Futebol caipira tira emoção do Paulistão

Futebol caipira tira emoção do Paulistão

Nem o grande goleiro Rogério Ceni, de volta ao São Paulo, depois de passar 20 dias de molho só assistindo aos jogos, estava aguentando ver aquela pasmaceira no Morumbi vazio na noite de quinta-feira.

No intervalo do jogo, com cara de sono, mandou ver: “O Oeste está atrás, nosso time não é veloz, e o jogo está chato”, desabafou para os repórteres.

Como não podia ir dormir, Rogério voltou para o segundo tempo, e assistiu à vitória por 3 a 0 contra o Oeste, de Itápolis, um timinho que veio ao Morumbi só para perder de pouco.

Para ser justo com o goleiro, ele ainda faria uma grande defesa, que evitou o pior, no começo do segundo tempo, quando o São Paulo estava se arrastando em campo para segurar o 1 a 0.

O que está acontecendo com nossos times do interior, que antes davam um sufoco danado nos grandes, chegavam às finais _ e, algumas vezes, ao título _ e todo ano revelavam jogadores que logo iriam parar na seleção brasileira ou na Europa?

Este ano, o futebol caipira está uma tristeza só. Antes da metade do Paulistão, os três grandes do chamado “trio de ferro” _ Palmeiras, Corinthians e São Paulo _ dispararam na ponta, e a disputa agora se limita a saber quem vai ficar com a última vaga do G4, se Santos ou Portuguesa. Palmeiras e Corinthians ainda estão invictos, depois de dez rodadas.

O time do interior mais bem colocado é a Ponte Preta, que está em sétimo lugar, dez pontos atrás do Palmeiras, disparado o time que vem jogando o melhor futebol no Paulistão, e apresentou a única grande estrela do campeonato até agora, o artilheiro Keirisson.

O outro time de Campinas, o Guarani, eterno rival da Ponte Preta, está entre os quatro que seriam rebaixados se o campeonato terminasse agora. Pior ainda que o Guarani está o Botafogo, de Ribeirão Preto, com apenas duas vitórias em dez jogos, também forte candidato ao rebaixamento.

Abaixo do Guarani, vem outro ex-grande time do futebol caipira, o Mogi Mirim, que revelou Rivaldo e Mauro Silva, entre outros campeões mundiais. Rivaldo comprou o time, mas já está arrependido.

“O Paulista está com nível mais baixo do que na minha época”, constata ele, no comunicado em que promete entregar o clube a quem se interessar, como a Folha revela em sua edição desta sexta-feira.

Não é fácil ver estes jogos em que só um time ataca, dando chuveirinhos na área, e outro só se defende, dando chutão pra frente. Na metade do segundo tempo, quando André Dias marcou o segundo gol do meu tricolor, joguei a toalha, desliguei a televisão, e fui dormir.

Tenho certeza que, se pudesse, Rogério Ceni faria o mesmo…

13 thoughts on “Futebol caipira tira emoção do Paulistão

  1. Ao menos dessa vez o time jogou melhor; Acho uma boa formação do SP, o time foi mais leve e criou muitas chances de gol; Hernanes jogou mal o 1º tempo, mas foi muito bem no 2º; Arouca tb mostrou mobilidade e o Jean foi o melhor em campo mesmo. O JCesar ainda foi discreto nas subidas ao ataque; acho uma escalação no 4-4-2 que pode ser repetida em outras partidas. Sobre os times do interior a má gestão financeira e aquela coisa de depender de um mecenas para bancar tudo faz com que os clubes não se sustentem com suas próprias pernas; além disso a Federação não ajuda os clubes, apenas inchou o campeonato deixando ele desinteressante; sem contar que o horário do jogo de ontem foi bizarro!10 da noite para passar no Pay per view é dose!

  2. Caro Ricardo,
    Sou tricolor também e acompanha o São Paulo desde 1970, com Gerson, Pedro Rocha e Toninho; na minha opinião a culpa pelo declínio do interior é o calendário, pois a maioria desses times só jogam os três meses do campeonato paulista, depois ficam parados ou disputando campeonatos sem importância.
    O Mauro Silva foi revelado pelo Bragantino e não pelo Mogi Mirim.
    Abraço

  3. Bom dia Ricardo!

    Desculpe sair do assunto…caso queira nem precisa publicar.

    Ontem o boteco esteve muito animado…tivemos discussões muito interessantes, se puder dê uma olhadinha, e venha mais vezes participar com a gente.
    Gostaría de fazer aqui uma propagandasinha sobre o nosso local.

    Muitos que tenho vísto por aqui, tem comentários muito interessantes, e gostaría que pudessem dar uma passadinha por lá ao menos para conhecer.
    É um espaço destinado á fortalecer amizades, e pontos de vísta.
    Obviamente exístem como em todo boteco que se preze, algumas discussões educadas, que não fazem outra coisa á não ser criar a possibilidade de nos conhecermos um pouco mais.
    Esse foi o caso de ontem…

    Para chegar lá, basta acessar o google e digitar “boteco do balaio”…o resto é só se cadastrar, e se divertir com a gente.

    Um grande abraço a todos e a voce Ricardo caso publique ou não esse comentário…afinal está tão fora do post rsrsrs

    Só para dar um pitaco, eu considero o Rogério, e o Marcos ambos goleiros como verdadeiros profissionais que buscam acima de tudo o profissionalísmo…o resto praticamente para mim são apenas mercenários que me causam repulsa quando beijam a camisa…beijam na verdade é o bolso…

    Robson de Oliveira

  4. É verdade grande Kotsho! Como são-paulino sou obriado a concordar: o Paulistinha está um tédio! Já não tem mais graça, ainda mais para o São Paulo.

    O negócio é economizar a grana do ingresso pra assistir a Libertadores.

    Sou a favor do Muricy implementar novamente o “expresso tricolor”, vulgo time “B”, só pra disputar o Paulista.

    A FPF por sua vez poderia investir um pouco mais, subsidiando o contrato de alguns grandes jogadores pra times do interior.

    Quando será que o Paulista voltará a ter graça e significância?

  5. Caro Robson de Oliveira, das 11:32,
    fico feliz em saber que o nosso Boteco do Balaio está um sucesso.
    Aos que ainda não sabem, informo que o Boteco é uma filial deste blog criada no Google pelos próprios leitores, quando tivemos problemas técnicos aqui e comecei a moderar previamente os comentários, o que dificulta o bate papo entre eles.
    Como o debate aqui está ficando mais sério, recomendo uma visita ao Boteco pra quem queira se divertir um pouco com a turma boa do Balaio.
    Abraços,
    Ricardo Kotscho

  6. Para Rogerio Passos, das 11:32,
    grato pela correção, voce está certo. Mauro Silva foi revelado pelo Bragantino e não pelo Mogi-Mirim como escrevi.
    Abraços,
    Ricardo Kotscho

  7. Ricardo, sou bugrino e acompanhava o campeonato paulista quando ainda tinha emoção.
    O que ocorre é que os grandes de Sp “precisam” estar na final, para ajudar a audiência de certa tv.
    No jogo da Ponte contra o SP os gols do Sao Paulo foram de bolas paradas.
    Se vc fizer uma pesquisa verá que a maioria dos gols dos “Grandes” são de bolas paradas ou se originaram de alguma falta proxima a grande área do time interiorano.
    È claro que não posso desmerecer os times da capital, porque são os melhores times do estado com certeza.
    Mas o que se vê neste capeonato são cartas marcadas.
    A federação não quer time “pequenos ” na decisão. Não atrai audiência para a tv.
    Da nojo assistir ao confronto entre times da capital e do interior. O juiz só falta chutar a bola a gol. Qualquer queda do jogador é falta, principalmente se for proximo da aréa adversária.
    Isso vai minando a confiança do time adversário.
    E como a maioria dos jornalistas torcem para os grandes, isso passa em branco.
    Mas quando um grande joga com outro sempre tem polémica e troca de causações, não é?? (basta ver o último Corinthians x São Paulo).É porque o juiz não sabe pra que lado pender.
    A verdade é que este campeonato foi feito para o Corinthians ser Campeão. A tv (Q) só esqueceu de avisar o São Paulo.

  8. Prezado Kotscho,

    Permita-me uma correção. Mauro Silva não foi revelado nem pelo Mogi Mirim nem pelo Bragantino. Foi no Guarani, de Campinas, que ele iniciou sua carreira. Mas o Guarani cometeu um grave erro ao cedê-lo para o Bragantino, onde Mauro acabou se destacando.

    Grande abraço.

  9. ja q nao se toma atitude para LIQUIDAR com esse campeonato
    ele de tao chato e cada vez PIOR vai acabar sozinho e o segundo
    jogo do spfc q acordo na hora do gol
    valter

  10. É triste constatar que os nossos times do Interior, estão abaixo da crítica. Esses times são celeiros de craques e isso também deve preocupar os grandes clubes, pois terão menos mão-de-obra no futuro.

  11. Por falta de competencia dos dirigentes do futebol paulista, e principalmente dos dirigentes dos clubes do interior, transformaram o melhor CAMPEONATO DE FUTEBOL DA AMERICA DO SUL, em um torneiozinho sem graça, tinhamos clubes (mais de 20), para fazer-mos grandes campeonatos com disputa até o ultimo jogo, mas como no resto do Brasil, juntando todos não conseguem fazer um campeonato como éra o PAULISTA, os incompetentes resolveram fazer um campenato brasileiro que não tem graça(vejam a média de público), uma tal de Copa do Brasil (ridicula) que só interessa a televisão(a programação é tão ruim, que qualquer joguinho dá mais audiência), ha, ia esquecendo dos empresários(urubus)dos jogadores e tambem das “leis Peles,Zicos e outras besteiras mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *