Um dia de "Jaques", o pagador de contas

Um dia de "Jaques", o pagador de contas

Tempos atrás, quando comecei a trabalhar em casa, virei o “Jaques”. Era só minha mulher me ver sem fazer nada, que vinha logo com aquele irrespondível pedido à queima roupa:

 “Já que ce taí sem fazer nada, será que não dá pra ir no banco pagar estas contas pra nós?”.

Tinha que ir, claro. Nos últimos tempos, minha vida melhorou muito porque ela passou a pagar todas as contas pela internet, e nunca mais falamos no assunto.

Este mes, como a Mara não conseguiu pagar algumas contas porque estava passando férias com a família na praia, e a internet lá ainda funciona movida a lenha, imagino, sobraram algumas contas para pagar no banco.

Sexta de manhã, lá fui eu cumprir meus compromissos na parte que me cabe neste longevo casal que está para completar 40 anos de vida em comum.

Minha primeira parada foi nos Correios, agência da rua Estados Unidos. Sim, apesar de toda a facilidade proporcionada pela internet, ainda é preciso mandar por carta os comprovantes para receber restituição de pagamento do plano de saúde.

Como era hora de almoço, claro que o pessoal tinha saído para o almoço. Ficou só um herói lá para atender à clientela. Acontece que é justamente nesta hora que muita gente aproveita para ir aos Correios…

Meia hora depois, cumprida a primeira missão, tive sorte: na agência do Banco do Brasil, na rua Augusta, estava tudo deserto no andar térreo, onde só ficam os caixas automáticos e uma mesa, deve ser do gerente, que tinha ido almoçar.

No andar de cima, onde ficam os caixas, também parecia feriado. Ali agora só funcionam dois guichês, mas logo fui atendido. Fiquei pensando para que serve uma agência tão grande e suntuosa para tão pouca gente.

Pouco mais acima, na rua Augusta, a agência do Banco Real estava fechada em pleno dia útil. Não entendi nada. Nenhum aviso, nenhum sinal de greve, e tudo vazio, portas fechadas. Dali a pouco apareceu um funcionário para me informar que a agência estava sem energia.

Virando à direta, na alameda Lorena, a agência do Santader era a última estação da minha viagem de pagador de contas da família. O mesmo cenário: tudo deserto, apenas os seguranças olhando para o vazio, que me indicaram o caminho para pagar a conta que faltava.

Era preciso pegar uma senha como nos laboratórios de exames clínicos. Tinha duas opções. Uma delas era só para idosos, deficientes, gestantes, etc., e foi nela que peguei a minha porque, de acordo com o Estatuto do Idoso, a partir dos 60 anos, temos direito à fila preferencial em qualquer lugar.

Foi a maior roubada. Esperei uma eternidade para ser atendido porque muitas empresas agora contratam pessoas de minha idade como office-boys, quer dizer, office-olds, que levam pacotes de documentos para pagar e passam horas no guichê.

Além disso, tem meus colegas aposentados, que não conseguem usar o caixa eletrônico e vão ao guichê todos os dias para conferir suas contas e levar um papo interminável com os atendentes, só para matar o tempo.

Por último, tem os malandros trouxas, que não são idosos, nem aleijados nem grávidos, mas entram na fila preferencial “por engano”. Em geral, são distintos senhores de paletó e gravata (no check-in de prioridade dos aeroportos, eles também costumam se “enganar”).

Não foi o melhor programa do mundo, confesso, mas faz parte, e é bom para a gente saber como é a dura vida de quem ainda está fora da internet e tem que pagar suas contas nos bancos.

 

   

 

 

 

60 thoughts on “Um dia de "Jaques", o pagador de contas

  1. Parabéns RK. O Sr. retratou muito bem a vida do outro Brasil, sem internet, biafras para fazerem os pagamento, etc,etc.. No fim tudo acaba sendo uma distração e um passeio…com a clássica pergunta, que fazemos a nós mesmo: Fazer o que? As contas precisam serem pagas e por ai vai. A verdade é uma só: ninguém vence o 1984 de George Orwell.
    Viva o Tricolor!!!
    Ramon

  2. Prezado RK, em algumas agencias e funcionarios descriminam os idosos, os caras trabalham estressados, digo isto por que /
    fui funcionario de um grande Banco particular. E lah nao tinha /
    esse negocio de estar estressado se nao peh na B…

  3. Bom dia Ricardo, enfim eis aí algo em comum!

    Pai, cê pode isso ?

    Pai será que você me faz um favôr ?

    Ô pai, já que cê vai lá perto do pra pagar o negócio do Tadeu,, cê não podia deixar o Daniel no dentista que depois eu vou buscar?
    Eu sempre espero ele, pois se deixar ele fica ali de bobeira um monte, e ela as vezes ela finge que esquece de propósito, e pede pra mim ir buscar, então eu aproveito pra tomas sovetes com ele. Sabe aqueles de massinha, pois saímos do dentista, e merecemos, aquele motorzinho terrível !

    Agora lá em São josé o que não falta Ricardo é vaga pra idosos, o Supermercado X tem pelo menos umas 50, e o Y concorrente quer bater o recorde, os Shopings então nem se fala, não dá pra reclamar!

    Ah! agora estou bem na fita Ricardo, depois de quatro dos meus seis filhos,terem iniciado suas carreiras aqui conosco, a minha netinha mais velha, a Leninha, começou esta semana a trabalhar comigo, ela tá agora aqui do meu ladinho, e tá mandando um beijo pra você, e pede pra você ter paciência comigo tá!

    Abraços draternos

    Manoel Ferreira

  4. É voce tem razão quem paga a conta são os Brasileiros e quem manda no Brasil são os polticos pra que perder tempo fazer balaio isso nunca muda no Brasil .O povo so sabe votar .

  5. Caro Kotsho.
    Olha só. No meu banco eu pago qualquer negócio pelo telefone- luz, água, tel e qualquer boleto, desde que tenha código de barras. O único trabalho é ditar os números do código de barra para o atendente o que, como vc sabe, é longo. Tem que ser correntista, claro.
    Mole, mole…
    Ah, não é necessário ser débito automático, que é outra coisa.

  6. Trabalhar em casa não há muito respeito, a não ser que você se tranque em um quarto com um aviso de “não entre” na porta. Sempre gera a sensação no outro de que se é desocupado. Vivo isso cotidiamamente. Só não pode é faltar o dinheiro para pagar as contas. Agora, ainda assim é melhor que qualquer fábrica, qualquer escritório, qualquer trânsito, qualquer fila, etc, etc, etc.
    Carpe Diem.

  7. Caro Ricardo,

    Esse comentário retrata a mais pura verdade. Quem não paga pela internet passa por todos esses dissabores. E a fila preferencial ainda é uma piada. Eu não a uso mas minha mãe de tem 79 anos usa e toda hora acontecem confusões por causa daqueles tipos que se “enganam” de fila. Outro dia teve um cidadão que quase apanhou numa ag~encia do Shopping Morumbi pois entrou na fila de idosos e avisou a todos os 15 (eu contei) que estavam na fila dos simples mortais que dali não sairia. Os 2 seguranças intervieram, outros também, resultado: O indivíduo foi devidamente colocado pra fora da ag~encia e encaminhado pelos seguranças aos policiais que fazem ronda em volta do Shopping. Perdemos mais de 30 minutos por causa disso.
    Um abraço

  8. 31/01/2009 – 11:11

    Enviado por: Luciano Rosa

    ”Prezado RK, em algumas agencias e funcionarios descriminam os idosos, os caras trabalham estressados, digo isto por que /
    fui funcionario de um grande Banco particular. E lah nao tinha /
    esse negocio de estar estressado se nao peh na B…”

    Caro Luciano. Viu só. É por isso que eles, os bancos privados, são tão rendosos. Qualquer negócio é, como vc disse; pé na B…. E, se não for assim, ”neguim” deita e rola. E, quem achar que não é assim, francamente; não conhece o ser humano!
    Funcionário estabilizado, nem pensar. O ”profeta” Roberto Campos já dizia que, no mundo moderno, nem o matrimônio é mais estável, quanto mais emprego.

  9. Postizinho legal !!!
    Estorinhas do cotidiano, beleuza Véim !!!
    Òtimo como recreio, intervalo das brigas.

    …aconteceu comigo:
    quando entrei na “pior idade”, senti um surto de alegria, quando cheguei numa lotérica, e vi que a nova fila que eu poderia usar, tinha só três veins, a outra, dos “idiotas que insitem em permancerem abaixo dos 60”, tinha mais de quinze.
    Grande decepção.
    Só a primeira veinha que estava sendo atendida, comeu quatro da outra, a danada não acertava o rasgo da máquina que passa o cartão, quando conseguiu, não se lembrava da senha,…uma agonia, pensei: bom isto é esporádico, êste outro, mais novo, vai andar mais rápido, outro engano maior, o caba de tanto pintar o cabelo, lavou o cérebro, limpou todos os bolsos a procura do cartão de crédito, depois de quase nú, percebeu que tinha esquecido em cima da geladeira, mais cinco comido na outra fila.
    Enfim, no tempo que esperei para ser atendido, suponho que tenham sido atendidos mais de vinte na outra fila.
    Por isto fico puto, quando o filho da mãe, diz que estamos na melhor idade !!! Tão gozando com nossa cara !

  10. Ricardo,
    vc vai comentar a representação feita pelo Paulo henrique Amorim contra o governador Serra, que ele acusa de perseguição?? A ele e sua família? inclusive com escutas telefonicas?
    Se a classe jornalistica fosse unida, este assunto seria bastante explorado, pois é um abuso de poder.
    Mas pelo jeito os jornalistas brasileiros estão divididos
    e aceitam tranquilamente este abuso.
    Até agora poucos saíram em defesa do colega.

  11. Caro Vinicius…
    Com relação ao Paulo Henrique Amorim, desculpe mas dizer que poucos saíram em defesa do “colega” é pura verdade pois êle (PHA) tem pouquissimos colegas, uma vez que, tal como o Mainardi, vive acusando e expondo as pessoas que não tem a mesma ideologia política. Se de um lado o Mainardi ataca os “defensores e adesistas” do LULA, o Paulo Henrique Amorim ataca, acusa e expôe os “críticos e céticos” do LULA…
    Ambos valem o que escrevam…

  12. Nao vamos muito longe, a 30 anos atraz, a gente nao pagava tantas contas assim, e vivia muito melhor. Acho que estamos nos transformando em babacas, digo isso, porque qualquer porcaria que essas empresa imventa para arrancar o nosso rico ou pobre dinheirinho, sem questionar devido um bombardeio de propaganda, quando percebemos ja estamos atolado ate o pescosso nesse sistema escravizador. Eu fui um pagador de contas desse jeito que vc descreveu ai, hoje nao faco mais isso, minhas contas sao apenas aquelas que nao tem como escapar, tipo: agua, luz, gaz, iptu,Ipva e mais algumas que nao me lembro. vivo assim , porque queimei , joguei fora, me livrei dessa maldita doenca que nos atacou de uma maneira avazaladoura , chamado CARTAO DE CREDITO. Com essa porcaria no bolso, alem de vc estar enchendo os bolsos de alguns capitalista, vc esta com certeza esvaziando o seu, e depois fica como barata tonta nas filas de bancos. Pense nisso, somos ou nao idiotas ?

  13. Não estou entendendo mais nada dêem uma olhadinha no comentário das 11h09…

    Que moderação é essa afinal ???

    Agora sem querer ofender ninguém…

    Mas… por trás de um NIck-Name tem sempre um covardezinho à espreita…pronto para tecer a teia da confusão e da discórdia…

    Ou acabamos com os nicks. ou eles acabarão com o blog…

  14. Com certesa nós temos que pagar a conta em tudo o povo fica sempre reclamando mas o dinheiro nosso vai no bolso dos politicos e aí problema de fila e outros o povo é manso não faz boicote sempre sera esses balaio nas custas do povo sem cultura povo que vive sempre tomando e vota e paga esses politicos ladrões que estão la para roubar os nossos pagamentos . Continuemos pagar pagar pagar pagar !!!!!!!

  15. Num futuro não muito distante as agências bancarias contarão somente com dois funcionários…

    Sendo: um segurança e um cachorro…

    O cachorro será necessário para evitar que o segurança mexa em alguma coisa…

  16. Comentarios de fila de pessoas de 3as.idades não são raras.
    Acontece que quando se chega em uma adestas filas, teremos que aguentar o (idoso) parar varias contas, até de vizinhos que solicitam para ele por causa da idade é mais facil chegar com brevidade a boca do caixa de Bancos, Loterias etc….
    Muitos deles até recebem extras para efetuarem tais pagameantos, o que es~tão mais de que certos. Dá até pra salvar algum. Um Abraço
    Olavo

  17. Este é o sistema, estes são os diversos Brasis dentro de um mesmo Brasil.

    Sorrir é bom e salutar, ter diplomacia é bom, salutar e oportuno para o ser político e perspicaz desde que tenha consciência da ignorância, da incapacidade e da imensurável distancia que separam nossos Brasis e também ter consciência de que não será num estalar de dedos ou por medidas populistas que se conseguirá preencher este vazio.

    Torço sinceramente que o sentimento que me passam os políticos atuais (demagogia, soberba, ufania, astucia e chacota) não passe de um desatino pessoal e que todos estes sentimentos não dêem espaço para a irresponsabilidade.

    Estou pagando minhas contas em dia.

  18. Ricardo, no passado a maioria do povo brasileiro trabalhava para suprir suas necessidades básicas de alimentção, vestimenta, moradia,etc. Hoje trabalhamos para pagar contas de comunicação, transporte, saúde enfim, qualidade de vida. Planos de saúde, rompí com o meu porque além de caro não cobria certos exames e cirurgias. Aliás sou obrigado a pagar um imposto pelos tucanalhas que quando precisei tentaram me estoquir. Peguei a fila do SUS e fui muito bem atendido, num hospital que não deixamos privatizar e nem tercerizar. Minha mãe está lutando contra um cancer como o Zé de Alencar e está sen do atendida muito bem, neste mesmo hospital e numa univesidade pública da nossa região, tudo através do SUS, ou seja com a cobertura do INSS. Entendí sua sagacidade contra os office-oldes,os aposentados que matam o tempo com os atendentes e os engravatados que se fazem por “enganar”. Isso faz parte do “jeitinho brasileiro”, que eu não concordo e que seus companheiros Roberto da Matta e Marilena Chauí já trabalharam muito bem em seus livrros: Carnavais, heróis e malandros , Cultura e democracia, e Conformismo e resistência. Ricardo este meu comentário está sujeito a moderação, por que, o primeiro post está preconceituoso, vergonhoso, mentiroso, fora de cabo com conteudo ideologicamente reacinário maldoso? Se não for isso precisamos de dados, iformações veridicas e fatos. CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS! A cirurgia que precisei e a da minha mãe estão cadastradas no SUS. É só conferir!!!

  19. Caro Kotscho

    Certa vez eu estava em uma dessas filas de bancos, no meu caso a fila dos “veínhos” já que aparento idade avançada, tnho a barriga proeminente (cachaça) e sou deficiente físico portanto atendo aos meus direitos em todos os quesitos ( idade, deficiência e “gravidez”).
    Um senhor que estava na fila dos “normais”, irritado com a demora, passou a proferir improperios em altos brados ao gerente, ao caixa, ao dono do banco e ao governo como todo e qualquer aloprado. O gerente se dirigiu então à ele e discutiu no mesmo tom, dando fortes “tapas” no balcão. O bate boca foi esquentando até chegar no seguinte diálogo:
    gerente:-“O senhor se comporte !!!” (dando “pancadas” no balcão)
    cliente:-“Não me comporto!!! Tratem de contratar mais funcionários!!! E não bata na mesa!!!”
    gerente:-“Eu bato o quanto eu quiser !!!”
    clinte:-“Não bata !!! Estou te avisando !!!”
    gerente:-“Por que? O que o senhor vai fazer?”
    cliente:-“Não bata !!! Quem avisa amigo é !!!”
    gerente:-“Eu bato, bato e bato !!! (batendo com mais força) E daí?”
    cliente:- “Daí que se voce continuar batendo desse jeito, vai acabar quebrando o balcão e o teu chefe vai descontar é do teu salário, seu imbecil!!!”

    Depois disso todos os presentes e principalmente eu nunca rimos tanto na vida !!! Foi uma das cenas nais cômicas que eu já havia presenciado, só vendo pra crer !!!
    É isso, não adianta chorar enquanto todo o dinheiro do PIB estiver depositado nos bancos !!!

    P.S Só tem uma coisa que me deixa “irritadíssimo”, é quando alguns “deficientes mentais” ocupam as vagas de estacionamento destinadas aos deficientes físicos, mas aí já é outro assunto.

    ABRAÇOS A TODOS OS “MODERADOS” !!!

  20. A respeito das afirmações do Sr. Janciron, concordo plenamente, até digo que gostaria de ter dito essas palavras, mas ela pisou na bola no final quando passa a fazer propaganda politica, defendendo e enaltecendo um certo candidato, sendo que muita gente tambem defendia o lula (letra minuscula mesmo), que na minha opinião não passava de interesse pessoal, agora ve-se no que deu, povão se ferrando e seus defensores dando-se bem (oxalá muito bem de mais), tal desejo do sr. Janciron me cheira a hipocresia, manifestação que é a irmã mais forte do pecado capital.

  21. O problema de pagar conta pela internet, é depois ter que provar que pagou. O caminho fica pior do que foi descrito!!!!!!!!

    Abraços!!!!!!!!

  22. Caro Enio…

    Toca uma moda aí pra nóis…

    Eu quero essa aqui ó:

    Os profissionais
    Belchior

    Composição: Belchior

    Onde anda o tipo afoito
    Que em 1-9-6-8
    Queria tomar o poder?
    Hoje, rei da vaselina,
    Correu de carrão pra China,
    Só toma mesmo aspirina
    E já não quer nem saber.

    Flower power! Que conquista!
    Mas eis que chegou o florista
    Cobrou a conta e sumiu
    Amor, coisa de amadores
    Vou seguir-te aonde f(l)ores!
    Vamos lá, ex-sonhadores,
    À mamãe que nos pariu!

    Oh! L’age d’or de ma jeunesse!
    Rimbaud, “par delicatesse
    J’ai perdu (também!) ma vie!”
    (Se há vida neste buraco
    Tropical, que enche o saco
    Ao ser tão vil, tão servil!)

    E então? Vencemos o crime?
    Já ninguém mais nos oprime
    Pastores, pais, lei e algoz?
    Que bom voltar pra família!
    Viver a vidinha à pilha!
    Yuppies sabor baunilha
    Era uma vez todos nós!

    Dancei no pó dessa estrada…
    Mas viva a rapaziada
    Que berrava: “Amor e Paz!”
    Perdão, que perdi o pique…
    Mas se a vida é um piquenique
    Basta o herói de butique
    Dos chiques profissionais.

    I have a dream… My dream is over!
    (Guerrilla de latin lover!)
    Mire-se o dólar que faz sol
    Esplim, susexo e poder,
    Vim de banda e podes crer:
    “Muito jovem pra morrer
    E velho pro rock ‘n’ roll!”

  23. Atenção…Atenção…

    Janciron ataca novamente…O coment. das 14h25…

    Não fui eu quem enviou…

    Vamos te extradita para a PU….NTA DEL LESTE … Janciron

    Noticia urgente do UD (Ultimos Dias)…

    Osama Bin Laden foi encontrado… está morando em Campinas…
    informações dão conta que arrumou uma companheira…

    Amigou com um Gay de nome João Cirino Gomes.

  24. MORO NUMAA CIDADE CALMA E VAZIA NO INVERNO ONDE PASOLINI FOI MORTO MAS AS NOTICIAS AQUI CHEGAM RAPIDO ….LINDAS AS DECLARAÇOES DO MATEIGA SOBRE COMO OS BANCOS COBRAM TAO CARO AS TAXAS DE JUROS,
    QUE LINDO ISSO, SEM PODER DE NADA APENAS DIZER AMÉM AOS BANQUEIROS E HOJE DESCOBRIU QUE OS JUROS ESTAO ALTOS ?
    OHHHHHH FALA SEM NEXO OU PODER DE FOGO
    OH QUE BOM SABERMOS DAS COISAS MAS NAO TERMOS PODER DE NADA NEM SENDO MINISTRO DA FAZENDO NADA MAS TENHO ALGO A DIZER:
    BASTA BASTA BASTA BASTA YES YES OH GOD OH GOD YES YES
    AQUI NA ITALIA JA SE FALA EM DEPORTAR TODOS OS TRAVESTIS BRASILEIROS em 14 boing 747 , é viado que nao acaba mais, SERÁ O FIM DA AVENIDA REPUBLICA DO REPUBLICA DO LIBANO EM SAO PAULO em represalia ao preso nao espatrido COMO VOCES TODOS SABEM :SO DO PARQUE SAO JORGE OUVIMOS APOIO INCONDICIONAL
    ENQUaNTO ISSO A REAÇAO ITALIANA NAO É SO EM OUT DOOR JA LI QUE FELIPE NAO GUIA O CARRO ESSE ANO
    isso tudo pode acabar:
    ROMA E SEUS CALIGULAS FICAM COM OS TRAVESTIS INGLESES GOSTAM DAS MULATAS OS ALEMAES TAMBEM MAS NAO TEMOS O SANGUE QUE EMPAPA O SOL DA NAÇAO MAS TEMOS JOVENS RAPARIGAS PARA EXPORTAÇAO
    COBRA BRAVA FORMIGA PRETA PERIQUITOS E SIRIEMAS COM CERTEZA NAO SAO RESPONSAVEIS PELA DIVIDA EXTERNA
    É HORA DO PODER DAS TREVAS
    CORTARAM LUZ DA ROCINHA
    O CAVEIRAO TA SUBINDO
    PROJETEIS CRUZAM A SALA
    MAS NAO TEMOS O SANGUE
    QUE EMPAPA O SOLO DA NAÇAO
    MAS TEMOS JOVENS RAPRIGAS PARA EXPORTAÇAO
    ROMA E SEUS CALIGULAS FICAM COM OS TRAVESTIS INGLESES GOSTAM DAS MULATAS OS ALEMAES TAMBEM

    imaginem 4000 travestis pedindo boLsa famila depois de serem recebidos em guarulhos sp ou tom jobin no rio como fica o moraL do ‘MQAPL diante do FHC OU da DR OU do JR?
    O BLOGUEIRO É AMIGO DO HOME E VAI AO BANCO AMANHA MANDO MINHAS CONTAS PRA ELE PAGAR JA QUE TA CHEIO DA GAITA
    EINTERESSANTE …ESSA MATERIA DO RK PARECE OS CAFES E ALMOÇOS DE NOVELA DA GLOBO UMA FARTURA DE DEIXAR POBRE COMUM E FAVELADO AGUADO BASTANTE PROFUNDA E RELEVANTE NESSES DIAS ONDE O DINHEIRO E FARTO E O TEMPO PARA GASTAR TAO CURTO .
    MAS NAO ESQUEÇAM… DEUS EXISTE É PRETO MAS CUIDADO, TEM A ALMA BRANCA
    ALEM DE MORAR HOJE NUMA CASA TAMBEM BRANCA
    TENHAM FÉ QUALQUER COISA ERRADO QUANDO FOR PAGAR AS CONTAS NO BANCO , E ESCUTAR A FRASE MANJADA
    TODO MUNDO PRO BANHEIRO É UM ASSALTO, !
    NAO SE PREOCUPEM
    COISA CORRIQUEIRA ENTRE NÓS BRASILEIROS E BRASILEIRAS ……OH…. OLHA ELE AI DE NOVO GENTE COM SEUS amiguinhos COMENDO AS JORNALISTAS TODAS E INDICIADOS EM DESVIOS DE VERBA E DE GADO e operaçoes fraudulentas o xente bichinho me dá um coquinho…….SOU REVOLTADO COM MEU lugar de origem SIM E EU MUDEI DO BRASIL PORQUE UMA VEZ DISSERAM QUE EU ERA PARECIDO COM COLLOR DE MELLO NAO SUPOTEI EM BREVE ESTARIAM ME CHAMANDO DE QUE?
    METIRA SOU MAIS ALTO E MAIS BONITO !
    USANDO AQUI A FRASE DO CRAQUE ROBINHO AO SER COMPARADO COM DIEGO NA REVISTA PLAYBOY
    REVISTA A QUAL PERCO 2 A 3 KILOS DEPOIS DE LER .SUAS FOTOGRAFIAS COLORIDAS …..OH GOD OH GOD YES YES YES YES YES ….

  25. SINCERAMENTE O SR É UM CARA DE SORTE….. NÃO PEGOU NENHUMA FILA????? SÓ PARA ESCLARECER É NA CIDADE DE SP????? DEVE SER POR ISTO JANEIRO ÉPOCA DE FÉRIAS …BOM EU MORO EM SANTOS…… CIDADE QUE FORA DE TEMPORADA PROPORCIONALMENTE O MOVIMENTO EM BANCOS É IGUAL A UM DIA NORMAL DE MARÇO POR EXEMPLO, MAS……… EM TEMPORADA A CIDADE QUE JÁ É BEM POVOADA (DE ACORDO COM A PROPORÇÃO DE SUA ZONA URBANA)AINDA RECEBE O PESSOAL QUE NÃO ESTÁ EM SP E ESTE PESSOAL TEM QUE PAGAR AS CONTAS E ADVINHA QUEM SOFRE????? O POVO “CAIÇARA”(QUE NÃO DEVERIA TER ESTE NOME POIS PERDEU O SIGNIFICADO REAL) MAS AGUENTA NÃO É PQ ESTE POVO FORASTEIRO É QUEM AJUDA A MOVIMENTAR O COMERCIO DA REGIÃO….
    ACHO QUE DEVO FAZER UMA COLUNA AQUI TB…..

  26. O pior de contas pela net ou débito automático é sê vier em valores errados , Pois já aconteceu três vezes comigo , ai eu tirei e não quero mais.

  27. Pois é, RK, a vida é dura para os “Jaques” e para quem ainda insiste a viver no mundo real, (sem informática), como os teimosos e aqueles que por falta de dinheiro não pode se inserir no mundo virtual.

    Eu me coloco entre os teimosos, gosto do tete-a-tete, de ter gente falando comigo, antigo costume para se aproximar do outro, para conhecer um pouco o meu semelhante.
    Os exemplos de dissabores são muitos, mas dá prazer, (e pode parecer doentio este meu ponto de vista), ver que mesmo na era da informática o mundo ainda não tomou jeito.

    No Banco Nossa Caixa (posso citar nome das empresas?), entrei e peguei uma senha na máquina, (colocado bem à vista na porta de entrada), e sentei de frente para os funcionários do atendimento. Pois não é que alguns espertinhos aproveitavam que terminado o atendimento com outrem eles lépidos corriam para sentar na frente do funcionário, sem senha e nem nada, munidos apenas da antipatia e de alguma desculpa esfarrapada. E eram atendidos. Depois as funcionárias não chamavam pela senha. Diziam: “quem é o próximo?” Caramba, prá que serve a senha então? Fiquei esperto e fiquei colado nas costas do cretino, mesmo ouvindo seus pedidos à funcionária, depois quase sentei no colo dele quando se levantou.

    No Pão de Açucar, (já que disse o nome da Nossa Caixa digo do mercado!!), faço algumas compras e entro no caixa rápido.
    Não tinha ninguém na minha frente.
    Dai a caixa olha pro meu carrinho e diz: “Isso ai tem mais de 10 volumes!!” (“Isso ai” eram minhas compras).
    Contei e achei que não tinha dez.
    Dai perguntei: “tenho 5 latinhas de cerveja, conta-se o conjunto um volume ou um a um?)
    Ela: “Um a um” e contou treze volumes. O mercado quase vazio e a gente perdendo tempo com matemática.
    Bem, então eu descarto 3 cervejas, levo duas e fico dentro das regras da empresa.
    Foi o que fiz.
    E é o que acontece quando o treinamento é ineficiente, (a caixa tava lá defendendo o emprego dela e por certo se passasse de 10 volumes era seria advertida), quando as ordens não admitem flexibilidade. O mundo tá cheio disso agora “flexibilidade”.

    Quanto a pagar conta pela net tem um problema, alguns anos atrás paguei o IPVA pela net, naquele tempo bastava digitar a placa do veículo. Pois digitei errado, (até porque tenho 60 anos e me incluo entre aqueles que tem dificuldade com modernidades), e paguei a conta de um veiculo que não me pertencia e eu nem conhecia o dono.
    Tive que pagar novamente, pois “quem paga errado paga duas vezes”.
    Peregrinei pelos corredores da burocracia e nunca recebi meu dinheiro de volta pelo pagamento errado.

    Mas o que não me faz rir, também não me faz chorar. Tiro dai a experîencia e arrumo assunto com minhas trapalhadas.

    No mais um abraço a todos, em especial a vc cidadão K., e salve o tricolor paulista – (acho que o Dagoberto vai reencontrar o bom futebol ao lado do Washington…)

  28. Fim de mês é assim mesmo, banco vazio, o dinheiro já era, mas vai ao banco no dia 1 ou dia 5 pra ver como é. Também fui ao banco com a minha penca de filhos na quinta-feira (3, a mais nova de colo), pagar uma conta da empresa do marido, que ligou de Mauá pra Taubaté pedindo por favor, mas infelizmente o dinheiro estava em casa e tive que ir ao banco mesmo. Programa de índio, mas meus meninos gostam de brincar na porta giratória e pegar ônibus quando o pai sai com o carro. Então eu lembro de uns 25 anos atrás quando minha mãe andava de ônibus comigo e minha irmã pequenas, pra ir ao banco pagar contas pois não tinha outro jeito e nem existia caixa eletrônico, mas sabe que dá saudade, as pessoas não viviam tão presas ao seu próprio mundo dentro de casa como é hoje. Sou adepta fervorosa do tudo se faz pela internet, mas ás vezes dá um certo saudosismo.
    Obs.: Adoro quando vc fala de Porangaba, meus pais são de lá, moram em Santo André, mas estão voltando pra morar lá no final do ano, a terra dos Morais/Arrudas, no caminho para Cesário Lange.

    Abraço.

  29. Ricardo Kotscho!

    Esse imbecil que escreveu as 18:24 que assina Robson Oliveira não é o original ROBSON DE OLIVEIRA.

    O Verdadeiro não é mau educado como esse covarde que esta se apossando dos nomes dos outros.

    Esse otário enquanto não chega a hora de ir pra esquina rodar o bolsinha, fica escrevendo asneira.

  30. Meu caro Kotscho, tambem trabalho em casa.Além do preconceito da sociedade, pois somos vagabundos pa
    ra alguns, existe este problema. Sorte que meu filho ma
    is novo está trabalhando comigo e faz o serviço bancario.
    Cada vez menos trabalho.Estranho como a vida parece
    mais simples na meia idade.

    Saudacoes 6-3-3!

  31. Queixar-se de que foi preciso entrar em fila para pagar as contas ? Ora isso não é bem assim … O que dizer daqueles que seu dinheiro suado vai para o ralo de tanta conta e imposto que tem, daquelas que suam pra valer, sem direito a um mínimo de direitos e que tem que optar entre pagar astronomicos Iptus, IRenda, conta de telefone com Icms de 25%, conta de luz com quase 30% de Icms, ou comprar o que der para a sua subsistência. Plano de saúde …. um sonho distante ! Ficar em fila mas “poder” pagar é para um tantinho de privilegiados brasileiros, os demais, a grande maioria, não tem como pagar.
    Essa é a triste verdade!

  32. Pois é… de-se por feliz em pagar suas contas. pior será quando depender de aposentadoria e fazer sua ginástica para pagá-las, além de escutar noticiário global a respeito do “rombo” da previdencia(bastou anunciar o aumento do salário mínimo que o tal noticiário se manifestou…). Vamos esperar que o presidente Lula cumpra seu compromisso de justiça social e corrija tal distorção agora em 2009.

  33. sr ricardo,
    o que mais me chamou a atenção no seu comentário foi estar casado ja faz 40 anos.
    parabéns, muitos parabéns, o sr. é um guerreiro, um exemplo de paciência e conformismo. comer a mesma mulher por 40 anos seguidos?
    meus parabéns, mais parabéns…

  34. Cara Norma,
    a que comentário você se refere? Revi todos os comentários enviados hoje e não tem nenhum das 11:09.
    Estranhei porque hoje fiz uma limpeza grande o dia inteiro para tirar o lixo.
    Por favor, me alerte sempre que algum escapar.
    abraços,
    Ricardo Kotscho

  35. Mandei um comentário crítico ao conteudo de seu artigo de ontem que sintetizo em sua própria frase que abaixo transcrevo. Não encontrei o comentário nos quase duzentos que você recebeu. Mandei porque respeito seu trabalho e em geral concordo com seu ponto de vista.Vamos lá, repetirei a frase e o comentário:
    “Não fosse esta nossa mania de criar e ampliar problemas onde eles não existiam, deixando questões jurídicas para serem decididas no lugar adequado, ou seja, na Justiça, não transformando tudo em questões políticas, Larry Rother e Cesare Battisti jamais teriam virado manchete de jornal, pelo menos no Brasil”.

    Acredito firmemente que a injustiça ou suspeita dela deve ser atacada com nossa voz mais alta, de cima dos telhados. Imaginou se para não criar problemas RKotscho que já foi assessor do Lula se calasse sobre questões políticas? E o que dizer dos jornalistas que enfrentaram o Mackartismo? E se tivessemos deixado ficar, para não criar problemas, o Collor com seus caraminguás, Paulo Cesar et caterva por mais quantos anos?
    Um abraço, Arlindo

  36. Mandei um comentário crítico ao conteudo de seu artigo de ontem que sintetizo em sua própria frase que abaixo transcrevo. Não encontrei o comentário nos quase duzentos que você recebeu. Mandei porque respeito seu trabalho e em geral concordo com seu ponto de vista.Vamos lá, repetirei a frase e o comentário:
    “Não fosse esta nossa mania de criar e ampliar problemas onde eles não existiam, deixando questões jurídicas para serem decididas no lugar adequado, ou seja, na Justiça, não transformando tudo em questões políticas, Larry Rother e Cesare Battisti jamais teriam virado manchete de jornal, pelo menos no Brasil”.

    Acredito firmemente que a injustiça ou suspeita dela deve ser atacada com nossa voz mais alta, de cima dos telhados. Imaginou se para não criar problemas RKotscho que já foi assessor do Lula se calasse sobre questões políticas? E o que dizer dos jornalistas que enfrentaram o Mackartismo? E se tivessemos deixado ficar, para não criar problemas, o Collor com seus caraminguás, Paulo Cesar et caterva por mais quantos anos?
    Um abraço, Arlindo

  37. Caro Kotscho,

    Obrigada por ter me atendido quanto ao comentário das 11:09.

    Parabéns pelos seus 40 anos de casamento e por vc ajudar em casa com essas atitudes que na verdade até revertem em benefício de estarmos com outras pessoas e podermos ver outras realidades…. sorte a sua de estarmos ainda em férias…

    Quanto a pegar filas nos bancos, nossa, como isso já mudou !

    Pago tudo pela internet e coloco tudo em débito automático. Isso funciona ! É só ter uma boa impressora e trabalhar com um bom banco, no caso, o meu é o Itaú, fazem 14 anos que trabalho com eles e nunca aconteceu nada de errado Graças a DEUS !

    Já fui assaltada várias vezes e sempre tive que sustar cheques e cancelar cartões de crédito e sempre fui bem atendida !!!

    Mas também eu sou daquelas que chega no banco dando bom dia para o guarda, para a faxineira, para o caixa, etc… Se alguém tem problemas no caixinha eu me ofereço para ajudar ( se bem que eles não recomendam), mas eu faço aquela cara de ” é melhor eu ajudar do que vc ficar aí demorando na fila…”

    Outro dia eu achei que a taxa de anuidade do cartão de crédito estava muito alta para o que eu consumo mensalmente, então não duvidei, vou CANCELAR… que nada, não deixaram eu cancelar e retiraram a anuidade do cartão…
    Coisas de banco que não quer perder o cliente e tal….

    Retiraram 1.500 reais da conta da minha sobrinha na semana passada (Unibanco), foi ressarcida, mas ela tem até aquele aparelhinho, para digitar a senha na hora, e mesmo assim clonaram o cartão dela … pode???

    Mas precisamos conversar… eu quando chego numa fila muito grande, já faço amizade com todo mundo e vou batendo um papo que o tempo passa e a gente nem vê…
    Não era prá ser assim, mas faço do limão uma limonada, não sou conformada, luto por dias melhores, mas não quero me estressar a ponto de ficar doente….

    Tem muita gente que começa a reclamar porque tem horário para tudo e quando a gente tem pressa parece realmente que tudo acontece para nos atrasar inclusive a demora no atendimento….

    Quando eu vou a uma consulta no SUS, na ala de oncologia, eu simplesmente já deixo tudo preparado em casa porque nunca se tem hora de voltar…outro dia fui com meu irmão às 15:30 e saimos de lá às 21:30…o médico me pediu desculpas pelo horário, pode? Um bam bam bam da oncologia, na maior humildade, me pedindo desculpas???? Ele é muito amoroso comigo apesar de todo o título que ele já possui….não é legal?
    Só que eu tenho carro, tenho pena daquelas mulheres que ainda teriam que pegar um ônibus para voltar para casa…é… não é mole não….
    Mas como diz o ditado: “rapadura é doce mas não é mole..”
    E a vida segue…
    Abraços a todos,
    Norma.

    Em tempo: Gostei muito do comentário do Enio, como sempre, hahahaha…

  38. Essa do “office-old” foi ótima…

    Outro dia na fila do caixa do estacionamento do shopping ( estava grande. Um dos guiches estava fechado…) uma senhora passou na frente e pagou seu tiquete. Em seguida paguei o meu. Coincidentemente ela caminhou para a mesma direção que eu fui. Pude ver então que no carro a aguardava uma jovem, que deveria ser sua filha ( ou mesmo neta…). A velhinha entrou e sairam felizes….

    Li no Noblat outro dia que na Suecia não há esse atendimento preferencial para idosos. A fila é respeitada quase religiosamente por todos!

    Aqui é a terra dos “direitos”. Todos queremos ter o maior numero possivel de direitos. E exigimos dos outros todas as obrigações…

  39. Referente ao comentário das 11:09.

    Ricardo K., Não sei, mas o comentário não está mais lá, achei que vc tinha visto e retirado, e até agradeci, era um palavrão…
    às 13:19 o Mauricio Barreto também tinha comentado…
    Chato né?
    Mas já foi.. falou?
    Abraços,
    Norma.

  40. Ricardo, não entendi a ida em tantos bancos, a menos que você não tenha conta em banco nenhum pois se tiver basta pagar tudo por ele e em um caixa eletrônico.
    faço assim todo mês

    Um abraço

    Sampaio

  41. Realmente a tecnologia pode ser um facilitador em nosso dia-a-dia. Mas essa sua crônica nos faz lincar com outros aspectos bem menos “leves” do cotidiano dos brasileiros, como a exclusão gerada pelo analfabetismo digital (que afeta principalmente as camadas mais pobres da população), a falta de tempo que temos para resolver as coisas mais simples do cotidiano (o que acaba gerando um stress danado) e o “jeitinho brasileiro” daqueles que pra se darem bem, não respeitam os direitos dos outros.
    Sou professora e jornalista, vivia essa “odisséia” dos bancos quase todos os meses (em alguns era salva pelo meu office-pai, não aposentado, mas sempre com um tempinho disponível pra mim), mas nesse período de férias criei coragem e fui pessoalmente nos dois bancos em que tenho conta cadastrar novas senhas … e viva a internet! Um abraço, Cris

  42. Os executivos estão tomando cada vez mais o tempo do trabalhador… trabalha sábado, domingo e feriado, ao mesmo tempo os bancos menos funcionários, e o Brasil esta mais velho… conclusão paciência, tolerância, flexibidade e honestidade… Entender direitos e saber usá-los, os deveres para poder cobrar. O que nos falta é educação e sobra malandragem.

  43. Prezado kotscho
    o comentário de 23:21 hs tá precisando de um crivo ! ainda que usado dentro de um contexto,ou não !!! creio que o uso…possa ser usado…até mesmo camuflado em abreviações…de maneira que não fique tão explícito…e assim,não fique tão deselegante e ofensivo,a quem não aceita palavrões… até dá pra entender né ?!!! mas,o que vemos aqui as vezes…o uso gratuíto de palavrões…com único intuito de poluir… “afrontar” o blogueiro e alguns participantes .powwww ! custa nada maneirar o uso ! mas…não vou nem embrenhar nessa questão…já que a mim nada me acrescente ou mesmo me cause algum transtorno .
    abraços

  44. Sr. Kotscho,segue uma açao que achei no otimo site :www.saudade da minha terra.com,através do jornal Bom dia,de Bauru,não consegui colocar o carro na mensagem,
    Tinoco – Ação Entre Amigos
    0
    fevereiro 1, 2009 · Postado em Comunicados
    Postado por Alessandra

    Tinoco do Brasil

    A esposa do Tinoco ( Dona Nadir ) está em tratamento de quimioterapia em decorrência a um tumor no Pâncreas extraído em Cirurgia no dia 29 de agosto de 2008.. O primeiro ciclo da quimioterapia foi realizado com a medicação Gemzar, mas como ainda apareceu um foco da doença. Assim foi associado ao tratamento a medicação Gemox. Medicação nova e importada, que custa R$ 5.000,00 por aplicação (ela precisa tomar 2 vezes por mês). O Plano de Saúde está em carência, e esta medicação não achamos nas Farmácias Alto Custo do Governo. Por isso nasceu “ Ação entre Amigos” , sorteando um Carro Gol 98 MI, no dia 09 de maio de 2009, pela Extração da Loteria Federal ( Extração dos Dias das Mães ). São 1000 números a R$ 50,00 cada bilhete.

    E aos empresários que adquirirem 100 ou mais números, o Cantor Tinoco coloca sua Imagem por seis meses sem custo para o patrocinador.

    Você pode adquirir o seu número através do e mail: zekaperez@hotmail.com ,
    ou pelo fone: 11 9640.2315

    Conta no Banco do Brasil
    Agência: 0384-0
    C/C: 205153-2 – Jose Perez

    Agradecemos deste já. E o Cantor Tinoco deixa pra você, um “ Que Beleza!!!”.
    ==============================================
    Amigos,

    Se puderem ajudar, nem que seja divulgando essa ação entre amigos, acredito que já será de grande valia.
    Mais detalhes sobre essa matéria, vocês podem conferir nesta página ? CLIQUE AQUI.

    Obrigada a todos.

  45. Com o faturamento noticiado ontem sobre os bancos, que são os maiores do mundo, cabería aqui direcionarem parte deste no sentido de agilizar o atendimento

  46. Ricardo, se ficar o bicho pega, se correr o bicho come. Não sei o que é pior: ir ao caixa eletrônico ou pagar as contas pela internet. Faz tempo que tomei a decisão: pago tudo no caixa eletrônico. Para pagar o IPVA no BB é uma briga. O ano passado paguei errado: o “sistema” não incluiu o licenciamento e eu passei batido. Aí o polícia rodoviário me multou em R$ 190,00. Este ano pedi ajuda aos universitários do banco e deu tudo certo. Se você vai ao caixa eletrônico, corre o risco de assalto; se paga pela internet, há o risco dos “hackers”. Sou correntista do BB, mas, mantenho uma conta no Itaú com alguns trocados, por cautela. Certa vez fui vítima do “chupa cabra” numa agência do BB e fiquei sem um tostão. Os malandros clonaram meu cartão e sacaram o dinheiro do exterior. Demorou quase um mês para o BB me devolver o dinheiro. Se eu não tivesse outra conta no Itaú estaria em palpos de aranha. A vantagem é que o problema ocorreu na agência. Se tivesse ocorrido no meu computador, em casa, você acha que eles iam devolver facilmente o dinheiro? Uma ova! Só se você for um cara de prestígio, ou pregar a boca através do seu blog, o qual o torna uma pessoa poderosa, de certa forma. Bom domingo e boas loirinhas geladas.

  47. Boa tarde Ricardo, quer mais um assuntinho pra comentar?

    Spread ! Vou batizar meu próximo neto com isto aí!

    Veja a maracutaia dos banqueiros agora!

    Você pediu e o homi abaixou a selic, né?

    Legal resolvemos ?

    Não!

    Ué porque ?

    Meus queridos:

    Esqueçam!…O Melhor negócio do planeta terra é abrir um banco (((((((((((..AQUI…NO BRASIL!!!!!))))))))))) Nunca banqueiro safado e inescrupulosos ganhou tanto dinehiro quanto hoje em dia!!!!
    Liberou Geral, cada um faz o que bem entende!!!

    Os malandros agora vão dizer que os bancos só vão reduzir o spread (diferença entre a taxa de captação de recursos e a cobrada nos empréstimos), como supostamente quer o governo, quando cair o compulsório. “Reduzir a Selic não basta, é fundamental a queda no compulsório para reduzir o spread”, e blá, blá, blá ….assim que diminuirem o compulsório eles arrumam outra desculpa!

    Quer apostar 10 mangos? ( Reais )

    Abraços fraternos

    Manoel Ferreira

  48. O que era uma opinião mais ou menos vaga, sem maior fundamento para muitos, mas uma certeza p/alguns, se materializa agora;

    Em relatórios e comunicados reservados A1A (informação precisa, de fonte altamente qualificada), os serviços de inteligência das Forças Armadas, advertem que ações terroristas, com objetivos de ensaio para futuros movimentos revolucionários, são os verdadeiros objetivos das recentes ações armadas de traficantes no Rio de Janeiro. Análises de Inteligência avaliam que os incêndios a ônibus, arrastões e “bondes” (comboios de veículos roubados) para assaltos simples, contra a população carente, são instrumentos de terror psicossocial.
    Os serviços de inteligência do Exército e da Marinha infiltraram agentes no movimento dos marginais do Rio de Janeiro, e acompanham, de perto, o que acontece. A Agência Brasileira de Inteligência emitirá um relatório em breve sobre a situação. Mas o teor do documento ficará guardado a sete chaves no Palácio do Planalto, onde os ex-participantes da luta armada detestam comentar a atuação dos atuais companheiros insuflados pelos Comandos Vermelhos e PCCs da vida.

    ”DICTUM ET FACTUM”

  49. A propósito do justo desabafo de nosso respeitável blogueiro, volto ao problema da moderação.
    Há um dilema na net que a todos interessa.
    É a questão da qualidade dos comentários. Naturalmente que a qualidade dos comentários varia na razão direta da qualidade do comentarista.
    Assim, comentário ruim, comentarista, idem.
    Mas esse mérito de bom e ruim merece reflexão mais profunda.
    A experiência tentada neste blog, de abolir a moderação prévia não vem dando certo e está fadada ao fracasso. Ponto há de chegar em que o blogueiro se verá na contingência de implantar o patrulhamento, coisa que parece o repugnar.
    E a razão é uma só: chama-se democracia.
    A democracia não é um regime ou sistema para utilização de certos povos. E certamente que o brasileiro é um deles. A democracia para ser praticada exige primeiramente educação e espírito civilizado, mesmo sendo redundante essa expressão.
    Aqui no blog, por exemplo, há pessoas que, por falta do que fazer de mais proveitoso, vem ao blog unicamente para debochar e se fazer de engraçado. Entende-se essa vontade de se manifestar. Ela é justa e compreensível. Mas, lamentavelmente, a falta de educação e a certeza da impunidade estimulam esses metecos. E tome-lhe idiotices, às vezes até difíceis de aturar.
    Não me refiro, é bom esclarecer, aos que escrevem no dialeto da net. A esses dedico a minha piedade por estarem atrofiando suas mentes e se acostumando a desaprender o idioma pátrio, se é que um dia chegaram a assimilá-lo. Refiro-me aos outros. Aqueles que não têm vocabulário, não têm argumento, não estão capacitados para interpretar mensagens, e, por fim, não têm educação. São esses que, por não compreenderem a democracia, acham que podem escrever qualquer coisa, ainda que essa coisa vá ofender pessoas e depor contra eles mesmos. Outra corrente, essa menos perigosa, é formada pelo grupo dos “gente boa”. São apenas poluidores. Esses coitados, que deus os tenha, acham que é da maior importância dizer aqui que são humildes. Em seus textos abundam coisas do tipo “é com humildade que falo” ou “é com muita humildade que respondo ao…”
    O que se reclama é da falta de conteúdo de nossa parte, os comentaristas. Embora pertencendo a outra corrente, me alinho com eles na esperança de que alguma influência possa transmitir. Afinal, me vejo na contingência de acreditar que essa gente assim faz por ser a única forma de manifestação que conhecem. Daí que erradicar a ignorância passa a ser dever de todos nós.
    O blogueiro tem feito a parte dele. Corre atrás e tem sempre algo interessante.
    Na verdade, o que se pode de tudo depreender é que o conjunto de comentaristas e suas manifestações, resguardadas as exceções, terminam por refletir a real situação de um Brasil diferente que tem um presidente que, segundo suas palavras, “não lê porque conversa com muita gente”. Eu gosto do jeito simples do velho Lula, mas tem coisa que a gente não pode aprovar.
    Vou deixar aqui meu e-mail, com a licença do dono deste espaço, e dizer que estou aberto a qualquer resposta, mesmo que se trate de espinafração. Por, gentileza, não respondam aqui mesmo para não poluir ainda mais o que já está parecendo favela da era pré Cesar Maia.
    Ou, talvez, alguém com alguma outra visão mais adequada queira se manifestar. Enviem para mondale.miguel9@gmail.com.

  50. As novas regras dos Serviços de Atendimento ao Consumidor (SAC’s).

    O Decreto 6.523/08Regulamenta a Lei no 8.078, de 11 de setembro de 1990, para fixar normas gerais sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC.
    O regulamento segue a linha determinada pelo CDC no seu art. 4º:
    – Art. 4º A Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo, atendidos os seguintes princípios: (Redação dada pela Lei nº 9.008, de 21.3.1995).
    – Garantir que o consumidor tenha a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, prevista no inciso III do art. 6º do CDC.
    Assim, o escopo do decreto é fixar normas gerais sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC por telefone, no âmbito dos fornecedores de serviços regulados pelo Poder Público federal, com vistas à observância dos direitos básicos do consumidor de obter informação adequada e clara sobre os serviços que contratar e de manter-se protegido contra práticas abusivas ou ilegais impostas no fornecimento desses serviços.
    O decreto então definiu SAC como o serviço de atendimento telefônico das prestadoras de serviços regulados que tenham como finalidade resolver as demandas dos consumidores sobre
    * informação
    *dúvida
    * reclamação
    *suspensão
    *cancelamento de contratos e de serviços.
    Excluiu-se de tal abrangência a oferta e a contratação de produtos e serviços realizadas por telefone.

    Setores abrangidos pela regulação: fornecedores de serviços regulados pelo Poder Público Federal, nos termos do art. 1º.
    Art. 1o Este Decreto regulamenta a Lei no 8.078, de 11 de setembro de 1990, e fixa normas gerais sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC por telefone, no âmbito dos fornecedores de serviços regulados pelo Poder Público federal, com vistas à observância dos direitos básicos do consumidor de obter informação adequada e clara sobre os serviços que contratar e de manter-se protegido contra práticas abusivas ou ilegais impostas no fornecimento desses serviços.

    Quais seriam esses serviços? Os serviços são: telecomunicações, bancos, planos de saúde, tv por assinatura, saneamento, aviação civil, energia elétrica, água, transporte terrestre etc. O Decreto regulou os SAC’s apenas dos fornecedores de serviços regulados pelo Poder Público federal, fornecedores de produtos não estão abrangidos pela nova regulação.

    • As novidades são:
    – As ligações para o SAC serão gratuitas e o atendimento das solicitações não deverá resultar em qualquer ônus para o consumidor
    – Serão garantidas ao consumidor, no primeiro menu eletrônico, as opções de contato com o atendente, de reclamação e de cancelamento de contratos e serviços, e a opção de contatar o atendente constará de todas as subdivisões do menu eletrônico
    – O SAC estará disponível, ininterruptamente, durante vinte e quatro horas por dia e sete dias por semana, ressalvado o disposto em normas específicas.
    – O número do SAC constará de forma clara e objetiva em todos os documentos e materiais impressos entregues ao consumidor no momento da contratação do serviço e durante o seu fornecimento, bem como na página eletrônica da empresa na internet;
    – O SAC garantirá a transferência imediata, em até 60 segundos, ao setor competente para atendimento definitivo da demanda, caso o primeiro atendente não tenha essa atribuição. Nos casos de reclamação e cancelamento de serviço, não será admitida a transferência da ligação, devendo todos os atendentes possuir atribuições para executar essas funções
    – É vedado solicitar a repetição da demanda do consumidor após seu registro pelo primeiro atendente. O sistema informatizado garantirá ao atendente o acesso ao histórico de demandas do consumidor.
    – – É obrigatória a manutenção da gravação das chamadas efetuadas para o SAC, pelo prazo mínimo de noventa dias, durante o qual o consumidor poderá requerer acesso ao seu conteúdo;

    – As informações solicitadas pelo consumidor serão prestadas imediatamente e suas reclamações, resolvidas no prazo máximo de cinco dias úteis a contar do registro, devendo o consumidor ser informado sobre a resolução de sua demanda e, sempre que solicitar, deverá lhe ser enviada a comprovação pertinente por correspondência ou por meio eletrônico, a seu critério;

    -O SAC receberá e processará imediatamente o pedido de cancelamento de serviço feito pelo consumidor, sendo que tal pedido poderá ser feito por todos os meios disponíveis para a contratação do serviço. Os efeitos do cancelamento serão imediatos à solicitação do consumidor, ainda que o seu processamento técnico necessite de prazo, e independe de seu adimplemento contratual. O comprovante do pedido de cancelamento será expedido por correspondência ou por meio eletrônico, a critério do consumidor.

    Por fim, o decreto entrou em vigor em 1o de dezembro de 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *