgo.

    Enquanto estes filhos da peste, ficam aí só no roubo, este povo lindo, a despeito desta corja, ainda fica nesta, e eu com eles.

  59. Em 1994 me aposentei num teto de 10 salários mínimos.
    Hoje..Junho de 2009 recebo menos que 5 salários mínimos.
    Trabalhei trinta e cinco anos….e sempre recolhi INSS no TETO de 10 salários.
    hOJE RECEBNDO MENOS QUE CINCO SALÁRIOS…COMO POSSO TER UMA VIDA DIGNA? REMÉDIOS….ALIMENTAÇÃO….SEGURO SAÚDE????????
    É triste ver a situação política…..Senadores e deputados Sugadores com muitas aposentadorias…..Auxilio moradia??? Plano saúde até a morte????
    Pai. filhos e Netos sugando aposentados com empréstimos???
    Esse é o nosso Brasil…

  60. Prezado Kotscho: A burocracia brasileira consegue superar Kafka ,anos-luz .A mistura de burrice e sadismo é inimitavel.Lembra daquele cara que criou uma figura de ficção (o Dr. Palhares) para fazer andar um processo dele ? Dá vontade de pedir ajuda ao Dr Palhares numa hora dessas , não dá ?

  61. O problema de pessoas recebendo indevidamente aposentadorias de parentes já falecidos, o que certamente onera os cofres públicos, seria facilmente resolvido com o RECADASTRAMENTO anual dos beneficiados; mas dai, amigo, fazer os funcionários sanguessugas das repartições Federais tirarem as bundas das cadeiras e trabalhar…

  62. Isto me parece mais falta de um cadastro único entre os diversos orgãos . A União sabe quem deve para ela,e para quem ela deve,mas não tem um sistema de encontro de contas (Sistemas da Receita não trocam dados com o INSS, Ministérios, Bancos Públicos)…

  63. KOTSCHO.
    Esse negócio de dinheiro público é assim mesmo.

    Caso do INSS
    Corrija os valores pela SELIC e deposite em juízo. Faça uma consignação em pagamento. No fim, o INSS ainda terá que pagar as despesas do processo.

    Caso da restituição do IR.
    Aguarde a devolução.

    Saudações

  64. Meu pai tem 83 anos e minha mãe, 76. Trabalharam a vida toda e residem em uma casa de madeira adquirida a duras penas. Mamãe é aposentada. Papai, não. Ingressamos com uma ação judicial para ele receber uma pequena pensão, pelo menos para pagar os medicamentos que consome. A ação foi julgada improcedente, pois na casa do casal existem eletrodomésticos – TV, geladeira, fogão e outros utensílios – que provam não necessitarem do pensionamento federal. Não se comprova o “estado de miserabilidade” necessário para o benefício previdenciário. É assim que estabelece nosso sórdido modelo de assistência social brasileiro. Felizmente, este é um país que faz. “Faz de conta que assiste aos necessitados”. E o povo ainda acredita nos fazedores de leis – ministros, senadores, deputados, presidente da República, governdores, prefeitos e vereadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *